Conca na Copa do Mundo?



Na entrevista de ontem à noite com o excelente Paulo Vinícius Coelho, o múltiplo apresentador Jô Soares declarou que o meia Dario Conca, do seu Fluminense, teria que estar na seleção argentina que vai à Copa. O assunto teve continuidade hoje, e o jogador, que nunca vestiu a camisa alviceleste, declarou em um chat com torcedores do clube que aceitaria defender o Brasil. Conca é um bom jogador, habilidoso, insinuante, e talvez tivesse mesmo um lugarzinho no banco do seu país. Mas já ouvi gente dizendo que Guiñazu, D’Alessandro e Herrera também deveriam. Ou seja, essa discussão é mais clubística que racional. Senão vejamos:

Pensando que Conca é um meia ofensivo, um armador, Maradona teve os seguintes jogadores com essa característica no amistoso contra a Alemanha, o último realizado pela equipê: Juan Sebastian Verón (Estudiantes), Jonas Gutierrez (Newcastle-ING), Angel Dí Maria (Benfica-POR), Mario Bolatti (Fiorentina-ITA), Javier Pastore (Palermo-ITA), Jesus Datolo (Olympiakos-GRE) e Messi (Barcelona- ESP). Embora Messi seja atacante, é um jogador que se mexe muito, caindo normalmente pela direita. E a avaliação tem que ser de esquema mesmo. Bolatti e Palermo não são jogadores espetaculares, mas fazem bom número no renhido Campeonato Italiano. Gutierrez, sinceramente, só Maradona gosta. Di Maria tá gastando a bola no Benfica. Verón é Verón, um passe seu é definidor e tem muita experiência internacional.

Fazendo essa análise me parece longe do absurdo Conca não estar na lista. Então me parece que esse posicionamento é muito mais clubístico que analítico. Quem pede o atleta na Copa pensa na sua paixão tricolor somente. Repito: poderia até estar porque joga muita bola, mas não é uma convocação obrigatória.



MaisRecentes

Recortes do precário futebol brasileiro



Continue Lendo

Rica em talentos, França rompe com paradigma recente



Continue Lendo

Espanha morre abraçada ao ‘tiquitaca’ odiado por Guardiola



Continue Lendo