Conca na Copa do Mundo?



Na entrevista de ontem à noite com o excelente Paulo Vinícius Coelho, o múltiplo apresentador Jô Soares declarou que o meia Dario Conca, do seu Fluminense, teria que estar na seleção argentina que vai à Copa. O assunto teve continuidade hoje, e o jogador, que nunca vestiu a camisa alviceleste, declarou em um chat com torcedores do clube que aceitaria defender o Brasil. Conca é um bom jogador, habilidoso, insinuante, e talvez tivesse mesmo um lugarzinho no banco do seu país. Mas já ouvi gente dizendo que Guiñazu, D’Alessandro e Herrera também deveriam. Ou seja, essa discussão é mais clubística que racional. Senão vejamos:

Pensando que Conca é um meia ofensivo, um armador, Maradona teve os seguintes jogadores com essa característica no amistoso contra a Alemanha, o último realizado pela equipê: Juan Sebastian Verón (Estudiantes), Jonas Gutierrez (Newcastle-ING), Angel Dí Maria (Benfica-POR), Mario Bolatti (Fiorentina-ITA), Javier Pastore (Palermo-ITA), Jesus Datolo (Olympiakos-GRE) e Messi (Barcelona- ESP). Embora Messi seja atacante, é um jogador que se mexe muito, caindo normalmente pela direita. E a avaliação tem que ser de esquema mesmo. Bolatti e Palermo não são jogadores espetaculares, mas fazem bom número no renhido Campeonato Italiano. Gutierrez, sinceramente, só Maradona gosta. Di Maria tá gastando a bola no Benfica. Verón é Verón, um passe seu é definidor e tem muita experiência internacional.

Fazendo essa análise me parece longe do absurdo Conca não estar na lista. Então me parece que esse posicionamento é muito mais clubístico que analítico. Quem pede o atleta na Copa pensa na sua paixão tricolor somente. Repito: poderia até estar porque joga muita bola, mas não é uma convocação obrigatória.



MaisRecentes

Guttman, uma bela e vitoriosa trajetória



Continue Lendo

Palmeiras x São Paulo: rivais contra o vexame



Continue Lendo

Neymar, entre a guilhotina e ‘la vie en rose’



Continue Lendo