Na Europa, tudo quase definido



A Europa define nesta quarta mais duas vagas diretas para a Copa do Mundo de 2010. Além disso, saberemos os oitos que disputarão a repescagem – Bósnia, França, Rússia e Irlanda já estão lá. Eslováquia e Suiça são as duas favoritas a beliscar seus lugares diretamente. Mas os eslovacos, que tentam sua primeira participação como país independente, já não nadam em mares tão tranquilos. Tiveram tudo para carimbar o passaporte no último sábado e perderam em casa para a Eslovênia, justamente sua rival pela vaga. Agora enfrentam a Polônia, fora de casa. Embora estejam desclassificados, os poloneses não são adversários insignificantes como o zerado San Marino, oponente da Eslovênia. E como a vitória dos eslovenos é certa, os eslovacos (estamos aqui num trabalho de aliteração eslovenos eslovacos) precisam vencer a Polônia. Diga-se que a derrota de sábado da Eslováquia praticamente enterrou os sonhos da República Tcheca, justamente sua antiga composição como país.

A missão da Suíça aparenta ser simples mas também não é. Basta um empate com Israel em casa para garantir a vaga. Mas o adversário ainda sonha com a repescagem e deve fazer jogo duro. A questão é que a Grécia receberá Luxemburgo e a vitória é provável. Se isso ocorrer, uma derrota suiça colocará os gregos em um Mundial depois de 16 anos – nesse intervalo até campeões europeus eles foram.

Há outras duas disputas por vagas na repescagem. A Suécia depende de um milagre de deuses escandinavos do porte de Thor para conseguir o feito. A equipe de Ibrahimovic precisa vencer a Albânia em casa – até aqui tudo bem – e torcer para Portugal perder em seus domínios para Malta. Este último resultado seria anedótico, tendo em vista que os malteses tem um mísero ponto na tabela. A outra briga também é desleal. A Ucrânia só entrega a vaga para a Croácia se não vencer Andorra – zero ponto na classificação – e a Croácia passar pelo Caazaquistão fora de casa. Ou seja, a tendência é que os oito integrantes da repescagem serão: Portugal, Grécia, Eslovênia, Rússia, Bósnia, Ucrânia, França e Irlanda.



MaisRecentes

Documentário mostra diálogo entre sociedade e futebol francês



Continue Lendo

Documentário mostra diálogo entre sociedade e futebol na França



Continue Lendo

O protagonismo estrangeiro no futebol brasileiro



Continue Lendo