Keirrison e o time bagunçado



E Keirrison foi vaiado novamente pela torcida. A paciência com o jogador está se esgotando pelos lados do Palestra Itália. É uma fase que vive o atacante? Ou ele foi superestimado? Vamos lembrar que o jogador foi artilheiro do último Brasileiro, ao lado de Washington e Kléber Pereira, e começou o ano com as turbinas ligadíssimas. De repente, a potência arrefeceu.

O fato é que o time do Palmeiras está uma barafunda. Não dá mais para saber a função de Diego Souza em campo. O time muda a todo momento. Obina virou espécie de salvação sarcástica. O jogo contra o Vitória foi ilustrativo. O time baiano só não venceu porque teve um gol legal não validade e perdeu chances aos montes. O atacante Roger abusou dos dribles no goleiro Marcos e Leandro Domingues  chutou uma bola no travessão. Não pode-se atribuir o momento de Keirrison apenas à confusão do time de Luxa. Mas que ajuda, isso ajuda.

Para piorar, o próximo adversário palmeirense será o Cruzeiro. E na véspera de enfrentar o Nacional, no Uruguai, para decidir uma vaga na semifinal da Libertadores. Ou seja, dificilmente Luxemburgo não irá mesclar o time.



MaisRecentes

Guttman, uma bela e vitoriosa trajetória



Continue Lendo

Palmeiras x São Paulo: rivais contra o vexame



Continue Lendo

Neymar, entre a guilhotina e ‘la vie en rose’



Continue Lendo