Corinthians repete São Paulo de 2006



O técnico Mano Menezes radicalizou e vai escalar 11 reservas no clássico do próximo domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro. Uma pena! Tirou o brilho do clássico. E uma decisão polêmica também. Curiosamente, o Peixe foi beneficiado pelo mesmo expediente usado pelo São Paulo, em 2006. Na ocasião, o jogo foi pela 12a rodada e o Tricolor entrou em campo, no Morumbi, com apenas dois titulares: o goleiro Rogério Ceni e o zagueiro Edcarlos, hoje no Fluminense. Resultado: 4 a 0 para o time da Baixada.

Isso mostra que a opção de resguardar jogadores para a semifinal da Copa do Brasil, contra o Vasco, não significa um suicídio corintiano no Brasileiro. Afinal, o São Paulo terminou com a taça naquele ano. Por outro lado, as situações são diferentes. O Brasileiro caminha para a quarta rodada neste fim de semana e o Corinthians acumula quatro pontos, na zona intermediária da tabela. Já o time de Muricy (sim, ele já estava lá), liderava o campeonato com certa margem: 24 pontos. O time do Morumbi poupou-se porque também iria encarar uma semifinal, contra o Chivas (MEX), pela Libertadores. É claro que esses episódios de poupa ou não encontra exemplos dos dois lados. No ano passado, o Fluminense aderiu a essa estratégia, com alguns gracejo do técnico Renato Gaúcho, e depois sofreu até a rodada final para escapar do rebaixamento. O triste é ver um clássico desses esvaziados. Ingredientes náo faltariam, como a tentativa de revanche santista pela final do Paulista e um estádio lotado. Mas sáo coisas do nosso calendário burro.

Confira a ficha do duelo SanSão do primeiro turno de 2006:

SÃO PAULO 0 x 4 SANTOS

São Paulo: Rogério Ceni; Alex Silva, Alex e Edcarlos; Ilsinho, Ramalho, Richarlyson, Lenílson e Lúcio; Alex Dias e Thiago (Lima). Técnico: Muricy Ramalho

Santos: Fábio Costa, Manzur, Ronaldo Guiaro e Luiz Alberto; Denis, Maldonado, Wendel, Rodrigo Tabata (Rodrigo Tiuí) e Kléber (Heleno); Fabiano (André) e Reinaldo. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Gols: Fabiano (41 e 43 do primeiro tempo), Denis (9 do segundo tempo) e Rodrigo Tiuí (27 do segundo tempo).

Local: Morumbi (SP)

Árbitro: Leonardo Gaciba (RS)

Cartões amarelos: Richarlyson (SP) e Kléber (S).

Cartão vermelho: Alex (SP)

 



MaisRecentes

Quanto valem Messis e da Vincis?



Continue Lendo

No bipolar Brasileirão, o futebol é obra inconclusa



Continue Lendo

Guttman, uma bela e vitoriosa trajetória



Continue Lendo