Hernanes x Ramires no Mineirão



Ramires e Hernanes estarão hoje à noite no Mineirão. São personagens à parte do confronto pelas quartas-de-final da Libertadores. Há pouco tempo ambos eram unanimidades no clamor por convocação para a Seleção Brasileira. Era perguntar para um colega jornalista ou algum amigo-torcedor sobre as chamadas de Dunga que, de bate-pronto, vinha a resposta: Faltaram Hernanes e Ramires. Gilberto Silva e Josué estão abaixo… Só que nos últimos meses o futebol de Hernanes simplesmente desapareceu. Virou lenda. E gerou um sem número de discussões sobre os reais motivos. Enquanto isso, o volante do Cruzeiro seguiu em alta e estará no grupo nacional para os dois próximos jogos das Eliminatórias – contra Uruguai e Paraguai – e na Copa das Confederações.

Hernanes não esqueceu de jogar bola. Alguma coisa acontece. Uns dizem que é responsabiliadde de Muricy e suas mexidas no posicionamento da equipe. Outros apostam na psiquê do jogador, que talvez estivesse esperando por uma transferência para a Europa. Não vou dizer o que não sei. Mas confio que logo Hernanes voltará a ser o jogador que vem com a bola, dribla adversários, dá chutes magistrais e bons passes. Por outro lado, Ramires é um volante-atacante. Observe o Cruzeiro em campo e veja em quantas jogadas ofensivas não aparece o atleta caindo pelo lado esquerdo ou mesmo pelo meio da área. É impressionante. Muito pulmão e determinação. Para completar, boas finalizações.

Mesmo com o arrefecimento do futebol de Hernanes, acho que ele pode ser decisivo hoje à noite. O Mineirão pode ser uma inspiração. Em 2007, Hernanes fez um golaço contra o próprio Cruzeiro no Magalhães Pinto. Gol importantíssimo, que embalou o São Paulo no rumo do bicampeonato. Gol que Hernanes tem na conta de um dos mais bonitos de sua curta carreira.



MaisRecentes

Dérbi de Milão no almoço para chinês ver



Continue Lendo

Santos no divã: hora de encarar a dupla identidade!



Continue Lendo

Gol, o grande momento da festa proibida



Continue Lendo