Vascaínos e santistas comemoram ausência de Ronaldo



Sem Ronaldo o Corinthians possivelmente ainda seria um time forte. Porém, muito mais previsível. Afinal, o Fenômeno flerta com as decisões e as transforma em namoradas em um instante. Foi assim nesses primeiros meses de Corinthians. Foi assim nos clássicos contra os três rivais no Paulista. Fez gol digno de epopéia contra o Palmeiras, em Presidente Prudente, dobrou o São Paulo no Morumbi e reinou na Vila do rei Pelé. E repetiu a dose no jogo de volta contra o Atlético-PR, pela Copa do Brasil.

O aproveitamento do Corinthians cai substancialmente quando ele não joga. Leio agora no LANCENET! os números do time quando ele está fora. Foi apenas uma derrota, em um jogo que claramente o time esteve disperso: 3 a 2 para o Furacão, na Arena da Baixada. Por isso, torcedores de Vasco e Santos devem comemorar a declaração do médico Joaquim Grava de que o camisa 9 ficará fora das partidas desta semana. Os vascaínos inflam-se de esperança na classificação à final da Copa do Brasil. E os santistas não terão os pesadelos do jogo pelo Paulista.

Mas, repito, o Corinthians é um time forte e competitivo mesmo sem Ronaldo. Claro que Souza, por exemplo, é nanico perto do Fenômeno. Mas Jorge Henrique e Dentinho pelos lados mantêm a força ofensiva. Só que os rivais ganharam um alento.

E a pergunta fica no ar: será que é uma leve contratura mesmo ou os problemas musculares de Ronaldo serão uma constante? Pode ele jogar duas partidas em quatro dias, como aconteceu na sequência Botafogo-Fluminense? Eis o mistério!!!!



MaisRecentes

Cristiano Ronaldo, uma máquina de obstinação



Continue Lendo

As lições do ‘aspirante’ Carille no senso comum



Continue Lendo

Luxa vive um longo crepúsculo dos deuses



Continue Lendo