Guti no Corinthians?



A presença de Ronaldo no Corinthians fez a equipe virar uma espécie de Galacticos bandeirante. Toda semana surgem nomes e possibilidade de reforços internacionais. Já falou-se Vieri – esse em quase todos os times, diga-se -, Hernan Crespo e, agora, o nome da vez é Guti, jogador do Real Madrid desde sempre.

Por enquanto é tudo especulação. Mesmo porque para o Corinthians contratar um jogador com tanto vínculo com o Real certamente teria que costurar acordo de patrocínio ou coisa parecida. O que me causa mais estranheza em relação a essa possibilidade, e me faz crer em ser remota, é o forte vínculo do jogador com o clube merengue. Para se ter uma ideia, o site oficial do Real (www.realmadrid.com) começa assim o texto de apresentação do atleta: "Se há uma palavra que possa descrever Jose Maria Gutierrez "Guti" é madridista. O jogador está praticamente vinculado por toda vida ao Real, convertendo-se em um dos maiores orgulhos do clube e um magnifico exemplo de qualidade das categorias de base do Real".

E, nessa longa trajetória na equipe da capital espanhola, há dois episódios curiosos envolvendo o jogador. O primeiro, curiosamente, é uma suposta briga que ele teve com Ronaldo. Sim, o Fenômeno, que seria seu companheiro no caso de a contratação sair para o centenário corintiano. O jornal Sport, da Catalunha, noticiou em 2006 que o entrevero teria ocorrido após o jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, entre Real e Arsenal.

A outra situação é mais para revista de fofocas e celebridades. Fotos feitas pelos afamados paparazzi flagraram o jogador merengue trocando beijos e carícias com outro homem. A notícia deu o que falar na Europa! Até que dias depois o sensacionalismo foi desfeito. Tratava-se de sua irmã grávida. Coisas dos tablóides.

Confira a ficha técnica do jogador:

NOME: Jose Maria Gutierrez

DATA DE NASCIMENTO: 31/10/1976

POSIÇÃO: Meio-campista

TÍTULOS: 5 vezes campeão espanhol (96-97, 00-01, 02-03, 06-07 e 07-08); 4 vezes campeão da Supercopa da Espanha (1997, 2001, 2003 e 2008),; 3 vezes campeão da Liga dos Campeões (97-98, 99-00 e 01-02), uma vez campeão da Supercopa da Europa (2002) e duas vezes campeão mundial interclubes (98 e 2002)



MaisRecentes

No bipolar Brasileirão, o futebol é obra inconclusa



Continue Lendo

Guttman, uma bela e vitoriosa trajetória



Continue Lendo

Palmeiras x São Paulo: rivais contra o vexame



Continue Lendo