Corinthians de Mano segue vivo



E a consistência do Corinthians de Mano Menezes superou o desarranjado Fluminense de Parreira. Corinthians que mais uma vez vai para um jogo fora de casa, em que todos apostam em dificuldades, e sai na frente. E mais uma vez Chicão é o autor da desmontagem das expectativas adversárias. Já havia sido assim na Vila Belmiro, contra o Santos, nas semifinais do Campeonato Paulista.

Ao ir para o intervalo com 2 a 0 a favor e podendo levar até três, o Timão teve a faca, o queijo e as mesa toda à disposição. E quando é assim esse time não sofre reveses. Já é marca registrada. O Fluminense fez dois em cinco minutos e trincou a espinha de muito corintiano. Mas acabou sendo apenas fogo de palha.

A verdade é que quando Ronaldo e suas fenomenologias não aparecem sobra para o zagueiro-artilheiro Chicão (está de partida?). E assim segue esse time na briga por uma vaga na Libertadores 2010. Agora virá outro rival carioca, o Vasco, que experimenta o dissabor da Série B já provado pelo Corinthians ano passado. E que, ironicamente, vai dando na Copa do Brasil uma réstia para sua torcida, como fez o Alvinegro ao chegar à final ano passado.

Como o Internacional segue vivo após uma vitória dramática sobre o Flamengo, não dá para apostar no Corinthians como favorito ao título com sobras. Mas que é realmente um time cascudo não há dúvidas.

 PS: E novamente o Maracanã foi palco de uma eliminação do Flu para o Corinthians. Em 76, ano da invasão, foi pelas semifinais do Brasileiro. Agora, quartas da Copa do Brasil. A história no futebol de vez em quando se repete, e raramente é como farsa.



MaisRecentes

Guttman, uma bela e vitoriosa trajetória



Continue Lendo

Palmeiras x São Paulo: rivais contra o vexame



Continue Lendo

Neymar, entre a guilhotina e ‘la vie en rose’



Continue Lendo