Enderson poupa três para a Copa do Brasil, prefere Caju a Zeca e deixa Damião no banco



O técnico Enderson Moreira surpreendeu na escalação do Santos para o confronto deste domingo, no Pacaembu, contra o Goiás. Além de Aranha e Robinho, como o LANCE!Net já havia informado na tarde de sábado, o comandante alvinegro decidiu poupar também o lateral direito Cicinho, já pensando no meio de semana, quando a equipe visita o Botafogo, no Maracanã, pela ida das quartas de final da Copa do Brasil. Os substitutos de Aranha. Robinho e Cicinho serão Vladimir, Gabriel e Victor Ferraz, respectivamente.

Além dos três poupados, Leandro Damião também não começa jogando no Pacaembu. Se os outros nem vieram para São Paulo, o camisa 9 fica no banco de reservas por opção de Enderson. Geuvânio, autor de um dos gols da derrota por 3 a 2 para o Atlético-MG, no meio de semana, é o substituto. A escalação é a seguinte: Vladimir, Victor Ferraz, David Braz, Neto e Caju; Alison, Arouca e Lucas Lima; Geuvânio, Thiago Ribeiro e Gabriel.

A equipe não conta com Edu Dracena, suspenso, e os lesionados Mena, Renato e Vinicius Simon. Zeca, que também se recuperava, volta ao time, mas será reserva de Caju por opção de Enderson. É o terceiro jogo consecutivo do garoto de 19 anos como titular do Peixe. O banco será formado pelos seguintes jogadores: Gabriel Gasparotto, Zeca, Jubal, Alan Santos, Leandrinho, Souza, Patito, Rildo e Leandro Damião.

O Goiás, por sua vez, vai assim: Renan, Moisés, Jackson, Felipe Macedo e Lima; Amaral, David, Thiago Mendes e Esquerdinha; Erik e Samuel. O banco do técnico Ricardo Drubscky tem: Edson, Pedro Henrique, Alex Alves, Rodrigo, Tiago Real, Murilo, Welinton Júnior, Bruno Mineiro e Ramon.



  • ESTRELADOMAR

    como é gosto ver e ouvir jogo do Santos quando não estão em campo ; Damião , Dracena,Cicinho, mesmo assim só entrou em campo 10 porque o Thiago R. tambem
    tem que ficar de fora…ja passou da hora de começar os jogos com 11 jogadores..porque ultimamente so começava com 8 ou 9 todos jogos…hoje foi com 10 depois saiu o Thiago R. mas entrou o Damião e continuamos com 10 em campo..lamentávelmente….

  • UBATUBARÃO

    O FATO É QUE O SANTOS É ESCALADO POR EMPRESÁRIOS. JOGADORES COMO CICINHO, DRACENA, DAMIÃO, THIAGO RIBEIRO E RILDO NAO TEM CONDIÇÕES DE FAZER PARTE DO ELENCO, MAS SÃO TITULARES ABSOLUTOS. O RILDO NÃO ENTRA MAIS, PORÉM NEM DEVERIA SER RELACIONADO.
    POR ESSAS E OUTRAS, VEJO QUE O OSWALDO MERECEU A DEMISSÃO POR TER ISOLADO O NETO E O GEUVÂNIO. O NETO PERDEU O PENALTI NA FINAL DO PAULISTA, MAS É O ZAGUEIRO MAIS REGULAR DO ELENCO. DAVID BRÁS TEM MARCADO GOLS, MAS NÃO CONFIO NELE E O GEUVÂNIO FOI AFASTADO POR UM MAL MOMENTO, MAS JOGA MUITO MAIS QUE ESSES ATACANTES RIDÍCULOS QUE CITEI.
    O SANTOS QUE DEVERIA ENTRAR CONTRA O BOTAFOGO NA QUARTA É ARANHA, ZECA, NETO, JUBAL E CAJU; ALISSON, AROUCA E LUCAS LIMA; ROBINHO, GEUVÂNIO E GABRIEL.

  • patureba

    Esse Dormião não tem condições nenhuma de jogar no time do Santos, esse pessoal tem que esquecer os 42 milhões que pagaram por ele ,dinheiro jogado no lixo e mandar ele de volta la pra onde ele vei . O time com os garotos e outro, isso prova no segundo tempo contra o atletico mineiro e hoje contra o goias. O nosso PEIXÃO era outro time em campo.

  • UM CLUBE GRANDE JAMAIS PODER TER MEDIOCRIDADES COMO CICINHO,RILDO,NETO,
    DRACENA E THIAGO RIBEIRO NO PLANTEL!!SÃO INUTEIS QUE JAMAIS DEVERIAM TER SIDO CONTRATADOS!!ESTA DIRETORIA MEDIOCRE CONSEGUIU PARA 42 MILHÕES DE REAIS PELO BONDE DAMIÃO!!COM ESTA GRANA FORMAVA UM PLANTEL PARA DISPUTAR O G-4 E GANHAR A COPA BRASIL!!VERGONHA!!

  • UM CLUBE GRANDE JAMAIS PODER TER MEDIOCRIDADES COMO CICINHO,RILDO,NETO,
    DRACENA E THIAGO RIBEIRO NO PLANTEL!!SÃO INUTEIS QUE JAMAIS DEVERIAM TER SIDO CONTRATADOS!!ESTA DIRETORIA MEDIOCRE CONSEGUIU PARA 42 MILHÕES DE REAIS PELO BONDE DAMIÃO!!COM ESTA GRANA FORMAVA UM PLANTEL PARA DISPUTAR O G-4 E GANHAR A COPA BRASIL!!VERGONHA!!

MaisRecentes

Pensem no contrário da razão



Continue Lendo

O Santos real deu as caras e tirou o título do Santos hipotético



Continue Lendo

Escalação contra o Vasco diz mais sobre 2016 do que sobre o presente



Continue Lendo