Em Manaus, ambulantes reclamam e cambistas agem



A movimentação nas imediações da Arena da Amazônia ainda não é intensa restando uma hora e meia para o início da partida entre Princesa do Solimões e Santos, pela segunda fase da Copa do Brasil. A diretoria do clube amazonense colocou só 22 mil ingressos à venda. “Prejudicados” pelo baixo público, os vendedores ambulantes se queixavam do baixo movimento no local.

Semana passada, no jogo entre Nacional-AM e Corinthians, o público foi maior, e rendeu mais lucro para os vendedores. Alguns ambulantes, inclusive, nem têm produtos do Santos à disposição para vender. Quando o início do jogo se aproximar, a tendência é que aumente o fluxo de pessoas na arena. Ainda há muitos torcedores com camisas de outros clubes.

Se os ingressos estão esgotados, os cambistas da Arena da Amazônia trabalham livremente. O ingresso de arquibancada, que normalmente custa R$ 40, está sendo vendido a R$ 100.

Um dos vendedores nem tinha objetos do Peixe (Bruno Cassucci)

Um dos vendedores nem tinha objetos do Alvinegro Praiano (Bruno Cassucci)



  • ESTRELADOMAR

    com a diretoria que o Santos tem não estão nem ai pra vender produtos do Santos,
    só estão preocupados em meter a mão no dinheiro, olha dessa renda de hoje pouca coisa vai sobrar pro santos,pois 90% fica pelo caminho, é uma pouca vergonha, tanto salafrário.

MaisRecentes

Pensem no contrário da razão



Continue Lendo

O Santos real deu as caras e tirou o título do Santos hipotético



Continue Lendo

Escalação contra o Vasco diz mais sobre 2016 do que sobre o presente



Continue Lendo