Wilson e Peterson largam na frente na Austrália - Mundo Surf

Wilson e Peterson largam na frente na Austrália



O australiano Julian Wilson e a americana Lakey Peterson foram os melhores na primeira etapa do circuito mundial da WSL e largaram na frente pela corrida a titulo mundial de 2018. Esta etapa foi marcada por surpresas como as desclassificações precoces dos favoritos John John Florence e Gabriel Medina, e por performances surpreendentes como as estreias do americano Griffin Colapinto, que terminou em terceiro e dos brasileiros Tomas Hermes e Michael Rodrigues, que terminaram em terceiro e quinto respectivamente.

O catarinense Tomas Hermes surpreendeu e foi o melhor brasileiro na etapa. Foto: WSL

Foi um semana de ondas boas e difíceis, pois um ciclone perto da costa produzia ondulações e ao mesmo tempo muita correnteza, dificultando o posicionamento na água, exigindo muito preparo físico, conhecimento local e um pouco de sorte. No primeiro dia se deu bem quem era rebocado pelo Jet-Ski e voltava ao pico em sintonia com as séries, pois em poucos segundos a forte corrente os carregavam para fora da zona de entradas nas ondas. No último dia as ondas ficaram tão grandes que a prova foi transferida para a lendária praia de Kirra, proporcionando um verdadeiro show de surf.

O estreante Michael Rodrigues mostrou talento e atitude no Gold Coast. Foto: WSL

Com a vitória Wilson deu um passo muito importante nas suas aspirações no surf, e depois de passar anos sendo apontado como favorito ele começou o ano com uma vitoria, que com certeza vai ajudar muito numa briga pelo titulo mundial em 2018. Entre as meninas as favoritas Tyler Wright e Carissa Moore também decepcionaram e abriram espaço para a eficiente americana Lakey Peterson que na final derrotou a nova revelação australiana Kelly Andrew. Filipe Toledo surfou muito bem na etapa e parecia que iria para as finais, mas foi desclassificado pelo compatriota Tomas Hermes numa bateria apertada nas quartas e terminou em quinto.

Fiquei bastante impressionado com o desempenho dos estreantes, principalmente do americano Griffin Colapinto, e dos brasileiros Michael Rodrigues e Tomas Hermes. Mostraram talento e controle psicológico, pois em nenhum momento deram sinais de hesitação e nervosismo, e sim de muito surfe e atitude, nesta importante etapa do circuito mundial. A partir de agora serão vistos de outra maneira e certamente este resultado vai servir de motivação para a próxima etapa na pascoa em Bells Beach.

 

 



MaisRecentes

Filipe Toledo mostrou em Saquarema estar pronto para ser campeão mundial



Continue Lendo

Ondas perfeitas e previsíveis na ” WSL Founders Cup”



Continue Lendo

Surfe na piscina marca uma nova era



Continue Lendo