Surfe na piscina marca uma nova era - Mundo Surf

Surfe na piscina marca uma nova era



Este fim de semana acontece um dos eventos mais importantes do ano e talvez o começo de uma nova era com a transmissão ao vivo pela ABC dos Eua , e com venda de ingressos aberta ao publico. O campeonato por equipes chamado de “Founders Cup”, vai ser realizado em Surf Ranch na Califórnia, piscina desenvolvida pelo Kelly Slater, e que vai ser um verdadeiro teste para o surfe competição em ondas artificiais e pode apontar novos caminhos para o futuro do nosso esporte. A WSL está apostando no formato para equipes e nas inúmeras possibilidades que o surfe em ondas artificias pode trazer no desenvolvimento do esporte em todo o mundo principalmente agora que o esporte vai ser testado nas olimpíadas de 2020.

Este evento por equipes mostra que a WSL, Liga de Surfe Mundial, está pensando em novos formatos para transmissão ao vivo, com venda de ingressos para o publico e porque não com a criação de arenas para ir se ajustando as possibilidades olímpicas. De uma certa forma está entrando um pouco na área de ação da ISA, Federação Internacional de Surfe, e que sempre organizou os mundiais por equipes similares a Copa Davis do Tenis que e organizada pela ITF, Federação internacional de Tenis e não pela ATP, Associação dos Surfistas Profissionais.

 

Gabriel Medina no Surf Ranch ano passado Foto: WSL

Neste evento experimental participam cinco equipes, Brasil, Austrália, Estados Unidos, Europa e uma Mundial. A Equipe brasileira está fortíssima e eu considero favorita neste tipo de onda apesar de uma das meninas ser muito jovem. Vamos com Gabriel Medina, Felipe Toledo e Adriano de Souza entre os homens e Silvana Lima e Taina Hinckel ( 14 anos) entre as mulheres.

Vai ser muito interessante ver as novas possibilidades que os surfistas vão ter para competir com ondas programadas e iguais, o fator sorte ou intuição dentro do mar desaparece, a tática fica reduzida a abordagem e variação das manobras. Por outro lado o fator psicológico vai ganhar peso, pois vão existir limites de ondas criadas para cada surfista e não cair da prancha será fundamental para não desperdiçar a sua vez, com isso os mais frios e que estejam melhor no dia da prova podem levar vantagem. Não perca a transmissão ao vivo no site da WSL.

 

 



MaisRecentes

Filipe Toledo mostrou em Saquarema estar pronto para ser campeão mundial



Continue Lendo

Ondas perfeitas e previsíveis na ” WSL Founders Cup”



Continue Lendo

Os “Merrequeiros” viraram “Big Riders”



Continue Lendo