Mundo Surf no LANCE! - Mundo Surf

Mundo Surf no LANCE!



É com imenso prazer que estou de volta a família do LANCE! para escrever sobre o nobre esporte havaiano. Desta vez com o blog Mundo Surf, que vai trazer todas as nuances do mundo do surf, assim como tudo que acontece no surf pelo mundo.

O surf não para de crescer e de se transformar, seja em termos de praticantes, seja com o novo circuito mundial de ondas grandes, ou seja com as ondas artificiais, que com as novas tecnologias possuem qualidade técnica e são viáveis financeiramente. No entanto o que realmente vai fazer com que o surf passe para outro patamar vai ser a primeira participação do esporte nas Olimpíadas de 2020, em Tóquio.

Michael Rodrigues em ação

O cearense Michel Rodrigues voou alto em 2017 e agora faz parte da elite do surfe mundial (Foto WSL)

Enquanto as Olimpíadas não chegam, o ano de 2018 promete ser cheio expectativas e de novos ingredientes no circuito mundial profissional. Os brasileiros pela primeira vez na história são maioria entre os países participantes, desbancando os australianos que sempre dominaram o esporte desde a criação do circuito em 1976. O escrete brasileiro tem um pouco de tudo. Temos campeões mundiais como Adriano de Souza e Gabriel Medina, que junto com Filipe Toledo são candidatos a disputar o titulo. Temos dois surfistas experientes no circuito e que são muito talentosos e capazes como Italo Ferreira e Caio Ibeli, e que podem melhorar ainda mais suas posições no ranking usando a experiência como trunfo. Ian Gouveia bateu na trave em 2017, mas foi beneficiado com um convite da WSL. Para completar o time vamos ter também os novatos, alguns jovens como Jesse Mendes, Iago Dora e Michel Rodrigues e novatos experientes como William Cardoso e Thomas Hermes. A participação destes vai ser uma incógnita, pois talento eles possuem, mas depende de como cada um reage a pressão e da adaptação individual as ondas e ao circuito . As primeiras etapas podem dar algumas pistas.

Este ano vamos ter pela primeira vez também uma etapa disputada na piscina de ondas Surf Ranch, na Califórnia e que foi desenvolvida pelo mestre do surf e ainda em atividade Kelly Slater. Uma etapa nesta piscina vai ser uma experiência totalmente nova, pois a regularidade e precisão das ondas vai reduzir o fator sorte e a imprevisibilidade e fazer com que realmente os melhores possam mostrar seu potencial sem se preocupar muito com táticas de controle de tempo e posicionamento na água, uma vez que as ondas são formadas em intervalos de tempo e lugares pre-determinados.

2018 também vai ser marcado pela aposentadoria do australiano tricampeão mundial Mick Fanning, que vai deixar saudades e certamente vai abrir as portas para novos candidatos ao titulo mundial.

Enfim, este vai ser um ano único para o surf mundial e vamos estar postando aqui tudo que acontece neste esporte, a começar pela primeira etapa do circuito que se inicia neste fim de semana em Snapper Rocks, no Gold Coast da Austrália.



MaisRecentes

Uma nova ordem no surfe mundial



Continue Lendo

Filipe Toledo mostrou em Saquarema estar pronto para ser campeão mundial



Continue Lendo

Ondas perfeitas e previsíveis na ” WSL Founders Cup”



Continue Lendo