Federação Alemã ‘desafia’ jogadores a assumirem a homossexualidade



Para tentar diminuir, ou até terminar, com o preconceito, a Federação Alemã de Futebol (DFB) “desafiou” os jogadores do país a assumir que são gays. Foi lançada a campanha “Futebol e Homossexualidade”, que conta com um folheto com mais de 27 páginas com o título “Mais do que um jogo”.

O folheto traz algumas recomendações aos atletas. Aponta os caminhos aos jogadores para que assumam e necessitam de ajuda.

A ministra da Justiça, Sabine Leutheusser-Schnarrenberger, até convidou os jogadores a participar do desfile do “Dia do Orgulho Gay”.

– Uma participação desta categoria, com um ônibus fazendo referência à Copa do Mundo de 2014, seria um sinal fantástico – disse a ministra, para receber coro de Wolfgang Nierbach, presidente da DFB:

– Qualquer jogador, seja da Bundesliga ou das ligas regionais, que reconheça publicamente a sua condição de homossexual pode contar com toda a nossa ajuda.

O futebol e a homossexualidade têm sido assunto na Alemanha, principalmente depois que Mario Gómez lamentou que, em um país aonde um ministro e o prefeito da capital sejam gays assumidos, um jogador não possa falar. Embora o novo atacante da Fiorentina não tenha dito sobre sua próprioa opção sexual, começou a ser perseguido nas redes sexuais com comentários ofensivos.



  • Julio Guimaraes

    Redes sexuais? Nao seria redes sociais?

  • Leonardo Rangel

    ” da Bundesliga ” . Com esse nome tudo e normal.

MaisRecentes

Pique vira inspiração para empresa de cerveja de Barcelona



Continue Lendo

O lado bom (para o futebol) da saída do Reino Unido da União Europeia



Continue Lendo

Liverpool x Sevilla: algumas curiosidades da final da Liga Europa



Continue Lendo