Polêmica entre ‘Deus e Jesus’ em clubes portugueses



A contratação do novo treinador do Gil Vicente, clube de Barcelos, cidade aconchegando no Minho, norte de Portugal, dificilmente seria notícia no Brasil. Mas uma ‘cutucada divina’ ao Benfica do presidente do time acabou merecendo destaque.

O técnico do Encarnado se chama Jorge Jesus, e o novo contratado pelo Gil é o João de Deus. Um prato cheio para o sempre bem humorado António Fiusa.

– Não tenho dúvidas que vai dar certo, até porque é um treinador que tem dois nomes santos: um é João, o outro é Deus, que está acima de Jesus – disparou.

No último Campeonato Português, o Gil apenas brigou para não cair, mesmo sendo o único clube que derrotou o tricampeão Porto nos últimos três torneios. João, que veio do Oliveirense, oitavo colocado na Segunda Divisão, espera mais tranquilidade na próxima temporada.

– O objetivo é garantir a permanência com mais tranquilidade. Vim para um clube que dá boas condições para trabalhar – disse o “maior que Jesus”.



MaisRecentes

Pique vira inspiração para empresa de cerveja de Barcelona



Continue Lendo

O lado bom (para o futebol) da saída do Reino Unido da União Europeia



Continue Lendo

Liverpool x Sevilla: algumas curiosidades da final da Liga Europa



Continue Lendo