Torcida do Benfica rejeita 92 como ‘número maldito’, mas sim o 72, por causa de Fehér



Apesar das duas derrotas seguidas e traumáticas do Benfica, em que levou gols aos 47 minutos do segundo tempo (primeiro contra o Porto, e depois contra o Chelsea, ambos decisivos em buscas por títulos), a torcida do Encarnado não vê o número 92 (45+47, pois na Europa eles somam os tempos das duas etapas), mas sim o 72, por causa de Fehér.

Logo depois do jogo, as torcidas rivais do Benfica começaram a gozação nas redes sociais, dizendo que os jogos do clube deveriam terminar antes do tempo, e que 92 ia ficar marcado como um “número maldito”.

Mas os benfiquistas logo lembraram do jogador húngaro, que em janeiro de 2004 morreu em campo contra o Vitória de Guimarães, exatamente no minuto 72. Por isso, eles diziam que podem perder outros 50 títulos aos 92, que o número mais traumático sempre será o referente ao jogador.

Sua morte foi diagnosticada como cardiomiopatia hipertrófica. Ele tinha apenas 24 anos.

Quanto ao Benfica, no último sábado, sofreu o gol de Kelvin, do Porto, e na quarta-feira, de Ivanovic, do Chelsea. O clube ainda pode levar o Campeonato Português, precisa torcer por tropeço do Dragão contra o Paços de Ferreira e vencer o Moreirense. Já a Liga Europa, já era mesmo.



MaisRecentes

Pique vira inspiração para empresa de cerveja de Barcelona



Continue Lendo

O lado bom (para o futebol) da saída do Reino Unido da União Europeia



Continue Lendo

Liverpool x Sevilla: algumas curiosidades da final da Liga Europa



Continue Lendo