Goleiro do Nacional é preso após agredir policial durante clássico contra o Peñarol



O ano de 2013 começou quente no futebol uruguaio. Nesta quarta-feira o goleiro Jorga Bava, do Nacional, foi preso após o clássico amistoso contra o Peñarol por agredir um policial em pleno gramado do Estádio Centenário, em Montevidéu. O Peñarol venceu a partida por 1 a 0.

Logo após o apito final os jogadores do Nacional cercaram o árbitro Chrystian Ferreira. A revolta se dava pela não marcação de um pênalti a favor dos Tricolor nos minutos finais e ao pouco tempo de acréscimo dado pelo juiz.

A polícia entrou em campo para proteger o árbitro e no meio do tumulto Jorge Bava acertou um direto em cheio no rosto de um dos soldados. O oficial foi retirado do gramado com os lábios sangrando, depois de ficar alguns minutos desacordado.

A polícia uruguaia não deixou por menos e esperou a saída de Bava do vestiário para em seguida levá-lo preso. O goleiro passou a noite na cadeia e só foi liberado na manhã desta quinta-feira após pagamento de fiança. O jogador ainda terá de voltar a se apresentar à Justiça para se explicar sobre o ocorrido. Isso tudo porque o jogo era só amistoso, imagine quando Peñarol e Nacional voltarem a se enfrentar valendo pelo Campeonato Uruguaio?



MaisRecentes

Pique vira inspiração para empresa de cerveja de Barcelona



Continue Lendo

O lado bom (para o futebol) da saída do Reino Unido da União Europeia



Continue Lendo

Liverpool x Sevilla: algumas curiosidades da final da Liga Europa



Continue Lendo