Gandula rejeita camisa dada de presente por jogador do Milan



Muntari, autor do gol da vitória do Milan sobre o Chievo por 1 a 0, tentou fazer uma graça com um dos gandulas do Estádio Marc’Antonio Bentegodi, de Verona. Mas acabou passando por um pequeno constrangimento.

Na saída do campo de jogo ele presenteou um dos garotinhos que trabalham como gandulas do estádio com a sua camisa. O meia porém não contava com a recusa do presente pela parte do menino, que tentou devolver o fardamento ao jogador.

A recusa já ganhou uma explicação do próprio Chievo. Niccolò (esse é o nome do garotinho) apenas seguiu uma determinação que o clube, do qual é jogador das divisões de base, lhe passou. Os gandulas do estádio de Verona são proibidos de aceitar camisas tanto dos times visitantes quanto do próprio Chievo.

Momentos mais tarde o clube deu a permissão para que o pequeno pudesse ficar com o presente dado por Muntari, visto que o gesto pudesse dar margem à outras interpretações.



  • Lucas

    Será que o garoto não quis a camisa por racismo e influenciado por questões familiares ou coisa clúbística? Sei lá, depois desses casos na Europa desse câncer do futebol que é o racismo, fica minha dúvida.

    • Raphael Martins

      Então Lucas, há poucos minutos o motivo da recusa foi revelado. Felizmente não se tratou de racismo, mas de um ato de honestidade extrema do pequeno Niccolò.

      • Lucas

        Sim Rapha, fiquei sabendo que o clube proibe os gandulas de receber qualquer coisa vinda dos jogadores

MaisRecentes

Pique vira inspiração para empresa de cerveja de Barcelona



Continue Lendo

O lado bom (para o futebol) da saída do Reino Unido da União Europeia



Continue Lendo

Liverpool x Sevilla: algumas curiosidades da final da Liga Europa



Continue Lendo