Cartinha para o Dudu do Pacaembu

por Mauro Beting em 01.dez.2010 às 9:07h

 

Oi, Dudu.

Você sabia que você tem nome de craque palmeirense? Acho que você já sabe. Eu vi uma reportagem da ESPN-Brasil na sexta-feira quando você fez o Felipão chorar de emoção e de orgulho pela sua paixão pelo Palmeiras. E me fez chorar ainda mais no hospital São Luiz, onde o meu filho Luca estava sendo operado depois de quebrar o braço jogando como goleiro.

Dudu, eu também chorei quando vi a reportagem. Eu já estava chorando com o choro do meu filho com dois ossos quebrados. E a linda mãe dele me disse que ele só chorou tanto no final da quarta-feira, quando o time dele, o mesmo que o seu, perdeu para o Verdão. De Goiás. Como você, ele e o meu caçula, o Gabriel, choraram e se desesperaram. Também chutaram o que viram pela frente.

Dudu, não é certo agredir o que não tem nada com isso. Como também não é certo agredir um que é nosso, e joga por todos os nossos como o Deola. Só porque ele fez o que sempre faz muito bem. O que o Palmeiras sempre faz desde que era Palestra Itália – goleiros. Falta só fazer o resto…

Eu sei que você sabe disso tudo, Dudu. Porque vi na reportagem na TV que você leu um dos meus livros do Palmeiras. Não aquele da Panda Books que é para um público mais jovem, da sua idade. Mas aquele dos “10 Mais do Palmeiras”. Que poderiam ser mais de cem.

Pena que, hoje, Dudu, e desde que você nasceu, poucos mereçam estar nesse livro. Muitos não mereçam estar no clube. Como muitos dos que mandam no Palmeiras. Mas essa é outra história para gente grande. Por menor que seja.

Também por isso eu chorei, Dudu. Não imaginava que um menino de 8 anos lesse uma história tão bela e tão rica como a do seu time. Mas você é especial. Como parecem especiais todos aqueles que fizeram a bonita festa no Pacaembu, estragada por um bom segundo tempo do outro time. Acontece, Dudu. Pena que só esteja acontecendo com a gente, nos últimos anos. E são muitos. Que nos fazem parecer poucos.

Você deve ter lido no meu livro que o Palmeiras é campeão do século passado. E é mesmo. Pena que só tenha sido história neste século. Tanto é que um dos jornais que fizeram um ranking, uma pesquisa para contar o que a bola já sabia, não sabia disso. O repórter escreveu lá no jornal dele que o Palmeiras “se diz campeão do século”. E o próprio jornal não leu o que escreveu.

Mas isso é assim mesmo. Nós, jornalistas, esquecemos as coisas. Não lemos o que escrevemos. E as boas histórias são perdidas. Como os jogos que não podem ser perdidos. Como o Palmeiras que está se perdendo por erros de gente do bem, por acertos errados de gente do mal.

Dudu, quando eu tinha a sua idade, chorava de emoção e de orgulho com meu time. Quando a gente fica mais velho, dizem, a gente não chora tanto. Não acho. Posso não ter chorado depois do jogo, que eu estava trabalhando até 2h30 da manhã. Mas chorei em casa quando vi meus filhos dormindo com a camisa do Palmeiras. Mais ainda quando soube da raiva que eles tiveram na hora. Mais ainda quando vi meu filho quebrar o braço e ser operado. Mais ainda quando vi garotos de todas as idades, como o Felipão, chorando com seu choro e com sua ira. Lembrando o garoto Enzo, em 1999, quando o Palmeiras era Palmeiras, quando Felipão era Felipão, quando chorávamos de orgulho e de Palmeiras. Não do Palmeiras, como agora.

Um time que perde e se perde quando só pode vencer. Um time que perde e se perde quando quer perder. Um clube que perde e se perde quando todos, de situação e oposição, parecem só querer ganhar poder.

Mas isso é história de adulto, Dudu. Perdão pela chateação. Perdão pela zoação que você possa ter ouvido. Mas saiba que eu, mais alguns milhões, estamos com você. E não falo só dos irmãos de verde e de fé. Falo dos verdadeiros torcedores. Daqueles que se emocionam com o futebol e fazem tudo que você fez no Pacaembu. Irmãos de outros credos irmanados na fé pelo futebol que se resolve no campo com equipes que lutam para ganhar jogos. Com dignidade e respeito.

Gente que não perde por W.O. nem por brincadeira. Gente que não vai ao W.C. na primeira pressão. Gente que torce e não distorce. Gente que sofre. Mas que canta e vibra. Pelo que resta do nosso alviverde.

Não temos time à altura. Não temos dinheiro. Temos até bons candidatos à presidência. Mas enquanto não tivermos um pouco mais de paciência, serenidade e trabalho, mais palmeirenses fazendo o certo para o Palmeiras, só vamos acertar os chutes na arquibancada da frente, não no gol adversário. Só vamos fazer os golaços que o Dinei fez. Quando não serviam mais. Quando nem mais queríamos fazer.

Dudu, o Palmeiras vai sair dessa. Você é muito jovem para sofrer tanto. E como você já leu nessa linda história de amor, é só uma questão de tempo que você, como o Palmeiras, ainda têm muito. Pena que eu esteja com pouco, tanto que só hoje escrevi o que estava nos meus olhos desde sexta-feira. Estou mesmo parecendo o Palmeiras. Fazendo uma semana depois o que deveria ter feito alguns anos antes. Mas não se preocupe, Dudu. Gente grande é assim mesmo. Promete e não faz.

  • Bruno Favilla

    Mauro sou Corinthiano,fico admirado com seus textos,parabens

  • Pedro Pieroni

    bonita carta pro dudu, mauro. demais.

    mas entao qr dizer q, sabendo da história do palmeiras, vc ja prepara seu filho pra substituir (daqui uns 15 anos?) o bruno? rsrs um abraco

  • juan

    Torcida que canta e vibra.. ♪

    amo esse time, linda carta, linda história, apesar de tudo, te amo Palmeiras.

  • http://twitter.com/duzinfaria Duzin Faria

    Sensacionalll o textooo!!!
    Confesso q como Palmeirensee ….desses com “P” maiúsculo mesmoo q fikei emocionado depois de ler assim como no dia do jg …vendo Dudu (meu chará).

    Parabens ao Mauro… pena que infelizmente (por enquanto) não posso dizer o mesmo para o nosso time e clube.

    Saudações palestrinas sempre!

  • http://www.twitter.com/ohreinaldo Reinaldo

    Emocionante.
    Triste ver que a realidade do Palmeiras foi falada por meio desta carta.
    =(

  • Edna

    Como conheço Dudus de todas as idades …

  • RIcardo

    PARABÉNS PARA O MAURO BETING, É DE EMOCIONAR ESSE TEXTO, PARABÉNS.

    VAI PALMEIRAS.

  • http://www.twitter.com/ohreinaldo Reinaldo

    Digo mais, os que estavam no campo não merecem 1 gota de lágrimas.
    O Pameiras sim, merece.

  • http://www.palcomp3.com.br/collapse Diogo Rezende Ricci

    Parabéns pelo texto, Mauro. Sou seu fã e quase chorei lendo! Nosso Palmeiras não morrerá, não vamos deixar!
    Um abraço!

  • http://www.twitter.com/REAL_RCardoso Rafael França

    Mauro, brilhante texto, ser Palmeirense é isso tudo que está descrito aí, é saber todas as fragilidades do nosso clube, todos erros e mesmo assim não perder o amor e a devoção por ele.

    Não dá pra explicar o que é ser PALMEIRAS, é triste o que estão fazendo com o nosso VERDÃO, entretanto levamos a cor da esperança tingida em nosso manto, e essa esperança que temos, de que com seriedade e muito trabalho o palmeiras de agora voltará a ser PALMEIRAS.

  • Leandro

    Mauro voçe é MESTRE no que faz, tenho orgulho de te-lo como irmao de clube! abraços e força palmeiras!

  • Agenilson Santana

    Mauro, bom dia! Faz uma semana que não falo de Palmeiras ou futebol. Sinto-me como aquela pessoa que vive um trauma e zap! Apaga da memória, como se nada tivesse acontecido. Aí, assisto a Tv e vejo o menino palmeirense, como eu, chorando copiosamente. Chorei na hora. Não na derrota para o Goiás, mas de emoção pelo DUdu, pelo amor dele ao nosso Verdão. As lágrimas sinceras do garoto me trouxeram à realidade, à minha paixão pelo Palmeiras. Sobrevivi a longos 17 anos sem qualquer título e ñ será agora. Parabéns pela sua crônica; parabéns aos meninos Dudus que nos fazem torcer pelo nosso Verdão.

  • http://www.mateuscarrieri.com.br mateus carrieri

    Chorei também Mauro … com o Palmeiras … com seu lindo texto… com o Dudu…. Dudu aliás, aquele outro , o Olegário Toloi, que me traz uma das primeiras lembranças de ser Palmeirense na infância, quando na final de 74, caiu na barreira numa falta do Rivelino e na falta seguinte, tava ele na barreira denovo!!!! e o Palmeiras foi campeão, e pela primeira vez , meu pai me levou pras ruas do Brás pra comemorar um título!!! Mauro , Dudu , Palmeirenses , vamos juntos como o Tio do Dorival Jr.,vamos pra barreira denovo!!!sempre defendendo nosso amado Alvi-Verde Imponente!
    Grande abraço amigo.

  • Leandro

    Mauro…

    Sem palavras…..

    Parabéns.. mais uma vez um texto fabuloso.

    Obrigado por nos brindar com esses presentes…

    Dudu… tb chorei muito… e choro por dentro a cada derrota… mas o Palmeiras é maior que tudo isso… é amor… e alegria.. é glorias…. abraços.

  • José Miguel Cardoso

    Belo texto Mauro ! Parabéns !
    Costuno escrever tópicos na Comuinidade do PALMEIRAS, e escolhi este tópico, como reflexão de tudo o que sentimos:

    TORCER PELO PALMEIRAS – Significa tudo!

    Torcer pelo PALMEIRAS..significa ……conversar com outro PALMEIRENSE DE VERDADE , com aquela cumplicidade, que só existem entre velhos amigos, mesmo que você tenha acabado de conhecê-lo, durante um jogo!
    Torcer pelo PALMEIRAS significa. …sentir uma emoção única , que independe, se estamos bem representados por craques em campo ou não. Naquele momento, só o que queremos é um TIME com a mesma RAÇA e com a mesma FLEUMA que todo o PALMEIRENSE DE VERDADE possui !
    Torcer pelo PALMEIRAS .significa…….esquecer de avisar em casa, ir para o Estádio, e só lembrar-se disso depois que o jogo acabou !
    Torcer pelo PALMEIRAS significa. ….chorar de ALEGRIA ou de TRISTEZA, enxugar as lágrimas no MANTO SAGRADO, beijar o seu ESCUDO, estufar o peito e seguir em frente!
    Torcer pelo PALMEIRAS significa………zelar por esse filho FAMOSO e, com muito ORGULHO afirmar de forma convicta que, não existe alguém no mundo melhor do que ele !
    Torcer pelo PALMEIRAS significa ……respeitar as suas tradições, as suas origens, . colocar o seu CORAÇÂO em campo todos os dias, com a certeza de ser, um ETERNO VENCEDOR!

    Torcer pelo PALMEIRAS significa…… TUDO!.

  • Laurentino Pinto Vieira

    Parabéns! Já era teu fã por ser um bom jornalista e assumido palmeirense, sem essa frescura de “sou isento e blá, blá, blá…”.
    Fiquei mais teu fã em 2008 quando mostraste que se não houvessem tantos erros de arbitragem o Grêmio teria sido campeão brasileiro daquele ano, coisa que nenhum outro jornalista fez. E agora sou mais teu fã ainda por esse ótimo texto. Sei bem o que é chorar por um time de futebol, tanto de alegria como de tristeza.
    Meus sinceros parabéns! Belo trabalho.
    Abraço!

  • Bruna

    Parabéns,
    me arrepiei e me emocionei do começo ao fim!
    Palmeiras, minha vida é você!! ♥♥
    nós vamos sair dessa e voltaremos para onde jamais deveríamos ter saído: o TOPO!

  • http://www.sportsonhighheels.blogspot.com Rachel Morandi

    Não sou palmeirense mas também vi a reportagem do Dudu com o Felipão e me emocionei.
    Assim como, pra variar, me emocionei com sua brilhante e impressionantemente bem redigida carta.
    Cada vez mais meu ídolo, um abraço!

  • Fábio Bruxel

    “Mas isso é história de adulto, Dudu. Perdão pela chateação. Perdão pela zoação que você possa ter ouvido. Mas saiba que eu, mais alguns milhões, estamos com você. E não falo só dos irmãos de verde e de fé. Falo dos verdadeiros torcedores. Daqueles que se emocionam com o futebol e fazem tudo que você fez no Pacaembu. Irmãos de outros credos irmanados na fé pelo futebol que se resolve no campo com equipes que lutam para ganhar jogos. Com dignidade e respeito.”

    E estamos mesmo, Mauro. Eu, Paranista e admirador do poder do futebol, certo de que sua força e sua beleza são tão fortes que sobrevivem mesmo em meio a um mar de interesses que em nada refletem a verdadeira essência do esporte, não consegui não me emocionar com as imagens do garoto Dudu (e de qualquer outra criança que vejo sofrento por causa de um jogo de futebol) e ficar feliz. Feliz por saber que ele se importa e sempre vai se importar com o futebol, sempre acreditará no seu poder, na sua beleza, na sua capacidade de provocar a maior das felicidades em um grupo de pessoas. Ao ver Dudu chorando, eu vi que o futebol vai continuar, independentemente de Ricardos, Euricos, Juvenais… o futebol é mais forte que eles.

  • Isa

    Esse texto me reaviva! Me enche mais ainda de amor pelo Palestra!
    GRANDE!

  • Fernando Cardoso

    Parabéns Mauro,
    ótimo texto, como todos os que vc escreve.
    Forza Palestra!

  • Fernando Pacheco

    Mauro, vc consegue arrancar lágrimas de qualquer um e em qualquer situação…

    Tenho 36 anos, vivi algumas glórias da era parmalat, vivi tbm a fila de quase 17 anos, sei como deve ser difícil pro garoto Dudu….tenho uma filha de 5 anos, fanática pelo Verdão, ontem ela me perguntou:
    -Pai, o Palmeiras nunca mais vai ganhar do goiás?…….Fiquei sem reação e confesso que meus olhos marejaram…
    Como é ruim viver uma situação dessas…

    Más confio no Verdão, e sei que vamos sair dessa….espero que seja o mais breve possível..

    Fiquem com Deus.

  • http://www.blogsantista.com.br/renato Renato Ribeiro

    Peruca…Que chororô!

    Sacanagem.

    Texto maravilhoso!
    Só faltou acabar com um “Volta Gioino”…=)

  • http://rumoatokyo.wordpress.com Alan Bezerra

    A expressão de desânimo da minha irmã ao término da partida foi de cortar o coração. O Palmeiras está nos fazendo sofrer demais nesses últimos dez anos. Tenho pena dessa nova geração de palestrinos, que não teve o privilégio que eu tive de ver nosso Palestra ganhar diversos títulos nos anos 90.

  • Guilherme Celentano

    Mauro,

    Texto maravilhoso.

    Dudu, nosso Palmeiras será grande – e nas palavras do Mauro, você ainda vai chorar muito, mas vai chorar de orgulho e de Palmeiras e não do Palmeiras.

    TE AMO PALESTRA.

    Abs

    Guilherme Arnaldo Celentano Silva

  • dionízio

    Olá Mauro,

    Não vi a reportagem da ESPN, e também não chorei no dia do jogo, pois tenho 28 anos e já estou calejado, mas confesso que chorei com o seu texto, não sei se foi catalisado pelas cervejas que tomei hoje, mas de qualquer forma parabéns.

    Ah, o meu amor pelo PALMEIRAS só cresce.

  • Milton de Oliveira

    Mauro,

    Tem um jornalista esportivo que conhecemos que diz:

    “Futebol é a coisa mais importante entre as menos importantes”.

    Detesto dizer que ele está certo.

    E que a realidade é:

    Futebol é dinheiro, não fidelidade. Marcos e Rogério Ceni são exceções à regra.

    Os grandes esquadrões são colchas de retalhos que com dois ou três anos se desfazem.

    Basta ver O SPFC do início dos anos 90, o Palmeiras bi-campeão brasileiro e o Corintinhans campeão do mundo.

    Os meninos da vila duraram exatamente isso.

    Hoje, sem Traffic, MSI, coisa e tal, não tem futebol no Brasil.

    O romantismo acabou.

    Jogador de futebol posa pelado, anda com bandidos, sai com travestis, é flagrado no doping por causa de drogas, agride seu treinador.

    É triste, mas é assim.

    Não existe mais academia.

    O Flamengo de Zico se foi.

    Brasil é assim mesmo.

    Pare de se torturar.

    E ajudar os outros a fazer o mesmo…

  • http://www.maxxcred.com.br cherez

    Parabéns Mauro, belo texto!

    Suas palavras acabam sendo um conforto para a alma!

  • Aline

    Poxa vida, Mauro. Que texto fantástico!
    Mto bom ler isso bem no dia q eu voltei a acessar sites de esportes – não tinha feito isso desde a humilhação que a gente passou (a última né?! pq já são várias ao longo dessa década).
    Por mais q estejamos tristes, desesperados, sem nem enxergar alguma luz no fim do túnel, a esperança é verde né?! E qualidade primordial de um bom palestrino.

  • Ronaldo Sena

    E neste momento vejo um fraquíssimo e ridículo Independente em campo. Isso dói ainda mais…

  • nelson

    BRILHANTE, MARAVILHOSO TEXTO MAURO….. Lembro de quanto me tornei torcedor do PALMEIRAS com 6 anos de idade, e atualmente com 46 vejo que internamente poucas coisas mudaram nos bastidores do VERDÃO, e tenho certeza que nesta nova eleição vamos dar 1 enorme passo para que o PALMEIRAS CONTINUE PERDENDO PARA ELE MESMO TENHO CERTEZA QUE COM UMA REFORMULAÇÃO INTERNA TOTAL E IMPARCIAL VAMOS VOLTAR AOS CAMINHOS DAS CONQUISTAS, E TAMBÉM TEREMOS A VOLTA DA NOSSA GLORIOSA ACADEMIA………. Tenho certeza que com o FELIPÃO NO COMANDO em 2011 vamos conquistar vários titulos e voltar a libertadores para sermos CAMPEOES E DESTA VEZ LEVAREMOS O MUNDIAL TAMBÉM…………

  • nelson

    DESCULPE SÓ PARA RETIFICAR MEU ERRO O PALMEIRAS NÃO CONTINUE PERDENDO PARA ELE MESMO……… OBRIGADO!!

  • Cesar

    Olá, Mauro! Mais uma vez muito obrigado por mostrar ao mundo todo o quanto o Palmeiras é gigantesco, apesar dos seus percalços. Fui ao jogo naquele dia e, confesso, até agora não engoli o ocorrido (assim como também o brasileiro de 2009 e a desclassificação na copa do brasil – perder 4 penaltis é demais!). Também fiquei muito emocionado com a história do menino. Como nasci em 1973 e peguei todo o período da maldita fila, a imagem daquela criança me fez lembrar da minha sofrida infância como torcedor (lembro de tudo – xv de jaú, inter de limeira, bragantino, ferroviária, bambis no paulista de 91, etc.). Ser palmeirense não tem sido fácil, mas navegar é preciso. PALMEIRAS MEU PRIMEIRO AMOR JAMAIS VOU TE DEIXAR. Um grande abraço.

  • Bruno Lessa

    Que texto perfeito, Mauro.

    foi triste demais o que aconteceu aquele dia. Que saudade do meu Palmeiras. isso porque só vi desde 94, antes era muito moleque.

    o Palmeiras tem que voltar a ser Palmeiras. Não aguentamos mais.

    De qualquer forma, estaremos sempre ao lado do maior time do universo!

  • nelson

    Mauro, vendo o jornal lance agora vejo o interece do PALMEIRAS em trazer RONALDINHO GAÚCHO E O adriano, SE EU FOSSE DIRIGENTE DO PALMEIRAS COLOCARIA OUTROS 2 NOMES PARA VIR E RESOLVER…. ALEX E CLAITON XAVIER, EU PARTICULARMENTE SOU MUITO + O LENI E O DINEI QUE O adriano me desculpem mas ele não é mesmo jogador para o VERDÃO….. EU PREFIRO O RIVALDO JOGANDO COMO CENTROAVANTE pois são pessoas sérias e responsáveis diferente do adriano…… to deixando este comentário onde é o devido lugar dele…… pois sei que só os verdadeiros PALMEIRENSES IRÃO LER…. BOM É ISTO…. GRD. ABRAÇO!

  • Alex

    Olá, Mauro…seus textos são lindos, tenho 30 anos e na idade do Dudu chorava como ele, pois nosso verdão amargava um enorme fila….sofremos muito, consegui ver também o grande palmeiras, hoje mesmo que visualmente, porém meu coração chora muito quando acontece esses episodios com o nosso Palestra…tristeza grande, mas o amor existe cada vez mais, uma hora isso vai passar….

  • Shandra

    Mauro..

    Dia 24/11/2010… era meu aniversário de 30 anos…ganhei de presente do meu pai 2 ingressos para ver o Palestra naquele que seria um jogo ganho fácil…fomos nós 2…era motivo de festa, de comemoração…pelo menos era isso que esperávamos que seria…
    Não vi o Palmeiras da época da academia jogar, mas vi o Palmeiras da era Parmalat..O Palmeiras de 99…e não acreditei qdo vi aquele time de 24/11 apático em campo…não acreditei quando ouvi o juiz apitar o final do jogo e a torcida, que cantava e vibrava, se calar, não acreditando naquilo que estava debaixo dos nossos olhos….
    Não chorei como o menino Dudu..a ficha não tinha caido ainda…mas no dia seguinte veio a realidade…. e aí ela doeu… e ví o video do Dudu…e chorei feito uma criança de 8 anos, no meio do trabalho..no auge dos meus 30 anos.
    Ao meu pai agradeço pelo presente….é sempre um prazer sentar na cadeira de um estadio na companhia do meu pai…sempre é um presente ver o Palmeiras jogar..por mais que hoje em dia doa, por mais que hoje em dia nos deixe tão descrente, e com medo do que virá pela frente… mas quem tem esse sangue correndo pelo corpo, não desiste,não desacredita, e espera…que mais pra frente ver o Palmeiras jogar volte a ser prazeroso como sempre foi, e como sempre deve ser! Sempre ao lado do meu pai!

  • Adalberto Rossi

    Olá… Sou o pai da Shandra. Esperava dar o presente que ela mais queria no dia 24/11. Consegui com a ajuda de meu amigo “Mimo” Carone. Esperava que o time ao menos honrasse o nosso hino, pois a torcida já o fazia: “torcida que canta e vibra…” E intensamente… E saímos na frente, empurrados por um coro de quase 35 mil pessoas. Mas… quem desligou o fio da tomada de nosso time? O que houve na 2ª etapa? Não é possível tanta apatia! Tanto relaxamento! Tanto descaramento! Tanta falta de respeito! Há algo de podre muito profundo nos bastidores do clube que nossa paixão não consegue discernir…
    Enquanto isso, choram Dudus, Shandras, e tantos mais. Mas é um choro decepcionado, sofrido, pois perder lutando faz parte, mas… daquela forma? E nossos “valorosos pernas de pau” estavam descansados, aparentemente prontos fisicamente para a “gran finale”… E o que se viu? Empenho da torcida; apatia dos jogadores. Vibração da torcida; tédio dos jogadores…Sabor muito amargo no final. Frustrante. Revoltante. Até nosso hino já sofre alteração na letra, na boca dos adversários: “Quando surge o alviverde IMPOTENTE…” Até quando, Palestra??? Até quando tanta decepção???

  • Nick

    Ô Dudu!
    Pode chorar à vontade, só não pode é chutar a cadeira do Pacaembu porque senão é depredação de patrimônio público, tá!
    Nick