Atlético Mineiro 2 x 3 Vitória

por Mauro Beting em 20.set.2010 às 12:10h

+ Os dois ataques que originaram os gols do Vitória no começo do jogo em Sete Lagoas são erros defensivos de um time que parece abaixo dos sete palmos de terra. Não pode uma defesa estar tão desorganizada e desatenta, atacando como se fosse o fim do mundo, e não o início do jogo.

+ A bola que baeu no travessão depois da cabeçada de Obina é do mesmo tipo. Como a grande defesa de Viáfara antes do empate de Neto Berola, quando o Galo já tinha um a mais desde os 27 minutos.

+ Empatar 2 a 2 e ainda levar o terceiro, do jeito que tomou do bom atacante Henrique, é de perder o equilíbrio, como falou Diego Tardelli, ao sair do gramado.

+ Reencontrar esse equilíbrio tão perdido quanto os jogos e mesmo os discursos de Luxemburgo é tarefa do tamanho do Atlético e da competência do treinador. Ms está parecendo mais possível apenas se o Galo repetir o milagre do Fluminense de Cuca, em 2009.

Tags: , ,

  • Rafael

    O Galo tem muitos problemas, o nosso técnico não repete o time, considerando os jogadores disponíveis, não define se joga no 3-5-2 ou 4-4-2; não tira esse Diego Macedo do time, o cara é horrível; o Jairo Campos não sabe se posicionar em campo, precisa de um gps, não chega junto e acha que é um Luisinho pra sair jogando. Volantes não marcam, Fabiano, craque do campeonato mineiro segundo uma emissora de TV sequer é titular do time, o que é compreensível, mas, e os jornalistas desta emissora? Devem ter assistido outros jogos. Diego Souza não pode ser banco, muito menos jogar no ataque, deve entrar como meia, adiantando o Daniel Carvalho que mostra vontade, arrisca pro gol. Fabio Costa não dá, não mostrou a que veio, melhor dar a camisa pro Renan Ribeiro.
    Mauro, já não aguento mais, como diria o Tiririca, me coloquem na zaga, como técnico, volante, etc… porque do jeito que tá, pior não fica. Aliás, pode mudar pra melhor.

  • gomes

    Tem que dispensar Caceres, Diego Macedo e deslocar o Diego souza para a função de volante. Igual ele jogava no Fluminense.
    O Fábio Costa tá desesperado.
    Este time não tem uma jogada ensaiada, não tem tática nenhuma, parece um bando.