logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo e Pedro Scapin

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Pereira e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

Deco, no Fluminense | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo e Pedro Scapin

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Pereira e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


Deco, no Fluminense

por Mauro Beting em 10.ago.2010 às 12:35h

A análise completa você pode encontrar no globo.com, em reportagem assinada pelo nosso ANDRÉ ROCHA, com quatro variações táticas para o novo Flu.

Eu escalo só uma. Com uma alternativa entre Diguinho e Valencia.

Uma solução para Muricy: o 3-1-4-2, com Deco e Conca em dupla função, e um volante protegendo a cabeça da área. Ou Diguinho ou Valencia. O melhor jeito para aproveitar melhor os alas Mariano e Carlinhos (Júlio César)

Como Mariano e Carlinhos (Júlio César) apoiam muito melhor que marcam, são muito mais alas que laterais. A fase deles justifica o uso de um esquema com três na zaga. Mesmo que nenhum deles dê aqueeeeela confiança. Desse modo, o Flu tem lance pelos lados, e protege a defesa. Para blindar a entrada da área, Diguinho (em boa fase) é um nome mais, digamos, criativo. Valencia talvez feche melhor. Mas qualquer um deles daria guarida à escalação de Deco ao lado de Conca.

O luso-brasileiro aprendeu a ser um todocampista na Europa. Sem a bola, cerca; com a bola, ajuda a articular com Conca, que sairia um pouco menos para recompor a intermediária. Pelos lados, Mariano e o ala pela esquerda garantem o ataque com Emerson pelos cantos, e Fred por dentro.

O esquema, um 3-1-4-2, se assemelha ao utilizado por Muricy Ramalho, na impressionante reta de chegada são-paulina no tricampeonato brasileiro, em 2008:

O 3-1-4-2 que foi tricampeão brasileiro, em 2008. Pode ser a base do novo Flu de Muricy

Hernanes seria o que pode ser Deco. Hugo, com características distintas, faria de Conca.

Tags: , ,