Botafogo 3 x 0 Atlético Mineiro

por Mauro Beting em 09.ago.2010 às 13:54h

O Galo? Mesmo com três volantes, assistiu à movimentação e velocidade de um Botafogo que se desenha e se insinua melhor no BR-10.

Com Maicosuel e Jobson correndo e armando. E, sim, Herrera fazendo parceria mais eficiente e pelo chão que com o ídolo Loco Abreu no comando de ataque. O uruguaio é importante em meia hora, em bolas cruzadas. Para esse novo jogo de velocidade, técnica e bola pelo gramado, Abreu espera. E o botafoguense pode esperar tudo de melhor – diferentemente do mais que preocupado atleticano.

A fase de um é tão boa, e a do outro é toda tão errada, que o Herrera que se dizia que não fazia gol agora faz até de costas. De quatro! E com o braço!

E, sim, gol legal. Legalíssimo.

Toda bola-na-mão/mão-na-bola é discutível.

Esta, porém, não.

Herrera não viu a bola que explodiu em seu braço esquerdo. Não teve a menor intenção de tocá-la. É o melhor caso de bola na mão não intencional.

Gol legal. Desta vez, indiscutível.

Diferentemente de um Galo mal das bolas, dos placares, de técnica, de tática, de físico, de moral.

Tags: , ,