logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

Palmeiras 1 x 1 Corinthians – AO VIVO | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


Palmeiras 1 x 1 Corinthians – AO VIVO

por Mauro Beting em 01.ago.2010 às 15:23h

++ escalado pela Rádio Bandeirantes e pelo LANCE!, comento o dérbi paulistano na cabine do Pacaembu ++

17MIN - Palmeiras no 4-2-3-1 usual de Felipão, só chegou á meta alvinegra aos 16, em lance individual de Kléber; Corinthians melhor e abusado, com Elias adiantado no 4-3-1-2 esperado pelo estreante Adilson Batista

GOL. 1 X 0 CORINTHIANS – 21min25s -JORGE HENRIQUE. Lindo contragolpe alvinegro, Iarley tocou para Bruno César servir Jorge Henrique fazer de letra. Iluminado JH nos dérbis. Fez o gol que acabou com o jejum alvinegro desde 2006, no SP-10, e faz um belo gol no melhor momento corintiano. Impressão de impedimento do atacante corintiano, aqui da cabine.

GOL. 1 X 1. PALMEIRAS – 33min33s – EDINHO. Kléber cabeceia, JC faz grande defesa, mas, no rebote, Edinho domina e empata, na primeira chance palmeirense, contra 3 corintianas. Recuo natural alvinegro foi castigado pelo Palmeiras, que foi para cima, mesmo com pouca velocidade e errando muitos passes. Impressão de impedimento de Kléber, depois do cruzamento de Danilo, e, depois, no rebote, Edinho também me pareceu impedido – MAS NÃO ESTAVA, PELO TIRA-TEIMA GLOBAL.

INTERVALO – Corinthians melhor, bem melhor, até fazer 1 a 0, em gol irregular – Jorge Henrique, em impedimento difícil. Timão recuou, Palmeiras abafou, e empatou, em gol legal, apesar das aparências. De novo, Ednilson Corona foi show. Em dois lances dificílimos, ele acertou de novo. Impressionante. Verdão melhorou, também, quando Felipão inverteu Ewerthon para cima do improvisado Castán, com Márcio Araújo pela esquerda.

Mudança de lado e de posicionamento de Ewerthon, mais adiantado e à direita, para cima do improvisado Castán, melhorou o Palmeiras, a partir dos 30min do 1o. tempo. Nos primeiros 10min do 2o.tempo, o Verdão voltou melhor, mais perigoso

FIM DE JOGO – Palmeiras melhor na primeira meia hora do segundo tempo, Timão mais vibrante e melhor preparado fisicamente no final de um clássico igual, mais marcado que jogado, com mais chances alvinegras, e um gol irregular de Jorge Henrique para os palmeirenses reclamarem.

VISÃO DO JOGO – Texto que será editado no LANCE! desta segunda-feira:

Ao mestre, com dureza

Palmeiras 1 x 1 Corinthians foi um dérbi mais marcado que jogado, com o estreante pupilo Adilson Batista mudando o Timão de Mano, perdendo a liderança, mas atrapalhando o mentor Felipão, que ainda não venceu

Corinthians melhor no 1º. tempo, Palmeiras superior no 2º. tempo, e um gol irregular de Jorge Henrique, num dérbi igual

Campeão por Palmeiras e Corinthians, Alessandro resumiu bem o dérbi: os dois perderam algo, no Pacaembu. O Timão, a liderança; o Palmeiras, a chance de conquistar a primeira vitória de Felipão, em quatro jogos. Até a arbitragem saiu “empatada”: aos 21 minutos, o assistente Marcelo Van Gasse não viu o impedimento – difícil – de Jorge Henrique, que tocou de letra depois de bela jogada de Iarley com Bruno César; no empate palmeirense, aos 33, o assistente Ednilson Corona mais uma vez foi preciso, em outro lance difícil: Danilo cruzou para Kléber cabecear para grande defesa de Júlio César. No rebote, Edinho dominou e empatou. Tudo legal.

Foi a única real chance palmeirense no primeiro tempo. Até o gol, o Corinthians mandava e pressionava. Adilson usou o 4-3-1-2 esperado, com Elias e Jucilei marcando e armando pelos lados, Bruno César centralizado na armação, Iarley enfiado, Jorge Henrique caindo pelos lados. O Palmeiras não acertava os passes, e era amassado. Só cresceu com o recuo alvinegro. Passou a mandar no clássico quando Felipão inverteu os lados dos meias: Ewerthon saiu da esquerda para encostar em Kléber, pela direita; Márcio Araújo foi o terceiro meia pela esquerda, e ainda dava um pé a Pierre e Edinho. Lincoln passou a ganhar os lances de Ralf, e o domínio de bola e do jogo virou.

No segundo tempo, o Palmeiras manteve o pé embaixo até definhar fisicamente. O Corinthians cresceu nos 15 minutos finais, mesmo com a troca infeliz de Bruno César por Defederico, aos 16. Lincoln também não merecia sair, aos 21. Mas ao menos Tinga entrou vivo, marcando e dando gás ao contragolpe de um time que, como Felipão, ainda deve.

Adilson, para início de conversa, mostrou algumas de suas virtudes. E, também, como muitas vezes aconteceu no Cruzeiro, muitas de suas alterações contestadas.

P.S. – Agradeço à redação do LANCE! que viu o pênalti que, honestamente, no estádio, não vi, com o braço na bola de Armero, quando ainda estava empatado.
Lance que poucos corintianos reclamaram, porque poucos viram no estádio. Foi falta, foi pênalti. Lance, porém, que no jogo corrido, pouco se vê. Pela TV, fica claro.

Tags: , ,