Itália 2 x 3 Eslováquia

por Mauro Beting em 25.jun.2010 às 7:52h

Foi a pior Itália que vi em Copas. Pior que a de 1966, que caiu frente a um surpreendente time norte-coreano. A pior Itália que se viu em campo, em 2010, também não chegou nada bem para a África do Sul. Se não é fácil ser bi, ficou ainda mais complicado com 9 remanescentes do tetra em fase discutível, com Buffon e Pirlo lesionados, com Totti na Itália, com possíveis esperanças como Cassano e Balotelli fora, e com uma geração de classe discutível para um calcio tão vitorioso.

Marcello Lippi não escolheu um grande elenco – e não tinha muitas opções além dessas, é dever dizer. Mas também não acertou a mão com um time que pouco acertou o pé. Iaquinta e Di Natale para criarem lances é pouco. Quagliarella virar o salvador como quase conseguiu foi demais. Ainda que possa reclamar de dois lances muito difíceis – uma bola que Skrtel teria salvo além da linha, um gol possivelmente legal mal anulado por impedimento -, ficar atrás bom organizado Paraguai, da frágil Eslováqui e, proeza das proezas, da surpreendente Nova Zelândia é atestado de mediocridade absoluta.

E questão a ser resolvida anteontem. O futebol italiano é campeão da Europa pela Internazionale. Cuja equipe titular é inteira formada por estrangeiros. Não pode ser mero acaso.

Tags: , ,