Michel Bastos… Felipe Melo…

por Mauro Beting em 07.jun.2010 às 16:09h

 

O Brasil diante da Tanzânia foi sofrível na marcação pelo lado esquerdo. Começando por Robinho (o melhor em campo, ao lado de Ramires), que não acompanhava o rotundo lateral-direito rival. Passando por Felipe Melo, que pouco acertou passes, quase nada ajudou os três meias na criação, e ainda menos deu a guarida necessária a Michel Bastos. Autor do passe para o segundo gol de Robinho e do Brasil. Mas criador das melhores chances do adversário. Era só a Tanzânia. E parecia Garrincha voando contra um lateral estabanado e por vezes tão violento quanto Felipe Melo.

Um espaço enorme foi concedido por Michel Bastos no primeiro tempo. Algo consertado em parte por Ramires e Gilberto, e pelo desgaste físico do rival

 

Contra um adversário mais forte, mais qualificado, não sei se Ramires segura o tranco como volante pela esquerda. Mas como Felipe Melo não tem marcado bem, e errado demais os passes, talvez seja alternativa muito interessante.

Para não realçar que todo o time fica comprometido com um lateral que marca tão mal quanto Michel Bastos. Não era só questão de posicionamento, cacoete para cercar o rival. Por muitas vezes, Michel não saía nem na foto. Deixava um buraco mal coberto por Felipe Melo, e que nem a grande capacidade de Juan consegue dar um jeito.

A palavra é sua, Dunga.

Tags: ,