Os 46 convocados

por Mauro Beting em 10.maio.2010 às 14:58h

 

As únicas listas que vazam de Dunga são as das camisas que veste. E olhe lá.

 

Mérito inegável do homem – mais que do treinador – é não abrir o jogo para ninguém. Pessoa jurídica ou física. Nem os mais diretos colaboradores apitam com Dunga. É da cabeça dele. O que nem sempre é bom.

 

Qualquer lista de qualquer Copa tem polêmica. Uns 14, 15 nomes são praticamente unânimes. O restante é que faz barulho. E não será pouco.

 

Mas imagino que Dunga vai mesmo com Júlio César e Victor para a meta; Maicon, Daniel Alves e Michel Bastos para as laterais; Lúcio, Juan, Thiago Silva e Luisão para a zaga; Gilberto Silva, Felipe Melo, Josué e Kleberson para o meio-campo defensivo; Elano, Ramires, Kaká, Júlio Baptista e Robinho como meias por dentro e pelos lados; para a frente, Luís Fabiano e Nilmar são favas contadas.

 

Sobram três nomes como dúvidas. Não para Dunga. Mas para nós: um goleiro. Um lateral-esquerdo e/ou meia que possa cobrir a função. O reserva imediato de Luís Fabiano.

 

Estivesse atuando, Doni seria o primeiro reserva de Júlio César. Mas como mal atuou em 2010, fica difícil a sua posição. Gomes deve ser o escolhido. Mesmo que Helton tenha sido o último chamado pelo treinador como opção para a meta. Dever lembrar, também, que Gomes, no início dos trabalhos, causou certo estremecimento por ter preferido férias.

 

Na lateral-esquerda, Gilberto tem experiência de 2006, e foi bem contra o Japão. Caiu de produção em 2010 como meia do Cruzeiro. Mas pela versatilidade, ganha pontos. André Santos é o principal concorrente. E tem atuado – e bem – como lateral, na Turquia. Acho que virá André. Alex (Spartak Moscou) também já atuou como ala, por Inter e Guarani. Mas, como lateral, não funciona.

 

Na frente, Adriano. Por mais que ele siga adrianando no Flamengo, na Seleção, pouco adrianou. Com Dunga, nenhum caso de adrianada. E a convocação dele fará bem ao sentimento de grupo. Sinalizará a eles que Dunga está com eles. Que eles precisam fechar com o treinador. Estratégia que dá certo com todos os técnicos. Se não for ele, Diego Tardelli e Grafite pintam muito bem. Ambos deram conta do recado com Dunga. Ambos podem ser meias abertos pelos lados. Fred é outro baita atacamte, com uma boa Copa no currículo. Substituto mais natural de Adriano, embora não seja tão versátil.

 

Esse é o time que Dunga chamaria. Acho. Nomes lembrados nos últimos 11 meses como Fábio Simplício, Hulk, Naldo, Fábio Aurélio, Lucas, Alex (Spartak), Carlos Eduardo, Filipe Luís, Miranda, Marcelo (Real Madrid), Diego Tardelli, Kléber (Inter) e Alexandre Pato não devem caber na mala de Dunga. Acho…

 

O meu é o que segue. Acho… Porque também não tenho convicção nas minhas escolhas.

 

GOLEIROS – Júlio César (100% de confiança), Victor (100%), Fábio (95%). Gomes poderia estar na lista. Marcos e Rogério Ceni, também.

 

LATERAIS-DIREITOS: Maicon e Daniel Alves (100%). Daniel seria opção para a outra lateral.

 

LATERAL-ESQUERDO: Roberto Carlos (60%). Marcelo também caberia. Fábio Aurélio (se não se machucasse tanto). André Santos e Michel Bastos (se marcassem melhor). Filipe Luís (se não tivesse se lesionado). Há bons nomes na posição, como o colorado Kléber. Mas nenhum que dê plena confiança, por motivos vários.

 

ZAGA – Lúcio e Juan (100%). Thiago Silva (99%). Luisão (90%). Miranda poderia entrar no time. Mas não tem sido o mesmo. E o zagueiro do Benfica, além da Copa-06, vive seu melhor momento pelo campeão português. Sempre foi bem com Dunga.

 

VOLANTES – Gilberto Silva (55%), Thiago Motta (50% – outro para quebrar o galho na lateral esquerda, e que há um mês eu nem cogitava…), Denilson (45% – embora não atue desde 22 de abril, está recuperado de contusão na virilha). Renato (Sevilla), pela versatilidade, experiência e caráter seria uma alternativa. Até como Júlio Baptista, eventualmente, poderia quebrar um galho, ainda que desde Parreira não atue como volante – e pouco tem jogado pela Roma. Felipe Melo caiu muito de produção com a Juventus. Lucas foi dragado pela má fase do Liverpool.

 

MEIAS – Kaká (100%), Ronaldinho Gaúcho (100%), Ramires (100% – pela versatilidade), Ganso (90%). Alex (Fenerbahçe) e Diego ficariam fora por excesso de contingente. Elano seria outra opção interessante, também de fora pelo mesmo motivo. Um que joga mais pela Seleção que pelo clube. Carlos Eduardo, que recebeu de Dunga uma chance contra a Irlanda, não parece pronto.

 

ATACANTES – Luís Fabiano (100%), Robinho (100%), Pato (100%), Neymar (95%), Nilmar (90%) e Adriano (60%). Fred, Grafite e Diego Tardelli não caberiam por excesso de contingente.

 

O MEU TIME PARA INICIAR OS TREINOS – 4-2-3-1: Júlio César; Maicon, Lúcio, Juan e Roberto Carlos; Gilberto Silva e Thiago Motta; Robinho, Kaká e Ronaldinho Gaúcho; Luís Fabiano.

 

PARA COGITAR: Daniel Alves na lateral esquerda ou na função de Robinho; Denílson disputando o lugar de Thiago Motta como volante pela esquerda; Ramires brigando com Robinho pela função de meia pela direita; Robinho disputando a função de meia pela esquerda com Ronaldinho Gaúcho; Ganso buscando um lugar como armador ao lado de Kaká; Robinho e Neymar como meias abertos pelos lados.

 

SETE ESTEPES – Gomes para a meta; Marcelo (Real Madrid) para a lateral e meio-campo; Miranda para a zaga; Júlio Baptista e Elano para várias opções de meio-campo; Fred e Diego Tardelli para o ataque.

 

 

Tags: ,