Dunga comentarista – Copa-06 – Brasil 4 x 1 Japão

por Mauro Beting em 07.maio.2010 às 14:24h

 

Dunga não estava satisfeito com o futebol do Brasil. Ele e o planeta. Queria mudanças na equipe. Ou na postura tática e anímica da equipe. Queria mais recomposição na marcação. Mais vibração. Mais Brasil.

 

Dunga estava certo. Veja o que o então comentarista do Bandsports falou, durante a transmissão de Luciano do Valle.

 

 

9min                Dunga claramente está mais feliz com as mexidas na escalação e no esquema tático. Em vez do 4-2-2-2 dos jogos anteriores, com Kaká e Ronaldinho Gaúcho bem abertos pelas pontas, o Brasil atua no 4-2-3-1 – o melhor modo de aproveitar os talentos à disposição de Parreira. Juninho Pernambucano entrou no meio no lugar de Zé Roberto, como um segundo volante, e Robinho arma o jogo com Kaká e Ronaldinho Gaúcho. Fala, Dunga: “O Brasil está com o meio-campo mais preenchido. Antes, o Brasil botava os quatro na frente e não tinha espaço para uma bola filtrante”.

10                    “Kaká e Ronaldinho Gaúcho estão de frente para o gol, em vez de atuarem na frente, abertos, muitas vezes de costas. Eles estão de frente para o gol. É muito melhor assim”.

20                    Enaltece mais uma vez a mudança tática de Parreira [do 4-2-2-2 para o 4-2-3-1, sem Adriano].

22                    Enigmático – mas compreensível – comentário de Dunga: “Foi só virar o quadrado e deixar de ser aquela reta de quatro homens da frente que o time ficou bem melhor! O Kaká e o Ronaldinho [Gaúcho] chegando é brincadeira. Quantas oportunidades o Brasil já teve?! É o jogo mais brilhante [da Seleção].

Dunga tinha razão. De fato, já eram cinco oportunidades claras contra o time de Zico.

28                    Elogia Ronaldinho Gaúcho e a mexida tática: “Jogando mais centralizado ele é outtro jogador. No Barcelona, pela esquerda, é outro esquema. Pelo meio, no Brasil, é bem mais criativo”.

32                    “Era só mudar o posicionamento dos mesmos jogadores que o futebol seria outro. Era só o que faltava ao Brasil”. E Dunga estava coberto de razão.

33min01s        GOL DO JAPÃO. 1 X 0 PARA ELES. UM BELO CONTRAGOLPE PEGOU A ZAGA BRASILEIRA DESATENTA.

40                    “Só falta para o Brasil apertar a marcação mais à frente para empatar o jogo. E certamente vamos virar a partida”

45min48s        GOL DO BRASIL. 1 X 1. RONALDO, DE CABEÇA.

 

 

INTERVALO –

 

                        Fala, Dunga:

– Brasil está fazendo ótima partida. Tomou gol por descuido. É só a zaga não ficar em linha. Também precisa roubar mais a bola lá na frente. Mas o time está fazendo boa partida e tem tudo para melhorar. O Brasil está mais organizado. Por isso está jogando melhor. Não é o jogador que faz diferença. É o time que faz a diferença.

 

 

2min                “Kaká tá muito aberto pela direita. Precisa recuar um pouco mais”.

 

3                      “Brasil fala muito pouco em campo, o time tá mudo!

5                      “Precisa marcar mais à frente, inverter mais o jogo, e trocar mais a bola, sem pressa”.

5                      “O Ronaldinho está melhor. O Brasil só precisa roubar mais a bola na frente, e retomar o posicionamento defensivo. Esse time acredita tanto nele que acaba sendo lento, e nem sempre retoma rapidamente o posicionamento na frente e atrás”.

7                      “Brasil tá tocando mais a bola. Está trocando 10 passes por lance.”

7min51s          GOL. 2 X 1 BRASIL. JUNINHO PERNAMBUCANO. DE FORA DA ÁREA, COM A COLABORAÇÃO DO GOLEIRO JAPONÊS.

8                      Dunga elogia bastante o autor do gol. Sobretudo por chutar bastante de fora da área.

13min09s        GOL. 3 X 1 BRASIL. GILBERTO. EM BELO PASSE DE RONALDINHO GAÚCHO.

14                    “Um jogo para encher os olhos de sua torcida [a do Brasil]”. Dunga não fala “nosso time”, “nossa torcida”. Mas pouco é elogiado Ronaldinho Gaúcho, em sua melhor exibição, e autor da assistência para o lateral da Seleção, no terceiro gol.

16                    “O Brasil se movimenta mais, não aceita a marcação. E não tem mais um ponto de referimento, só tem o Ronaldo, amigos da Band” [embora estivesse comentando pelo Bandsports, Dunga costumava falar “Band”]

17                   “O Ronaldinho [Gaúcho] de frente, com a criatividade que tem, ele joga bem. Cada passe dele é meio gol”.

17min51s        “O Ronaldinho precisa aproveitar a criativilidade (sic) que tem”.

19                    Dunga liga a vuvuzela com força, pela primeira vez: “Juninho [Pernambucano] precisa continuar no time. Tem de ter alguém que chuta de longa e meia distância como ele. Como todo mundo fica atrás contra o Brasil, é bom ter alguém que chute assim”.

22                    “Brasil está muito melhor assim, chegando com quatro na frente. Não está [como nos outros jogos] com os quatro lá na frente”.

25                    “Está uma coisa fantástica com o Juninho vindo de trás, e com o Robinho armando. O Brasil está enchendo os olhos”.

26                    “Para fazer um jogo perfeito, só precisa marcar melhorar”. Concordo com quase tudo que Dunga falou a respeito do Brasil e da partida.           

28                    “Brasil está valorizando a posse de bola. [Nos jogos anteriores] ou conduzia demais a bola ou fazia muitos lançamentos”.

32                    “O Brasil voltou a jogar com os quatro na frente! Precisa ficar mais com a bola. É sempre melhor chegar ao ataque com quatro que estar no ataque com quatro”.  

34                    Nos últimos dois jogos, Dunga comentou quase nada sobre características técnicas e táticas dos rivais. Quase nunca citou Zico, treinador do Japão.

35moin43s      GOL. BRASIL 4 X 1. RONALDO, BELO GOL, DE FORA DA ÁREA.

37                    “Se tiver uma [boa e organizada] equipe, a individualidade vai aparecer. E o Ronaldo Nazário, no momento mais difícil, sempre aparece. A culpa da má forma dele não era só dele”.

42                    “Brasil dá uma aula de futebol. Era só se posicionar melhor”. Dunga, desta vez, se animou até demais.

44                    “O Robinho é outro jogador no Brasil. No Real Madrid, a preparação física não é tão boa como no Brasil. O mérito é do Moraci Santana e do Paulo Paixão [preparadores físicos brasileiros] .

 

 

FIM DE JOGO

 

– Acertei de novo no “Man of the Match”. O Robinho jogou muito, mas também vou ficar com o Ronaldo Nazário. Ele mostrou todo seu talento. Principalmente pela sua participação em todo jogo. Ele e o Brasil foram muito bem. Jogaram com qualidade e eficiência.

 

 

  • http://86019280welson welson

    quero que vc var pra copa de 2014 vamos com o brasil