Cruzeiro 3 x 1 Nacional

por Mauro Beting em 30.abr.2010 às 14:29h

 

O 3 a 0 contra o Vélez foi uma atuação para reprisar. O primeiro tempo contra o Nacional, também. Mas, em um só lance, aos quatro minutos, Leonardo Silva levou bola nas costas, Elicarlos foi empurrado pelas costas, e Regueiro trouxe o time uruguaio de volta à luta.

 

Mas, há muito tempo, os três volantes, os dois laterais e os dois zagueiros celestes não tinham atuação tão consistente. Os espaços foram menores. E os lançamentos de Diego Renan, Fabrício e Henrique para Thiago Ribeiro (não apenas letal como costuma ser ao bater de primeira, mas essencial no combate aos rivais) definiram uma baita vitória de o time que, quando quer, joga o melhor futebol entre os brasileiros na Libertadores – o que não tem sido necessariamente um elogio.

Tags: