Aviso prévio rubro-negro: Andrade fora

por Mauro Beting em 23.abr.2010 às 15:52h

 

Flamengo inova em tudo: até no aviso prévio de um funcionário que foi demitido previamente antes de ser demitido.

 

É impagável a dívida do Flamengo com Andrade – como parecem impagáveis tantas outras dívidas rubro-negras. Mas é ele, e mais cartolas, os craques e bagres expiatórios de tantas quedas de braço e de pés e de futebol na Gávea.

 

Algo realmente precisava mudar no Flamengo. No futebol. Na administração do clube, do futebol, dos egos. A bolinha muito abaixo do potencial da equipe tem algumas explicações extracampo, infraestruturais, hiper dimensionadas. O Flamengo é inexplicável para o bem e para o muito mal. O Flamengo quer se perder com força do mesmo modo como manda para a forca os rivais que, por vezes, desprezam esse colosso como gente da casa a transforma no lar da Mãe Joana.

 

Joanas e Joões, à parte, o Império do Amor precisa de um choque presidencialista. O arquiduque da Sérvia também precisa ser enquadrado. Membros da corte, incluindo os bobos, idem. Seja qual for o treinador, e Joel parece o melhor, é preciso conversar tanto quando endurecer. É preciso acertar o discurso, afinar as práticas, e sair à luta ainda possível pela Libertadores do jeito que só o Flamengo parece capaz de reverter expectativas. Do jeito que só o Flamengo parece capaz de entrar em tantas roubadas.

 

Questões literalmente intestinas resolvidas, aí é preciso reorganizar a defesa. Porque o ataque se arruma. Desde que os dois que desequilibrem em campo lembrem que não precisam desequilibrar fora dele.

Tags: