logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

Messi x Arsenal | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


Messi x Arsenal

por Mauro Beting em 06.abr.2010 às 16:46h

 

Fim do primeiro tempo no Camp Nou. Bendtner fez 1 a 0 para os Gunners (quando o Barça era e é mais time) e, dois minutos depois, Messi fez um golaço de fora da área. Mais uns tantos, ele lançou Abidal que serviu Pedro, que rolou para Messi fazer mais um, de direita. Depois ele recebeu livre e encobriu Almunia com categoria. 3 a 1. Fim do primeiro tempo.

 

Enquanto escrevo, no intervalo, o Arsenal ainda pode se classificar se fizer mais dois gols contra o miolo de zaga reserva catalão. Walcott pode ser melhor explorado. Talvez Nasri aberto pela esquerda e Rosicky por dentro confundam a boa marcação do cada vez melhor Busquets, e obrigue Xavi a sair menos que o usual nesse 4-2-3-1 proposto por Guardiola. Esquema que prende demais Xavi e libera ainda mais Keita pela esquerda.

 

Bojan anda meio isolado. Pedro, mais recuado à direita, rende pouco. A possa de bola do Barça é ainda a de sempre – 69%. Com qualidade e quantidade.

 

Mas não perca mais seu tempo lendo isto aqui. Ligue a TV no Esporte Interativo ou na ESPN. Se não deu, tente ver o teipe. Faça gatonet. Peça a cópia do jogo se alguém gravou. Fale com meu amigo Gustavo Roman, lá da Niterói cheia de problemas e de água nesta terça. Ele vai arranjar uma cópia deste jogo que ainda não acabou. Embora, para mim e para a bola, já tem um dono. Um nome. Um craque. Um gênio.

 

Sim, o Denilson que eu quero ver no time de Dunga nem chegou perto dele – como Song e Diaby no jogo de ida. Sim, quando a fase é boa, tudo dá certo. Mas, não. Não há senão em ver Messi jogar, driblar, marcar, encantar.

 

Sei que me entusiasmo fácil com o futebol. Não é defeito, não é virtude, é apenas um jeito de ver a vida. E, nesta vida, poucas vezes vi alguém dar tanto prazer de ver e de torcer como Messi.

 

Torcer pelo Barça, ainda mais este Barcelona, é fácil. Torcer pela Argentina é mais difícil numa Copa. E ela será dificílima para os rivais se Messi, enfim, for o que é pelo Barcelona.

 

Como Guardiola cada vez mais tem dado liberdade para ele rodar pelo campo catalão, algo semelhante ao que pretende Maradona com a Argentina, é cada vez melhor a gente torcer para os brasileiros de Dunga jogarem cada vez melhor pelo mundo que pode escapar como Messi escapa dos rivais.

 

Ah? Quanto acabou o jogo? Depois eu escrevo. Que nenhum placar muda o prazer de ver Messi jogar.

 

 

P.S.: voltei só para escrever que o chato do Messi acabou com o jogo no primeiro tempo. Porque, na segunda etapa, e já são 32 minutos, ele ficou de centroavante, o Barça se poupa para o super clássico com o Real Madrid, e o jogo se arrasta. Ele acabou com um jogaço no primeiro tempo. Chato.

 

P.S.: Só para constar e contar. Acabou 4 x 1 Barcelona. E não vou dizer quem marcou o quarto golaço, aos 42 minutos. Aliás, qual a palavra para quem faz quatro gols num só jogo?

 

Messi-trick? Messianismo?

Tags: