logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

Santos 9 x 1 Ituano | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


Santos 9 x 1 Ituano

por Mauro Beting em 22.mar.2010 às 8:35h

 

* Não é erro de digitação. Não é exagero. Não é piada de Itu. Não é sacanagem com o goleiro Saulo que, definitivamente, tem média de gols de Pelé, no Pacaembu. Não é mero acaso. É o Santos de Ganso. Nem era o dos ausentes Robinho e Neymar. Ainda é o André, Marquinhos e Madson. Também de Wesley e Arouca. Muito de Dorival Júnior. Muito do Santos insaciável de todos os tempos. Um que dá pinta e dá muitos gols de que também será histórico. Tão lindo de lembrar como tem sido de ver.

 

* “Mas ainda não ganhou de ninguém!”, dirá o crica, não sem muitos pingos de razão. Porém, é dever curtir o momento. Muitas vezes não sabemos que estamos vivendo um momento histórico. Só depois nos damos conta disso. E este time está nos fazendo perder as contas. A média de gols santista no SP-10 é de 3 por partida. Inferior ainda ao fabuloso Palmeiras de 1996 (para ficar em times sem Pelé, e mais recentes), que fazia 3,4 gols por partida. Mas a caminho de fazer mais contas e história.

 

* Sem contar a partida em Nova York com um time misto contra o Red Bull, são 60 gols em 18 jogos. Média de 3,3. Aquele trem-bola de Luxemburgo, em 1996, em 18 partidas, com mais qualidade técnica e experiência, tinha média de 4,1 gols por jogo. Durou apenas um semestre maravilhoso. Perdeu a Copa do Brasil para o Cruzeiro, mas ganhou o Paulistão com o melhor aproveitamento do profissionalismo. Metas que o Santos pode superar. Ao menos nos canecos.

 

ATAQUES HISTÓRICOS SANTISTAS NO PAULISTÃO

 

Ano

gols

jogos

média

1927

100

16

6,2

1959

151

38

3,9

1958

143

38

3,7

1961

113

30

3,7

1962

102

30

3,4

1960

100

34

2,9