logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

Portuguesa 1 x 1 Corinthians | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


Portuguesa 1 x 1 Corinthians

por Mauro Beting em 13.fev.2010 às 17:27h

Este texto editado estará no LANCE! deste domingo

Folia de morno

O presidente da Portuguesa não queria que Edno jogasse contra a Lusa quando o negociou com o Corinthians. Aceitou que não estivesse no contrato essa cláusula tola que impede um ex-atleta de jogar contra seu clube, por sugestão do presidente corintiano. No Canindé, o cartola rubro-verde aceitou que atuasse pelo rival. E só torcia, antes do clássico, para que “ele não fizesse gol contra o ex-clube”?

Entendeu? Ninguém.

Mas Edno honrou o trato. Não jogou. Nem muita gente no calor senegalesco e carnavalesco.

O jogo começou com a Portuguesa toda de preto como se fosse o Corinthians, e o Timão todo de branco como se fosse a Lusa. Só o goleiro Fábio era reconhecível – com a tradicional camisa listrada rubro-verde… Difícil não trocar as bolas. Difícil foi entender como Felipe engoliu uma bola fácil, aos 12. Marco Antonio cruzou na área, Domingos chegou mais uma vez tarde, mas o goleiro corintiano ficou com penas, plumas e paetês e sofreu o pior gol pelo Timão. Humilde, pediu desculpas a todo estádio que o aplaudiu pelo crédito acumulado.

Benazzi mais uma vez recuou demais a Lusa. Prendeu o ótimo ala Fabrício como lateral, plantou Marcos Paulo na entrada da área, isolou o momesco Luís Carlos no comando, e esperou o Timão. Iarley rodou mais o ataque, os três meias Jorge Henrique, Tcheco e Edno ciscaram, Roberto Carlos foi bem no apoio, mas pouco foi criado.

No segundo tempo, Mano trocou Edno por Souza, que foi atacar com Iarley. No 4-2-2-2, o Corinthians avançou, com Jorge Henrique pela esquerda. A Lusa também saiu mais para o jogo, com Luiz Ricardo, em ótima estreia, que explorou as costas de RC, e com a melhor chegada de Marco Antonio e Heverton. Em 12 minutos, a Lusa só não ampliou porque Felipe se redimiu. Mas o castigo veio num gol de oportunismo de Elias, no rebote de um lance de fliperama da dupla de zaga lusa, depois de belo passe de peito de Souza.

Jucilei entrou no lugar de Iarley. Jorge Henrique foi adiantado. O Corinthians melhorou. Domingos manteve a regularidade. Havia o tempo em que “domingada” era um lance de efeito de um zagueiro. Hoje, é cartão vermelho. O Timão veio para cima. E só não virou porque Fábio foi espetacular, na última bola do jogo, que ainda bateu na trave. E fez justiça a um jogo igual. Injusto pelo calor absurdo.

Tags: