logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

Cadê o Uruguai-50 no meu livro das melhores seleções de todas as Copas? | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


Cadê o Uruguai-50 no meu livro das melhores seleções de todas as Copas?

por Mauro Beting em 05.fev.2010 às 15:15h

Como é que eu não fui escalar a Celeste Olímpica no meu novo livro, que será lançado em 16 de março, terça-feira, 18h30, na Saraiva do Shopping Eldorado, em São Paulo?

Nem o time bicampeão olímpico de 1924 e 1928, nem o primeiro campeão mundial, em 1930?

Como deixar de fora a vencedora do Maracanazo, a única derrota irreversível do futebol?

E o timaço de 1954, o único que segurou a Hungria até a final?

Livro será lançado em 16 de março, junto com AS MELHORES SELEÇÕES BRASILEIRAS DE TODOS OS TEMPOS, de Milton Leite

Livro será lançado em 16 de março, junto com AS MELHORES SELEÇÕES BRASILEIRAS DE TODOS OS TEMPOS, de Milton Leite

Pois é, amigo…

Critérios de seleção. Sempre discutíveis. Ainda mais em matéria de futebol.

A Editora Contexto me encomedou a obra, prima do livro de Milton Leite, a respeito das seleções brasileiras. Discutimos quais seriam as equipes que estariam relacionadas entre as sete principais.

Um critério foi básico: uma seleção de cada país.

O que já limitaria o grande futebol uruguaio dos anos 20 aos 70.

Seria, então, o time bi olímpico, o campeão de 1930, ou o de 1950.

Optamos por restringir o livro aos Mundiais. Logo, a Celeste Olímpica estava eliminada. Uma pena. Mas era preciso.

1930, então? Ou 1950, quem sabe?

Por eu ter utilizado como fonte de observação teipes completos das partidas, também decidimos deixar de fora do livro o que não tinha sido devidamente gravado. Como a Copa de 1950, por exemplo. Só levaríamos em conta os Mundiais a partir de 1954.

Sobrou para o Uruguai…

Devidamente referenciado e louvado na minha obra por aquele timaço de 1954. Possivelmente melhor que o de 1950.

Uruguai devidamente enaltecido em 1966, com a geração de Pedro Rocha, campeã mundial com o Penãrol, no capítulo que fala da Inglaterra daquela Copa.

Poderia citar o ótimo time que foi semifinalista da Copa-70. Outro belo exemplo da garra charrua.

Mas só poderíamos falar de campeões a partir de 1954. Ou de grandes vices, como a Hungria daquela Copa, a Holanda de 1974.

Por isso o Uruguai ficou de fora do livro. Com dor no coração que pulsa quase tanto quanto o uruguaio em campo.

Um país único.

Com menos de 4 milhões de habitantes ter sido tetra mundial como foi o Uruguai, contando as duas Olimpíadas, é para poucos. Como são raros os uruguaios. Como parecem muitos dentro de campo.

A melhor definição deles talvez seja de Jô Soares, em trecho do livro.

Mas isso é para vocês lerem.

Comprem o livro.

E peguem o meu autógrafo e o de Milton Leite em 16 de março, lá na Saraiva do Shopping Eldorado.

Milton Leite estará autografando a obra em 16 de março, a partir de 18h30, na Saraiva do Shopping Eldorado (SP)

Milton Leite estará autografando a obra em 16 de março, a partir de 18h30, na Saraiva do Shopping Eldorado (SP)

Tags:

  • Lucas

    Parabéns por esse nosso livro. Sou grande fã de seu trabalho e desejo toda sorte do mundo aos seus projetos.
    Agora, me explique como um futebol tão previsível já foi Tri-Campeão mundial como os Alemães?
    Abraço, Palestrino.

  • Alex

    Parabéns por mais um livro!!!
    Respondendo ao Lucas, são previsíveis e frios os alemães, mas também tem goleadores e mais importante, não desistem nunca!!!!

    Mauro por falar em seleções, cadê aquela escalação mensal da nossa até a Copa?

    Segue a minha do mês:
    JC – Maicon, Lucio, Juan, Andre Santos – Gilberto Silva*, Ramires, Daniel Alves – Káka – Adriano e Ronaldinho Gaúcho

    *não adianta, não temos primeiro voltante e ele é experiente