Flamengo 3 x 3 Olaria

por Mauro Beting em 03.fev.2010 às 23:07h

* Bruno sofreu um golaço de Cacá. Tomou outro defensável, de Araruama. E defendeu um pênalti, mais de um, desta vez de Cacá. Fez de tudo. Fez pouco. Fez muito. Bruno tem sido o Flamengo. Quando acerta, acerta demais. Quando erra, erra muito feio.

* Love. Seis gols. Gols de restos. Gols de goleador. Aquele que não foi no Palmeiras, aquele que tem sido na Gávea. Até quando o time não joga mais uma vez bem. Também por méritos do Olaria de Dé Aranha, centroavante dos bons nos 60 e 70. Treinador do Olaria que arrancou o empate por 3 a 3.

* Vinícius Pacheco merece a titularidade. Algo que Fernando não está sabendo aproveitar. A bucha que tem estourado atrás com um Flamengo que tem levado gols demais começa pela incipiente marcação no meio.

Tags:

  • http://godinhoefazzolari.zip.net Andre Fazzolari

    Segue comentario postado em nosso blog muito pertinente a atual situacao rubro-negra.
    Abraco
    Historicamente, tornou-se uma convenção taxar o jogador de futebol como uma pessoa ignorante e ao mesmo tempo prepotente, em virtude dos hábitos da maioria dos atletas. Salvo raras exceções, geralmente se aproveitam de toda a “fama” que possuem para buscar regalias, dentro e fora de seu ambiente de trabalho, meio que em uma linha “pop star”.

    Assim como em bandas e elencos, o tratamento diferenciado a alguns atletas geralmente é mais maléfico do que o contrário, até porque em nenhum dos casos é possível conquistar alguma coisa sozinho. Os melhores só reinam um dia porque tiveram o auxilio de outros não menos importantes. Como São Paulino, costumo citar os exemplos de Pintado e Mineiro, sem os quais talvez Raí e Rogerio Ceni não seriam reconhecidos como atualmente.

    Claro que o talento individual é importante e deve ser reconhecido. Em toda empresa temos empregados ganhando mais e outros menos. O problema está no grau de disparidade do reconhecimento e no comportamento e conduta esperada de um e de outro. Quando Vagner Love chega ao Palmeiras, por exemplo, para ganhar mais que o dobro do salário de Diego Souza, que na ocasião “comia” a bola, não se trata de um reconhecimento ao talento de Vagner Love e sim um desrespeito ao trabalho de Diego Souza.

    Quando temos que ouvir o vice presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, dizer que Adriano e o mesmo Love têm SIM tratamento diferenciado na Gávea não se trata de reconhecimento ao talento de ambos e sim um desrespeito ao trabalho de Petkovic, o mesmo Petkovic que no Domingo, irritado por ter sido substituído no intervalo do Fla-Flu, compreensivelmente “soltou os cachorros” pra cima de Braz, talvez ciente de sua importancia para o recente título brasileiro e ao mesmo tempo cansado de presenciar tamanha disparidade.

    Nessa linha, certo faz o Corinthians. Remunera o astro Ronaldo de forma diferenciada, reconhecendo a importancia do mesmo na obtenção de exposição e parceiros de Marketing, mas ao mesmo tempo não livra o atleta de participar de concentrações e treinamentos. Nesse ponto, tiro o chapéu para a diretoria e comissão técnica do time do parque São Jorge.

  • Claudio hexa

    Mauro Beting
    Realmente a zaga do Mengão ta uma peneira,o Willians faz muita falta,esse Toró é fraco e comete faltas infantis,o Angelim esta muito mal,o David é afobado sem falar do atrapalhado Alvaro..Precisamos urgentemente de pelo menos mais dois zagueiros…Com esse trio aí não passaremos nem da primeira fase da libertadores..O Flamengo do meio pra frente ta muito bem servido,mas a zaga deixa muito a desejar…
    Tomar 3 gols de Olaria é f…Temos que contratar peças pra nossa zaga e deixa esse Leo Moça e esse ruim do Juan no banco…O Fernando tambem erra demais,estamos tomando gols bobos de times mediocres…

  • Milton Oliveira

    Mauro,

    A LIbertadores já começou. Pelo que estam jogando os atuais times brasileiros, quem vc acha que vai se sair melhor esse ano?

    Fico com Cruzeiro e São Paulo que, parece, se acertou.

    Meu Flamengo pode até chegar, mas vai dar nos nervos, ah vai.

    E o timão parece que mais uma vez vai apanhar do passaporte…

  • Rodrigo Itaborahy

    Olá, Mauro. Tudo bem?

    Aprecio muito seus comentários, mas ultimamente você tem deixado de lado lances capitais dos jogos do Flamengo, como os dois pênaltis não marcados sobre Juan e Love, além da quantidade de inversões de faltas contra o Flamengo, o pênalti não marcado sobre o mesmo Love, contra o Fluminense, contra o Bangu, contra o Americano, e assim vai-se levando…

    Nos quatro últimos jogos, o Flamengo teve pênaltis não marcados a seu favor, pênaltis inventados contra, expulsões injustas (Léo Moura e Álvaro), entre outras coisas que só me levam a crer que a intenção real é que o Flamengo não seja campeão este ano. Tremenda falta de profissionalismo!

    Ano passado, eu postei que você só fala (insistentemente) que o Botafogo é prejudicado, por não fazer mal a ninguém, e você não gostou. Estou me convencendo cada vez mais disso. Ou você não tem visto os jogos do Flamengo, ou é implicância, ou falta de vontade sua. Acho seu trabalho idôneo, mas, na minha humilde visão, não vem sendo legal neste começo de ano.

    O Flamengo realmente não jogou bem ontem e não tem jogado bem quase nunca, mas a arbitragem vem tentando atrapalhar ainda mais um trabalho que já não é fácil.

    Um abraço e entre logo em forma nesta pré-temporada!

    RODRIGO, vc tem toda a razão. faltou maior atenção de minha parte. e concordo na análise dos lances citados

  • Sidney Braga

    É o ataque dos sonhos e a defesa dos pesadelos!!!

  • Carlos Borsali

    O árbitro que apitou ontem o jogo do Flamengo é o mesmo que apitou Flamengo 1×3 Resende. É um tremendo trapalhão (isso para não usar termos mais duros). Mas não é só com o Flamengo que ele erra. Não vou me recordar o jogo, mas ano passado numa divisão nacional inferior, ele também cometeu várias lambanças!

  • Paulo Monteiro

    Maldonado faz falta e Willians tb.

    Leo e Juan estão devendo tb.

    Adriano e Love se entendendo.

    Ainda bem que tem o Andrade lá vendo tudo isso!