logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

Novos nomes nos bancos da praça | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


Novos nomes nos bancos da praça

por Mauro Beting em 14.dez.2009 às 17:26h

No Sul, troca de comando esperada na dupla: no Grêmio, o ótimo Paulo Silas deixa o Avaí onde fez muito mais do que poderia desde março de 2008 para realizar aquilo que Paulo Autuori não conseguiu. Como fez muito com pouco à disposição, e tem o perfil vencedor que se exige no Olímpico, Silas tem muito a acrescentar ao Grêmio.

O mesmo se espera do uruguaio Jorge Fossati, campeão da Sul-Americana pela LDU, de ótimo currículo continental, e bom conhecimento do futebol brasileiro. Falar corretamente o português é ponto positivo. Mesmo se não “hablasse”, já valeria pelo conhecimento tático e teórico que tem. Ótima aposta colorada.

No Rio, Dorival Júnior deixou boa base para Vágner Mancini, que vinha bem até ter o trabalhado abortado no Grêmio em apenas seis jogos. Fez mais do que poderia no Santos, no SP-09. E pode fazer, com tempo, mais um trabalho consistente. Gosta de times ofensivos. Deve fazer bem em São Januário. Com elenco que está se reforçando de modo interessante. Flamengo, Fluminense e Botafogo acertam em manter Andrade, Cuca e Estevam Soares.

Em Minas, Adilson Batista é reforço na Toca. Como será Luxemburgo na Cidade do Galo. Com vontade de mostrar o serviço interrompido nos últimos clubes, numa cidade que ele adora, deve ter o ambiente para recomeçar o Atlético a partir do bom desempenho de Celso Roth.

Em São Paulo, o Santos acerta demais ao mudar de ares e de mãos fora de campo, e mais ainda ao apostar em Dorival Júnior no comando do time. Trabalhador, ótimo caráter como muitos aqui citados, gosta de times ofensivos, respeitosos à maravilhosa história santista.

No mais, nem é preciso dizer que Mano Menezes e Ricardo Gomes merecem continuar em Corinthians e São Paulo. E, apesar de decepção inicial, que não foi pequena, é tempo de Muricy, enfim, montar o time que ele quer. Com o dinheiro que o Palmeiras já não tem mais pela saída da Libertadores.

P.S. – Por problemas de força menor e trabalho ainda maior, os comentários serão em breve liberados. E os meus, em breve, retornarão ao ritmo habitual.

Grato pela compreensão.

Tags:

  • Locke

    Saudações celestes, Mauro!!! Acredito no bom desempenho do Adilson Batista na próxima temporada. O que está ridículo e a imprensa carioca “plantar” informações de vendas e contratações de jogadores pelo Cruzeiro. Primeiro, o Kleber: criou-se uma resenha danada a respeito da vontade do jogador vestir a camisa do Palmeiras em 2010, na Libertadores; o Palmeiras não se classificou e agora a imprensa do RJ dá como certa a contratação do atacante pelo Flamengo. Zezé Perrella já avisou que para o Kleber sair do Cruzeiro só pagando e o Flamengo, acredito, não está disposto a pagar a multa rescisória do jogador; oferecem os renegados; Juan (LE), Obina e Kleberson, talvez o menos ruim seja o último. Além de tudo, Juan chegaria para comer banco, mesmo porque as laterais do Cruzeiro estão muito bem servidas e você, Mauro, sabe disto. Obina? Faz seus golzinhos mas naõ é um jogador para ser o reforço ideal, quando mais o time precisa dele, ele some; tem outra: o ataque do time, com todos os jogadores, está inchado, com cerca de 8 atletas. Kleberson, fica muito tempo apagado. Outra notícia dá conta de que o meio-campo Gilberto estaria sendo contratado pelo Fluminense. Querer todo mundo quer e é claro, gostaríamos de ter o Cristiano Ronaldo e o Messi no nosso ataque, mas aqui a realidade é outra. O empresário do Gilberto disse que esta notícia é tão certa quanto o fato dele (o empresário) não morrer um dia, ou seja, pura mentira. Sondagens todos sabemos, existem, mas isto não quer dizer que o time contratará; neste momento já se comenta que o Ricardo Oliveira poderia vir para reforçar o ataque em 2010, porém o clube arabe onde o atacante joga pedirá uma quantia alta para liberá-lo, ou seja, comentar que poderia ser todos comentamos, mas existe uma distância quilométrica entre a vontade e a realização. O que eu posso dizer, como cruzeirense é, querem tirar jogadores da Toca? paguem, mas não inventem informações e pior, não nos ofereçam refugos, pois estão lidando com os melhores dirigentes negociadores do país, os irmãos Perrella. No mais, saudações celestes para todos!!! Em 2010, Maurão, estaremos aqui dando nossos pitacos e privilegiando o melhor blog sobre futebol, do mundo. Em 2010, Rumo aos Emirados!!!

  • felipe alves brigatto

    Mauro, atualiza a prancheta ae do lado, esta com a formaçao do flu desde o jogo com o cruzeiro!! Essa prancheta ja ta com teia de aranha…rsrsrsrsr.
    Abraços.

    OBS: não é uma critica, somente um pedido, pode não ter a “grife” da prancheta do Joel (Santana), mais é muito boa!! 😉

  • michel

    http://www.youtube.com/watch?v=QkfKdMtweoQ

    vamos tricolor!!!!!!!!!!!!!!!!

    dalhe gremio!!!!!!!!!!!!!!!!!

    geral do gremio a mais loka!!!!!!!!!!

  • http://professorscarpin.blogspot.com Jorge

    Sei que o assunto foge do comentário do seu post, mas, como não achei seu email no blog, vou mandar por aqui mesmo.
    Recentemente saíram os números de renda e público do Brasileirão. Sendo profissional da área contábil-financeira, resolvi fazer algumas análises estatísticas e financeiras sobre os números de renda, público e valor médio dos ingressos, relacionando isto com o desempenho esportivo dos clubes.
    Algumas questões me levaram a isto, tais como: clubes com ingresso mais barato levaram mais público aos estádios? O Flamengo foi campeão, maior renda e maior público. Foi exceção ou regra?
    Se tiver interesse, consulte o blog (http://professorscarpin.blogspot.com) e pode reproduzir o post em seu blog se quiser.

  • Danilo Otoni

    Engraçado é que, aparentemente, todos os times acertaram na escolha do treinador. Porém, nosso país é cruel, assim como nós – os torcedores. Aposto quanto for com qualquer um que, assim que terminar os regionais, no mínimo dois técnicos já tenham caído. Apostas?

  • http://futebolmusicaetc.blogspot.com Wilson Hebert

    Mauro, você fez uma análise bem positivista desses novos técnicos nos clubes. Mas tem alguns casos que eu prevejo mais dificuldade.

    “tem o perfil vencedor que se exige no Olímpico, Silas tem muito a acrescentar ao Grêmio.”

    O próprio Vagner Mancini, assim com o Paulo Autuori, não deram certo no Grêmio, a meu ver, por depositarem em suas equipes um estilo de jogo muito cadenciado, trabalhado e por vezes com marcação nem tão forte. Esse não é o estilo do tricolor gaucho, definitivamente. Mas parece ser o estilo do Silas. Se ele não conseguir observar e colocar esse balanceamento em prática, poderá ser mais um bom técnico que não vingou no Olímpico.

    “Jorge Fossati, campeão da Sul-Americana pela LDU, de ótimo currículo continental, e bom conhecimento do futebol brasileiro (…) conhecimento tático e teórico que tem. Ótima aposta colorada.”

    O Inter tem um time com excelentes jogadores, mas que ainda não jogou o que a torcida espera (esperava). Podemos dizer que pros colorados, 2009 foi abaixo das expectativas, principalmente por ser o ano do centenário. Eu não tenho dúvidas nenhuma de que Fossati será obrigado pelos torcedores do Inter a trazer, em 2010, a compensação do que não veio nesse ano. Em meio a tudo isso, apesar dele já conhecer o futebol brasileiro, haverá sim a necessidade de se adaptar ao Beira-Rio e o clube. Ai fica a dúvida se tudo isso acontecerá dentro do prazo estabelecido pela paciência do torcedor.

    “Vágner Mancini (…) pode fazer, com tempo, mais um trabalho consistente. Gosta de times ofensivos. Deve fazer bem em São Januário. Com elenco que está se reforçando de modo interessante.”

    A torcida vascaina ainda quer reforços melhores, aqueles que cheguem pra colocar uma força a mais no time podendo levá-lo a situações bem confortáveis dentro de um campeonato como o Brasileirão, embora segundo semestre no Brasil seja praticamente outra temporada.

    O Mancini não chega a um clube, mas sim a um caldeirão. Num caso parecido com o do Internacional, ele terá que saciar a fome da torcida e corresponder às vontades do dirigente de fazer um 2010 que confirme a volta por cima do Vasco. Não vai ser nada fácil.

    “Como será Luxemburgo na Cidade do Galo. Com vontade de mostrar o serviço interrompido nos últimos clubes, numa cidade que ele adora, deve ter o ambiente para recomeçar o Atlético a partir do bom desempenho de Celso Roth.”

    Dos grandes times que até agora contrataram novos técnicos, acredito que Galo e Luxemburgo possam ser a parceria mais produtiva.

    O técnico quer mostrar que apesar de ficar alguns anos no marasmo, ainda é vencedor, sobretudo, de ponta. E o Galo, no comando do Kalil, quer primeiro acabar com a soberania cruzeirense em Minas, e depois dar verdadeiros motivos pra sua torcida comemorar.

    No caso do Santos com Dorival Júnior, também imagino que possa ser uma boa. O excelente trabalho desse treinador no Vasco, serviu pra vermos que além de competência, ele tem tranquilidade e equilibrio para se safar das situações mais adversas. Não foi tão fácil a vida do Vasco na série B.

    Só precisamos ver também como vai ser o Santos 2010 com o novo presidente. Até que enfim o Marcelo Teixeira saiu de lá…

    Abração, Mauro!