Santos 3 x 4 São Paulo

por Mauro Beting em 25.out.2009 às 16:58h

Clube da fé

Se tem quem duvida e tira onda do Jason, não pode discutir a história tricolor. Foi buscar três vezes o placar e venceu clássico na Vila Belmiro por 4 a 3. A diferença para o líder é de dois pontos

OLHO 1 –

Tudo que o ataque fez a desentrosada zaga do Santos não segurou

OLHO 2 –

A bola parada na frente superou as deficiências defensivas tricolores

Discuta a cabeça da defesa e o pé na forma do ataque. Mas não o coração tricolor na Vila. Não duvide do São Paulo. O tricampeão merece mais que respeito. Foi a Santos e voltou com um 4 a 3 contra o desfalcado e lutador rival. San-São de arrepiar os cabelos.

Primeiro tempo previsível: o Santos é bom nos escanteios pela direita com Madson batendo e Rodrigo Souto desviando na primeira trave; o São Paulo já não tem sido tão bom nesse tipo de jogada: um mais mais igual a dois gols alvinegros: o primeiro, do moleque abusado André, que subiu mais alto que Renato Silva, aos 5; o segundo, Washington bobeou, e, às costas dele, Souto marcou, aos 25.

O São Paulo é bom na bola parada: Hernanes encheu o pé e a rede do Peixe numa falta por ele sofrida e muito bem batida, aos 11 minutos; aos 38, bateu o escanteio que Washingtou pegou do jeito que deu, e o ótimo goleiro Felipe deu um jeito de aceitar.

Gols de bola parada que não bateram com a bola rapidamente jogada na primeira etapa. Precisão cirúrgica em um jogo aberto pela vontade em atacar: o Santos com os três meias avançados próximos a André; o São Paulo com Jean protegendo os três zagueiros, liberando alas e meias para encostarem na dupla de frente. No meio, muito espaço para todos.

Na segunda etapa, André Dias e Germano tudo fizeram para serem expulsos. Jorge Wagner fez tudo menos difícil com um golaço de direita, aos 14. Aos 21, Robson estava sozinho na área tricolor para empatar de cabeça. Mas, em dois minutos, Rogério Ceni fez o gol de falta que não fazia havia 14 meses. O árbitro até poderia dar um pênalti em Dagoberto – que eu não marcaria; não precisava ter expulso Ceni logo depois – outra polêmica; deveria ter acrescido mais tempo no final. Tudo certo – ou errado -, mas futebol não é jogo de sete erros. Dá para discutir falhas nos sete gols. Mas num clássico assim, até quem erra merece aplausos certos.

Tags:

  • Guilherme Gios

    Maurão,

    Só corrige que no segundo do Santos quem bobeou e estava na frente do Souto foi o Jorge Wagner e não o Washington.

    No mais, pelo amor de Deus não voltem com o mata-mata. Imagine se ainda houvesse mata-mata depois, esse belo jogo não valeria quase nada…

    Abs.

  • Willian Cássio

    Concordo em termos Mauro. O Rogério merecia sim um cartão, porém, amarelo, pois apesar de ser lance real de gol, estavam Miranda e, se não me falha a memória, o Renato Silva na cobertura. Também nada se fala (não só em teu blog, mais em outros que sempre acompanho rodada a rodada) do pé alto; digo; ALTíSSIMO do Germano no Jorge Wágner, que, a meus olhos, era lance de expulsão, e com certeza mudaria todo o restante da partida. Concordo quando diz sobre o tempo regulamentar, com o tempo do Rogério ao chão, deveria, e esperava que se desse 5 minutos.

    É isso, pra mim, o melhor jogo de todo o Campeonato.

    Quarta feira agora será a divisão do Joio e do trigo, dividirá os homens dos meninos. São Paulo e Internacional têem tudo para fazer A (com A maiúsculo) partida deste segundo turno.

    Parabéns pelo blog!

  • Gabriel

    Melhor jogador: Hernanes – hoje jogou muito!!
    Pior jogador: Dagoberto – desperdiçar um gol na cara do goleiro e com dois parceiros livres dentro da área por tentar cavar um penalti é no mínimo uma burrice enorme.

    O título vai ser decidido na última rodada e ficará entre São Paulo, Palmeiras e Flamengo.

  • carlos belini

    Mauro acredito que a imprensa esportiva tem que deixar de lado o negativismo pregado em noticiar apenas a parte negativa como fazem os telejornais.Não vamos dar foco ao juiz.
    Sempre quando deparo com aquele famoso jogo fechado onde as equipes tem medo de jogar me desanimo;hoje foi o muito diferente assisti um lindo jogo com ambas equipes buscando o gol…que clássico bonito de assistir.

  • Aline

    O que o SP tem que fazer em todos os jogos, é jogar com essa garra, que aposto que vamos ser campeões novamente.
    E foi um jogaço, e o SP merece ser campeão 😀

  • David SPFC

    Mauro,
    Pode anotar: Tricolor HeptaCampeao Brasileiro!!!

  • Vinicius

    A única coisa negativa foi a expulsão do Rogerio,pois deveria ter expulsado o Germano,por faltas violentas.O Rogerio não jogara contra o Inter.DE ONDE É ESTE Juiz?????????

  • sergio

    Realmente foi um jogo de arrepiar o sp merecidamente saiu com os tres pontos da vila mas perdeu o capitão para a decisão de quarta contra o inter, quem vencer fica com a taça porque o goias vencera o palmeiras dai pra frente ninguem segura o jason………vamo são paulooooooooooooooooo

  • http://souza.pc.zip.net/ paulinho damascena

    Ola Mauro Beting!
    Que reta final de Brasileirão – 2009 da Série A hem!!! Sensacional, pra mim esse equilibrio e essa emoção é para acabar de vez com toda essa onda da volta do ‘mata mata’ nas disputas futuras do Brasileirão. Isso é um absurdo, Beting.

    Outra coisa, penso que, se bobearem com o Mengão ele chega e leva a taça e deixa todo mundo surpreso com sua ascessão.
    Seu Blog é o melhor do mundo virtual, leio ele sempre.
    Tb gostaria de sua visita ao meu Blog

    http://souza.pc.zip.net/

  • rafa

    Mauro, vc é um dos melhores colunistas. Mas me permita discordar de vc em relação ao lance do Rogério Ceni. Reveja o lance que culminou na expulsão do goleiro são paulino. Ele derrubou o jogador santista de forma grotesca e era o último homem. O jogador do santos teria ótimas condições de finalização se não fosse aquela falta do Ceni. Você realmente achou injusta a expulsão dele??? O absurso foi deixarem o Rógerio permanecer por mais de 5 minutos em campo, retardando a partida. Acho que o Simom não deveria aceitar essa atitude de um jogador que acha que te um rei na barriga. Se eu fosse o juiz chamaria um policial para retirar o Rogério do campo. Foi também absurdo ele dar apenas 3 minutos de acréscimos depois de toda aquela ceninha do Rogério. Acho que o Roigério merecia ter uma punição mais pesada depois de todo aquele circo que ele armou na vila belmiro (talvez dois ou três jogos de gancho).

  • André Moura

    é brincadeira o Símon !!!! tá de palhaçada!!!!
    um jogão de bola e ele (símon) quase estragou.
    manda ele apitar lá no sul!!!!

  • http://blogdosaraivafc.blogspot.com Saraiva

    Mauro, estou com o Willian, ninguém lembra do pé alto do Germano no Jorge Wagner. A expulsão do Rogério Ceni foi no mínimo esquisita, já que ele caminhava na intenção de puxar o cartão amarelo e depois, acredito que arrependido da expulsão, torceu para o jogo acabar no resultado atual. É inaceitável um árbitro como o Simon representar o Brasil em uma copa do mundo. Apesar que agora estão estudando no congresso a possibilidade de profissionalizar o Simon já que, para um árbitro, ele é um excelente lobista. Gostei muito quando você disse “o tricampeão merece mais respeito”, os dois revés sofridos pelo São Paulo contra o Atlético/MG e Flamengo foram normais em um campeonato nivelado como este Brasileirão, não foram justos os comentários da maioria da imprensa falando que o torcedor tricolor deveria dar adeus ao título e se satisfazer com uma “sofrida” classificação para a Libertadores. Abraço, Saraiva.

  • Cássio Reis

    Olá Mauro, concordo em parte com vc. O Tricolor deu a arrancada rumo ao Hepta do Brasileirão. Campeonato com pontos corridos é emoção desde a primeira rodada, ainda mais quando podemos assistir ao jogão que foi Santos X São Paulo. E ainda querem ressuscitar o “mata-mata”, é brincadeira!!!!
    Agora o árbitro do San-São é brincadeira, expulsa o Rogério Ceni numa jogada que não era perigo de Gol, no máximo amarelo e olha lá e deixa o “cavalo” do Germano continuar em campo dando ponta- pé para todo lado e não o expulsa numa entrada criminosa no Jorge Wagner. E ainda, a imprensa esportiva fica enaltecendo esse árbitro para ir numa Copa do Mundo. Aliás, que eu me lembro, no ano passado na premiação dos melhores do Brasileirão esse árbitro tomou uma vaia do Tamanho do Morumbi ao fazer discurso em favor de um outro árbitro. E se eu fosse da FIFA não chamaria nenhum árbitro brasileiro para a Copa porque o apito nacional está zero a esquerda….
    Abraços.

  • TRICAMPEÃO MUNDIAL!!!

    A vitória do SPFC deve-se somente à ausência do Rycharlison, com a volta do Jean ao lado de Hernanes e ofensividade do Adrian Gonzales.
    Agora tudo terá sido em vão se o Ricardo Gomes escalar o seu queridinho Rycharlison contra o Inter, podemos dar adeus ao título, pois perderemos 6 pontos!!!
    O fato mais revoltante do jogo foi a safadeza do Dagoberto, que não fez o gol, não tocou p/o Washington melhor posicionado e quis cavar um penalty digno de cartão amarelo-ouro.
    Desde que Dagoberto se tornou titular, Borges e Washington, artilheiros ano passado, tiveram queda de rendimento.

  • Oswaldo

    A maioria dos comentaristas achou que o lance que originou a expusão do RC era para amarelo e que a falta no Dagoberto foi pênalti. O gaúcho Simom, que na minha opinião, já deveria ter sido banido do futebol, ajudou um time … do RS! Coincidência??? E só para constar, o SP ainda continua com a melhor defesa do Brasileirão. Teremos um fim de campeonato eletrizante!
    Abraços, Oswaldo.

  • Paulo

    Coitado do Simon. É ruim demais! Deu falta no lance do gol do Hernanes que não foi e depois expulsou o Rogério em outro lance infeliz! Tá lascado… Sálvio Spínola e Wagner Tardelli já foram vetados pelo Tricolor do Morumbi, time mais forte em termos de lobby extra campo do futebol Mundial. É o único clube com força para afastar juízes. Deve pegar um bom gancho e depois volta bonzinho, doutrinado… Do jeito que o Juvenal gosta!

  • Thiago

    Sinceramente, o vermelho não ficou de mal tamanho. O amarelo também seria aceitável, e ficaria “barato”.

    Não há o que discutir no lance, além da cara de pau do Ceni

  • Lineu

    O Santos não ganha do “HeptaTricolor” nem com reza brava.

  • http://saopaulo nandinha

    gooool hhkhuhukhuuh

  • Eduardo

    Maaaaaaaan Que Jogo… Eu fui lá na vila belmiro e concerteza foi o jogo mais disputado do returno, o Santos ta de parabens se joga-se todos os jogos como jogo esse, tava brigando por coisa melhor. Esse jogo, foi de equipe campeã, como foi o jogo contra o Sport, como foi o jogo contra o Nautico, foi esse, agora se a gente ganha do Inter, pode escreve HEPTA mauro. Por que nenhum time tem a chegada, a calma e a experiencia que o São Paulo tem, esse é o clube da fé !!!

    VAI SÂO PAULO

  • JL

    É irritante assistir ao futebol teatro de alguns jogadores como Dagoberto. A falta que resultou o quarto gol do SP foi ridícula. O Dagoberto se lança no corpo do zagueiro e o juíz dá falta.
    Os jogadores são treinados desde a categoria de base para cavar falta, enroscando o pé no pé do adversário como fez Hernanes na falta do primeiro gol.
    O Rogério Ceni não pega nada neste ano e agora quer ganhar no grito.

  • Sidnei marques de santana

    simplesmente o melhor jogo do campeonato,

  • Paulo Sérgio ( SPFC )

    NINGUÉM QUER VER O SPFC NOVAMENTE CAMPEÃO ! … VAI É ACABAR ” A GRAÇA ” DO FUTEBOL BRASILEIRO … ISSO É FATO!

    NAÇÃO TRICOLOR SÃO-PAULINA … LEIAM ABAIXO O TAMANHO DO “ MEDO “ QUE OS RESTOS TEM DE O SPFC SER NOVAMENTE O CAMPEÃO BRASILEIRO DE FUTEBOL … E´, O “ MEDO “ DO SÃO PAULO FC É ENORME POR PARTE DOS ADVERSÁRIOS … A VERDADE É ESSA : NESTE CAMPEONATO TODOS ESTÃO “ PREOCUPADOS “ É COM O SPFC – MAIS NINGUÉM !

    ” Querem ser Campeões de novo? ”

    Ricardo Gomes conta que já ouviu de presidentes dos outros times que ninguém quer ver o São Paulo FC campeão brasileiro

    Renata Lutfi – Redação Justiça Desportiva

    .

    O São Paulo FC está na briga pela conquista do Campeonato Brasileiro pelo quarto ano consecutivo, fato que incomoda principalmente os rivais da capital paulista. O técnico Ricardo Gomes comentou que já ouviu, diversas vezes, técnicos e presidentes rivais dizendo que não poderá ser o Tricolor Paulista novamente o vencedor da competição nacional. O comandante também avaliou a oscilação do campeonato, acreditando que ainda muita coisa poderá mudar em apenas sete rodadas.

    Com chances reais de ser heptacampeão brasileiro, estando apenas a dois pontos do líder Palmeiras, o São Paulo tem sido “ caçado ” pelos rivais para que não consiga ser o Campeão novamente. “ Já ouvi de presidentes, brincando, mas com um fundo de verdade. Encontrei alguns treinadores que me perguntaram: ‘ Vocês querem ganhar de novo? ’ … ‘ Assim não vale ! ‘ . E eu digo: ‘ Queremos ’. Estou chegando agora, quero ser Campeão, os jogadores também querem ”.

    Com discurso de cautela, Ricardo Gomes não descartou nenhum time entre os sete primeiros da tabela para que possam ser campeões esse ano, uma vez que o campeonato tem mostrado grandes oscilações e alterações desde o início, e não vê o Tricolor com obrigação se de sagrar-se campeão.

    “ O São Paulo veio de longe também, lembro que quando estreei contra o Náutico, se a gente não vencesse, estaria na zona de rebaixamento. Temos responsabilidade por ser um grande clube, como é o Atlético, o Internacional, mas esse campeonato teve algumas coisas diferentes. O São Paulo e o Cruzeiro priorizaram a Libertadores, alguns clubes mudaram a maneira de jogar, como Flamengo e Atlético-MG. Hoje estamos no G-4, mas nada está definido. São sete brigando, será que vão ser só sete? ”, questionou.