Mário Sérgio treina o Internacional

por Mauro Beting em 05.out.2009 às 16:37h

* Craque, comentarista, treinador, diretor de futebol. Conheço poucas pessoas melhor preparadas para ver, enxergar e trabalhar o futebol que Mário Sérgio. Mas era o nome ideal para o Inter?

* Há 30 anos, ponta-esquerda com a bola, quarto homem do meio sem ela, ajudou a fazer do Colorado o único campeão nacional invicto, no ótimo time armado por Ênio Andrade. Desde que foi treinador para valer pela primeira vez no Corinthians, em 1993, nunca teve um ótimo time para treinar por mais de dez jogos. É a chance. Mas terá clima? Tempo? Astral? Respaldo?

* Foi infeliz quando teve pouco tempo em grandes clubes em fim de temporada como o São Paulo de 1998, o Atlético Mineiro de 2004, o Botafogo de 2007. Não sei se é o caso. Mas é a chance dele de mostrar que pode armar times mais ofensivos e não menos equilibrados.

  • Mateus

    Com certeza não era o melhor nome, mas era o nome possível. Em virtude da demora na demissão do tite a direção acabou ficando sem opções e aposta em um treinador experiente para tentar mobilizar o time nessa reta final.
    Essa demora, essa inércia, nos custou o título do campeonato, tomara que não tenha nos custado a vaga na libertadores.
    Boa sorte Mário Sérgio!

  • Pingback: Contratação e contradição « Opiniões em Campo()