Cuca no Fluminense

por Mauro Beting em 01.set.2009 às 12:36h

Não dava mais para Renato no Tricolor. Apenas no começo pareceu dar alguma coisa. Mas mesmo com o time um pouco mais organizado, ainda assim os resultados não vieram. O time se perdeu de vez. E ele não parecia capaz e nem animado para recuperar o Flu.

Cuca é ótimo treinador. Conhece de bola e do clube. Mas não parece o perfil ideal psicologicamente para mudar o astral. Está mais para o Cuca do Coritiba-05 que para o do Goiás-03.

  • Charles

    Mauro…….existe uma diferença enorme entre o Fluminense e o Botafogo , sabia?

    Vou te dizer qual é………….O Fluminense está caindo prá segunda divisão , e o Botafogo está sendo empurrado prá segunda divisão.

    É uma vergonha o que estão fazendo contra o Botafogo………..e ninguém diz nada , fica tudo por isso mesmo.

    Vc diz que pelas suas contas perdemos mais ou menos 11 pontos com erros de arbitragem…………não vou ser tão rigoroso , vou colocar que já nos roubaram 6 pontos.

    Juntando 23 +6 = 29………….não seria uma excelente pontuação , mas seria uma tranquilidade maior prá poder trabalhar e tentar vislumbrar algo lá na frente , concorda?

    Tirando vc Mauro………..poucos falam da safadeza que estão fazendo contra o Botafogo.

    Parece que roubar o Botafogo se tornou engraçado……….ah, vamos roubar o Botafogo e ver eles chorarem.

    Pq a imprensa criou isso agora………..todo mundo reclama de erros de arbitragem , mas só o Botafogo chora.

    Agora temos q ser roubados e ficar caladinhos.

    Abraços!!!

  • http://cinemaedepois.blogspot.com JúlioMM

    Será de nossa cultura essas oscilações dos times. Vasco campeão em 2000, rebaixado em 2008. Corinthians campeão em 2005 e rebaixado em 2007. Acreditar nos mesmos não me parece uma solução. Enquanto não tratarem futebol como futebol. Não consigo entender como uma marca com milhões de clientes fanaticos possa dar prejuizo. Portugal não é aqui.

  • Pingback: Tchau, Fluminense « Opiniões em Campo()

  • Flávio

    Mauro,
    Francamente, não entendi a lógica da contração de Cuca… contratar um técnico tão desequibilibrado do ponto de vista psicológico para recuperar um time que necessita justamente de bases psicológicas mais sólidas?
    Os clubes do Brasil estão presos num círculo vicioso de treinadores… não conseguem sair dele!

    Acessem o meu blog:

    http://semfirulaesporteclube.blogspot.com/

  • Claudio Sacramento

    Na minha opinião o Fluminense merece ir para a segunda divisão em todos os sentidos. Uma diretoria extremamente incompetente e um clube que já esteve até na Série C, subiu pra B e voltou à elite pela janela e nunca aprendeu com o que sofreu e deve voltar para lá. Quem não merece isso é a torcida. Infelizmente os dirigentes passam e os clubes ficam…na segunda divisão. Não há qualquer responsabilidade pra quem faz má administração. Aliás, má administração é um elogio. Conseguiram bater um recorde. E olha que eles tem grandes concorrentes: os dirigentes do Flamengo, da Portuguesa, do Atlético-MG, do Guarani, do Bahia…

  • Marcelo Lopes

    Pelos comentários anteriores achei que fossem sobre o Cuca no Fluminense.
    Mas vamos lá… o Fluminense parece que entregou os pontos com essa contratação. Um “técnico” (entre aspas pois para mim ele não é técnico) que (listando):
    1 – saiu pela segunda vez pela porta dos fundos do Flamengo;
    2 – já teve uma passagem decepcionante pelo mesmo Fluminense;
    3 – exceto no Botafogo, onde conseguiu ser apenas mediano, não conseguiu passar de “ruim” e se acertar em nenhum clube depois da passagem pelo Goiás;
    4 – é lembrado mais pelas expressões faciais de decepção do que pelas de sucesso.
    Acho que, com essa bagagem toda desse “técnico”, o Fluminense decretou de vez sua ida para a segundona. A não ser que um verdadeiro milagre desça sobre o clube.

  • Paulo

    Não sou torcedor do Fluminense, mas lamento, toda vez que um grande clube, com as tradições do eterno Fluzão, fica ameaçado de ir para a segunda divisão. O que aliás, também não considero nenhuma vergonha, se os critérios utilizados forem mesmo os de esportividade genuína, competência ou não, na hora de competir. Na forma atual de estruturação do futebol brasileiro, cair para a segundona será cada vez mais comum e principalmente para os chamados grandes. Grêmio, Palmeiras, Atlético MG, Vasco da Gama, Botafogo e Corinthians se fazem maiores e mais dignos aos meus olhos de torcedor apaixonado, quando lembro que cairam e voltaram, ou estão para voltar à primeira divisão, pelos seus méritos no campo de jogo. Desconfio de equipes que nunca caem, ou que acabam sempre favorecidas na hora h. O triste é saber que apesar de tudo isso, o que define esta questão, muitas vezes, são as forças predatórias e predadoras que atuam nos bastidores do Jogo de Futebol, atualmente mais um negócio do que um esporte. Por isso tudo, lamento a situação de momento do Fluminense, seja ele bem ou mal administrado dentro ou fora das “quatro linhas”, eternamente grande no futebol deste país. Não é time de massa mas muito fez pela história do futebol brasileiro. Fluminense de Telê Santana, Rivelino, Carlos Alberto Pintinho, Renato Gaúcho (jogador, não o técnico), Dirceu, Marinho Chagas e muitos outros! Uma pena mesmo…

  • seu nome

    cuca vai toma