BOTA-TEIMA – Rodada 20

por Mauro Beting em 22.ago.2009 às 11:22h

A intenção deste tira-teima (além de pedir para ser xingado mais que árbitro…) é discutir a arbitragem – sem martirizar ou santificar apitadores.

Esta é apenas uma lista subjetiva de lances em que interpretei DIFERENTE ou IGUAL ao árbitro – e sempre com a ajuda da TV, o que facilita meu trabalho, e a sua crítica.

E, se mesmo assim, eu ainda erro, imagine os mortais que apitam…

O espaço é livre para detonar este que escreve, outros que blogam e, claro, os próprios árbitros.

Não é a primeira, não será a última, e espero que não seja a única palavra a respeito do tema interpretativo. Logo, subjetivo. Logo, passional, clubista, bairrista, etc.

O BOTA-TEIMA é apenas um jeito de tentar evitar chororôs desmedidos, teorias conspiratórias, jogadas ensaiadas, achismos e outros chutes imaturos. Ou maduros até demais.

Ao final das contas e dos supostos erros, faço um saldo dos erros IMPORTANTES que tiraram – ou botaram – pontos dos times. Sempre tentando fazer um saldo de erros e acertos, com o devido – ou indevido – modo de tentar equilibrar as contas e critérios. Isto é: um pênalti marcado indevidamente ou um não marcado “valeria” como um gol, que “poderia” mudar um resultado e uma tabela.

Sempre lembrando que, nessa conta AINDA MAIS SUBJETIVA, uma equipe pode superar até a arbitragem adversa, ganhando o jogo mesmo sendo “prejudicada”. Algo que necessariamente não mudaria a classificação real.

Reiterando que tudo isso sem a pretensão de ser a única fonte a respeito de inesgotável assunto.

P.S: Lances de expulsão “justa ou injusta” não estarão contabilizados no BOTA-TEIMA.

Lances polêmicos em que entendo que a arbitragem “acertou” estão comentados no texto referente a cada partida.

Para critério de “pontuação”, um pênalti não marcado vale o mesmo que um gol anulado.

Boa corneta e bom apito!

Os jogos que estiverem destacados em amarelo significam que tiveram o placar “alterado” por decisões da arbitragem. Isto é, os pontos foram “modificados” por conta de supostos erros de interpretação.

LANCES

Internacional 1 x 2 Corinthians

Internacional prejudicado; Corinthians ajudado – Assistente 1 Hilton Rodrigues (RJ) e Wagner Tardelli (SC) validam gol irregular. Chicão estava impedido 97cm (pelo tira-teima global) ao receber a bola no início do lance confuso do primeiro gol corintiano. Estava 0 x 0.

Internacional prejudicado; Corinthians ajudado – Assistente 2 Dibert Moisés (RJ) e Wagner Tardelli validam gol irregular paulista. Jorge Henrique estava impedido quando fez o gol. Estava 1 x 1.

Vitória 2 x 1 Atlético Paranaense

Atlético Paranaense prejudicado; Vitória ajudado – Assistente 1 Cleriston Rios (SE) e Wilson Mendonça (PE) marcam impedimento inexistente do paranaense Marcinho, que escapava livro. Estava 1 x 0 Vitória.

Coritiba 1 x 0 Palmeiras

Coritiba prejudicado? Palmeiras ajudado? Péricles Cortez (RJ) não marcou pênalti discutível de Armero em Marcos Aurélio, aos 28 do 2o. tempo. Lateral do Palmeiras dá um carrinho na área e atinge a bola. Mas o braço parece puxar a perna do atacante do Coxa. Estava 0 x 0.

Palmeiras prejudicado; Coritiba ajudado – Péricles Cortez (RJ) errou ao marcar pênalti de Marcão em Thiago Gentil, aos 44 do 2º. Tempo. Os dois vão se agarrando no lance. Estava 0 x 0.

Santos 1 x 0 Grêmio

Santos prejudicado; Grêmio ajudado – Assistente 1 Christian Sorence (G0) e André Luiz Castro (GO) invalidam lance de gol do Santos. Germano não estava impedido quando recebeu lançamento de Madson. Porém, mesmo sem tocar na bola, participaria efetivamente do lance, ao chamar a atenção do goleiro Victor. Lance discutível. Estava 0 x 0.

SALDO TOTAL – RODADA 20

PREJUDICADOS

5 pontos a menos – Botafogo

4 pontos a menos – Internacional

3 pontos a menos – Palmeiras

2 pontos a menos – Fluminense, Barueri, Sport, São Paulo, Grêmio

1 ponto a menos – Cruzeiro, Flamengo, Barueri

BENEFICIADOS

4 pontos a mais – Santos

3 pontos a mais – Goiás

2 pontos a mais – Atlético Mineiro, Vitória, Coritiba

1 ponto a mais – Náutico, Avaí, Corinthians

NÚMERO DE VEZES EM QUE FORAM AJUDADOS OU PREJUDICADOS:

PREJUDICADOS –

Palmeiras prejudicado 11 vezes; ajudado 7 vezes

Cruzeiro prejudicado 9 vezes; ajudado 5 vezes

Botafogo prejudicado 7 vezes; ajudado 3 vezes

Flamengo prejudicado 9 vezes; ajudado 7 vezes

Atlético Paranaense prejudicado 5 vezes; ajudado 3 vezes

Fluminense prejudicado 2 vezes

Sport prejudicado 2 vezes

BENEFICIADOS –

Corinthians ajudado 7 vezes; prejudicado 4 vezes

Vitória ajudado 5 vezes; prejudicado 2 vezes

Avaí ajudado 4 vezes; prejudicado 1 vez

Santos ajudado 5 vezes; prejudicado 3 vezes

Santo André ajudado 4 vezes; prejudicado 2 vezes

Coritiba ajudado 3 vezes; prejudicado 1 vez

São Paulo ajudado 8 vezes; prejudicado 7 vezes

Goiás ajudado 5 vezes; ajudado 4 vezes

Grêmio ajudado 4 vezes; prejudicado 3 vezes

Barueri ajudado 3 vezes; prejudicado 2 vezes

SALDO ZERADO –

Internacional prejudicado 5 vezes; ajudado 5 vezes

Náutico prejudicado 4 vezes; ajudado 4 vezes

Atlético Mineiro prejudicado 3 vezes; ajudado 3 vezes

PLACAR DOS ERROS (somando todos os lances, quem foi mais beneficiado: o time mandante ou o visitante)

CASA 50 X 37 VISITANTE

Tags: ,

  • luiz

    O mais prejudicado é o palmeiras, e depois que se perde um campeonato ou que um time que estava longe dos lideres vence, ninguem vai lembra disso

  • Paulo

    Atenção torcedores de todo o País… A Turma do Juvenal Maioral parece que “manda” lá na Rua da Anfândega, no Rio. Eles não se contentam em administrar bem a sua equipe, porque sabem que nos tempos atuais, onde o futebol é mais um negócio do que um esporte, isto só não basta. Por isso, dispõem de procuradores até nos Tribunais de Justiça da vida. Não existe “Jason”, que não passa de um psicopata assexuado das telas de cinema, mas sim uma espécie de Leviatã que atua com muita competência nos bastidores do jogo. Hoje, lá no Paraná, um árbitro carioca, praticamente inexpressivo, será responsável pela partida em que o escrete do Juvenal atuará. Provavelmente, muito “jogo de cena” da equipe do Rogério, será permitido, mesmo fora do Teatro Morumbi, onde “gols com a mão” geralmente são validados. Aqui no nosso Brasil, se confunde malandragem com esperteza, inteligência e até “competência”… Ninguém consegue subir na classificação, sem algum tipo de “auxílio”. Num panorama em que a disputa dentro dos gramados é terrivelmente equilibrada, você só tira sete pontos, se quem estiver na sua frente, acabar “não indo bem”. Num país em que a corrupção está arraizada de todas as formas, fica difícil não acreditar na possibilidade de esquemas de manipulação de resultados de jogos. E isso põe em discussão a lisura da competição e a idoneidade dos chamados “campeões”. Infelizmente, até a atuação da “máfia da arbitragem”, que teria agido apenas no certame de 2005, teve a sua investigação suspensa e os seus processos arquivados. Os tentáculos do “Polvo” existem e exercem sua força, de acordo com a força do lobby político dos clubes. O “Grande Time” também diz que não manda mais seus jogos no Teatro Morumbi, mas André Desmanches surge sempre como favorecido em segundo plano, já que é uma espécie de “garoto de recados” do Juvenal Maioral. Abram o olho, porque tudo isso é muito triste! O “4º poder”, na área dos Esportes, apenas se preocupa em “promover” os jogos, coloca sempre a discussão sobre a qualidade das arbitragens em segundo plano, já que, afinal de contas, quem reclama, não “passa de mau perdedor” ou de “chorão” (a banalização, sempre exige rótulos) e confunde que “democracia” deva ser a defesa dos interesses dos times mais ricos, geralmente dos grandes centros urbanos, ou com maior número de torcedores. A força do futebol deste país também é a força de Internacional, Atlético MG, Cruzeiro, Bahia, São Caetano, Vila Nova, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Fortaleza, Sport Recife, Atlético Paranaense, Coritiba, Paraná Clube, Guarani, Ponte Preta, Santos, Goiás, Ceará e Palmeiras! Já repararam que depois que a força do poder econômico ficou evidente, a chamada “zebra”, parece que sumiu? Apenas um ponto de vista, num país em que ainda vigora o Estado de Direito…

  • Guilherme

    Depois dessas estatistica acredito que acabe essa perseguição chata contra o time do Corinthians. Todos são ajudados e prejudicados pois a arbitragem é ruim, mas a mídia faz questão de ressaltar apenas erros a favor do Corinthians. Quando o Corinthians vence com gol irregular, a manchete é: “Corinthians vence com gol irregular”, quando, por exemplo, o Internacional empatou com o São Paulo por 2×2, com 2 gols irregulares, a manchete foi: “Inter empata com São Paulo no Sul”. Essa perseguição é muito chata, além de ser falta de respeito com o trabalho sério que o técnico Mano Menezes tenta fazer no Corinthians. A mídia é a principal responsável por fomentar o sentimento contra o time do Corinthians, resultando em um dos momentos mais patéticos do futebol, quando o cartola do inter fez o famoso DVD. Lamentável tudo isso….