Se eu fosse…

por Mauro Beting em 21.jul.2009 às 12:45h

Se eu fosse o presidente do Fluminense (além de renunciar), teria contratado Renato Gaúcho. Tem uma linda história no clube como atleta e mesmo como bom treinador que é. Conhece a desastrada direção tricolor, sabe dos acertos e erros da Unimed, e, infelizmente, também conhece como um grande time acaba sendo rebaixado. Some tudo isso, é um acerto dentro de tantos erros de uma direção que muda de ideia a cada resultado. Se é que teve alguma ideia antes.

Se eu fosse o presidente do Santos (além de já ter preparado um sucessor há anos), teria contratado Luxemburgo. Tem uma linda história no clube, conhece demais o presidente, e, adequado à realidade, querendo mostrar serviço, sabe se virar e “renascer” pela enésima vez. Tem muito mais crédito que débito.

Se eu fosse o presidente do Corinthians, teria vendido André Santos e Cristian. Embora vivam o melhor momento da carreira, também por isso precisam ser negociados por um clube que precisa desse dinheiro – como todos. Farão muita falta pelo que vêm jogando. Mas não há a menor garantia que mantivessem o mesmo pique. Como também não há como saber como será o Timão a partir de agora: Elias e Edu podem fazer um meio-campo mais leve, que deve ser compensado por um lateral menos incisivo. Mas é evidente que fará falta até em termos de entrosamento por tudo de ótimo que vinha apresentando o Timão.

Tags:

  • Grafir Jr

    Não esqueça do Jucilei, Mário Betti! Você já percebeu que eu nunca erro um palpite? Esse moço joga mais que o César Sampaio!!! Todos vão rir agora, mas guarde este post…

  • Paulo

    Em qualquer nação do mundo, o talento e a capacidade de Luxemburgo seriam valorizados. Nunca seriam colocados em dúvida… Mas por aqui na Terra Brasilis, todos os títulos conquistados pelo Santos, Bragantino, Palmeiras, Corinthians, Cruzeiro e Seleção Brasileira, não valem nada, quando um treinador com o seu gabarito é transformado em vidraça predileta, em bode expiatório. Não é nenhum crime ser empresário de jogadores ou ter uma parceria com empresas que contratam jogadores e repassam para outras equipes. Não é nenhum crime, ganhar cem ou quinhentos mil reias por mês. No mundo todo, o futebol virou negócio. E um tremendo negócio… Só aqui no Brasil, transparece o preconceito de alguns analistas esportivos com este tipo de práticas. Espero que o excelente técnico Luxemburgo mostre a eles, o quão tacanhas são as suas mentalidades e viciados são os seus métodos de análise… Boa sorte a ele, agora no Santos FC!!!

  • Igor Lazari

    Caro Mauro

    Desculpe. Mas hoje eu usarei o seu Blog como uma espécie de consultório psicanalítico. Há certas horas na vida em que é preciso pegar a pena e escrever um desabafo, mesmo que para ninguém na certeza de que, ao final, nos sentiremos mais aliviados. Resolvi escrever para você, que longe de ser um “ninguém” é um colunista que gosto de ler. Eu sou flamenguista. Daqueles doentes, que, contudo, guardam ainda algum censo crítico. Acho que o time do Flamengo é muito bom, e melhor do que o que se costuma dizer na imprensa. Mas eu sei o que há anos atrapalha este time e faz com que não ele não consiga vencer. Hoje, ao abrir a página do Lance vejo uma entrevista do Sr presidente em exercício do Flamengo. Ele anuncia antes do jogo que se o time perder o treinador pode sair… A crise, que poderia vir na quarta, se o Flamengo perder do Barueri, chega antes. Se eu fosse o treinador estaria louco de ódio! Se eu, que não ganho dinheiro, antes que gasto o meu indo ao estádio, já estou com ódio deste Sr, que dirá o treinador, comissão técnica e jogadores? Um bando de amadores dirige a Gávea. O time não precisa desta pressão.
    Ano passado o presidente eleito, que está de licença e que deu a chance deste outro falar bobagens, resolveu dar um incentivo ao time e foi dizer que já tinha preparado a festa da vitória do campeonato brasileiro com muito chope… Todos ficaram loucos com aquilo… jogadores, técnico etc… O que ele conseguiu? Tirar o foco, motivar o adversário e tudo o mais para influir negativamente na campanha do clube que jura amar. Com um clima assim, é impossível focar as partidas, ter tranqüilidade e por isso o time, que é bom, não ganha nada além do Campeonato Carioca. Pronto. Escrevi o que queria e agora me sinto melhor! Muito obrigado.

  • Luiz

    Agora o Fabinho faz falta, não? Diretoria corintiana fez a maior besteira ao dispensá-lo…

  • Luiz

    Se eu fosse o Juvenal, mandava o Jorge Wagner, o Hugo, o Richarlyson e o Borges pra Arábia ou para a Ucrânia -.-” Acho que com o salário dos 4 dá pra bancar o Fernandão ou o Riquelme…

  • D. J. Gjinx

    Considerações:
    1) Desculpe, Mauro, mas vc é ético d+ pra ser presidente de clube de futebol…
    2) Horcades parece o Alfred E. Newman (personagem-símbolo da revista Mad): “quem, eu me preocupar?!”
    3) Acho q o Corinthians seguirá o mesmo ritmo, até pq o Mano Menezes costuma manter motivados a todos os jogadores do elenco.
    4) Essa é pro Paulo: o problema não é qto o Luxa ganha, se o pessoal tem recalque pq ele é um vencedor ou se é crime ou não o q ele faz nas internas. Não existe melhor recompensa pra talento do q $$, portanto ele pode ganhar 1 milhão por semana q não me afeta em nada. E qto ao marketing pessoal, ele fez por merecer com títulos. Agora, o conceito de “ética” passa mto loooooooooonge daquela cabeça dele. Portanto, não basta só ganhar mto ou ser competente d+, tem q ser ÉTICO acima de tudo.

  • João Paulo Santos Leite

    O Fluminense apesar de ter trazido o Renato, tem tudo pra cair…
    O Luxemburgo foi uma boa pro Santos, os questionamentos acerca do técnico são referentes ao extra-campo, se ele não se meter demais da pra chegar na libertadores, o peixe tem um bom meio campo.
    No que diz respeito ao Corinthias, o problema não está na venda do Cristian, e sim na venda do Andre Santos. Para vaga do Cristian o Timão tem 3 boas opções: Edu, Jucilei e Moradei. E para a vaga do Andre Santos????
    Ninguem por enquanto…
    Falam do interesse no Sylvinho.
    O fato é que essas saídas são ruins para o Futebol Brasileiro, o campeonato começou em um bom nível, vamos esperar o fim da janela de transferência, provavelmente outras perdas virão.

  • Regis

    Mauro Beting: ironia ou verdade? Não consegui identificar. Só o do Corinthians pareceu um pouco mais dentro da realidade…

  • Jovaneli

    Mauro, discordo da sua avaliação sobre Luxemburgo, que fez muito mal ao Palmeiras. Um dia foi ótimo treinador. Hoje, é grife. Basta ouvir as declarações de vários jogadores do atual elenco palmeirense para notar que seus métodos de trabalho estão ultrapassados.
    O campeão do mundo Edmilson mesmo tem dito que Luxemburgo modificava demais taticamente o time a cada partida e que isso confudia os atletas, além de impossibilitar que o time adquirisse entrosamento e padrão de jogo.
    Sobre Renato Gaúcho, penso que ele é tão treinador quanto Dunga. Entende pouco da função, até porque não se preparou adequadamente para exercê-la. Qual a diferença entre os dois? A qualidade do elenco.
    Aliás, penso que há uma supervalorização do trabalho dos treinadores, quando, na verdade, o que faz diferença é ter jogadores de qualidade.
    Em vez de trocar de técnico, contrate jogadores, promova jovens das categorias de base. Enfim, gaste naquilo que de fato gera resultados para o clube, dentro e fora das quatro linhas.
    Sou contra gastar-se absurdamente com os chamados “técnicos de ponta”. Por melhores que eles sejam – e nem todos são tão bons assim -, não farão milagre com um grupo de jogadores de péssima qualidade.
    Mesmo o Mano Menezes, treinador da moda, não ganharia a Copa do Brasil com um time mediano, como não ganhou no ano passado. Mano é ótimo profissional, mas o maior mérito dele foi utilizar muito bem o material humano que lhe foi entregue.
    Técnico de futebol é parte da estrutura. Sem jogadores e condições de trabalho, não resolve. Não fará mágica.

  • Marcio

    Opino sobre meu Fluzão. A contratação do Renato é boa? É!
    O cara fala d+, fala! mas e daí, o Luxemburgo fala besteira pra caramba e nunca foi execrado! O time do Flu é ruim, é! mas e daí tem pelo 7 ou 8 times piores que o Flu neste campeonato, que bem arrumadinhos estão dando conta do recado. O Renato foi uma boa, porque agora a Unimed tras os jogadores que precisamos, um zagueiro, um lateral esquerdo e um meia direita criativo, não cito um bom volante pois ainda temos o Fabio Santos pra estrear, todo time de Renato tem velocidade e obediencia tatica, pelo menos no que eu me lembro, e é disso que esse Fluminense precisa. E outra coisa, acabou – pelo menos no visual – a briga de bastidores, o clube terá mais paz, já treina em um local melhor, os resultados virão com certeza. Vamos acreditar!!!

  • Skmecs

    @Igor A primeira frase e o tamanho do seu post inibem qualquer um que não esteja sendo pago para tal de lê-lo. Tem como editar?

    O André Santos embora excelente jogador, ja foi tarde. Nunca perdia uma oportunidade de dizer que queria ir pra Europa. Bom, foi pra uma semi-europa, e ainda reclamando de não sei-o-quê do seu passaporte europeu. Ô paga-pau! Mas quem é afinal que vai ocupar a posição dele a altura? É a pergunta que não quer calar.

  • Fernando Monteiro Neto

    Jucilei é bom mesmo, o gajo q disse isso tem lá suas razões.

    como não a tem quem pede Cristian na seleção e esquece de Pierre (caso clássico do jogador há 3 anos em boa fase, o que põe em xeque o conceito de fase)

    mas se eu fosse o presidente do Fluminense renunciaria e torceria pro sucessor contratar o Vágner Mancini e me livrava dos expurgos do elenco.

    se eu fosse presidente do Santos, esse cargo seria prenchido por alguém de caráter, ao contrário de hoje. logo, já não teria me reelegido há muito tempo e muito menos falaria nisso de novo agora. e desse modo, com caráter e bom senso, não contrataria de jeito algum luxemburgo, treinador (?) em franca de cadência e com a cabeça tão na lua, fora do campo que até em senado pensa. daria um bico – como só ele sabe fazer em TODOS os atacantes com os quais divide – em Fábio Costa e me livraria dum tumultuador, dum goleiro mediano q se acha craque e da obrigação de pagar um salarião que ele acha que merece.

    se eu fosse presidente do Corinthian vendia o André Santos (a gente sempre acha que o mundo já nos deu tudo, mas ai vem um e muda mais ainda: achava impossível depois de Edílson, Denílson e Alex Alves e Juan alguém ter mais máscara, mas ai surgiu André Santos pra mudar o conceito) e ficava com o Cristian. André Santos é o clássico caso do craque de Corinthians. sabe essa doença que tiveram Vampeta, Marcelinho Carioca, Viola, William e outros que faz com que qualquer jogador mediano e/ou em boa fase vire um quase cruyff (e ganhar milhões e até vestir uma tal camisa amarela) só por jogar com a camisa do Curintia? pois é. Mais um que não jogará o que se acha que jogou com a camisa do time de Itaquera em outras plagas e se lembrará com custo daqui a uns 5 anos que já esteve até em seleção brasileira.

    e se eu fosse presidente do Cruzeiro também renunciaria, porque reinado é só nos livros de história. e também explicava essa baita ligação que o clube mineiro tem com empresários dos mais variados carateres e com Aecinho snif snif, o cara que dá a palestra mais motivacional do mundo, que o diga Verón e cia.

    e se fosse presidente do palmeiras, deixava o Jorginho assim, como quem não liga pra namorada (imprensa) pq já não tá muito afim. e esperava a sequencia Goiás/ Corinthians pra sacar a postura do time e mandava a traffic ir tomar uma fanta laranja na Tailândia e que deixasse Diego Souza e Clayton Xavier até Dezembro e só. e não corria atrás de ninguém com dinheiro de mr Hawilla, pois ira sair em 6 meses mesmo e pensava em Fernandão, Araújo e Deivid, que podiam sair, ao menos por emprestimo, pra bater umas bolas por aqui sem dinheiro dos ris do traffic.

    e se eu fosse presidente do galo não seria tão inteligente quanto Alexandre Kalil, que, sem grana, conseguiu montar o elenco mais interessante do Brasil(eirão) e com jogadores jovens com potencial absurdo: Werley, Marcos Rocha, Welton Felipe, Serginho, Renan Oliveira, Tchô e fazer uma aposta que todos achavam ruim, menos ele, no mais injustiçado dos treinadores, o competentíssimo Celso Roth.

  • Fernando Monteiro Neto

    reelegido é errado, não? seria reeleito? confusei-me…

  • Marco Aurélio – Santos/SP

    Só uma consideração. To vendo um alarde muito grande por causa dessas duas saídas do André e do Cristian. Lógico que os 2 eram muito importantes para o time, mas parece que é recente esse êxodo de jogadores para a Europa e que os clubes não estam acustumados. Um bom exemplo é o São Paulo, perdeu grandes jogadores (Cicinho, Lugano, Breno, Mineiro, Josué, Danilo, Ricardo Oliveira, Leandro…), mas continuou montando grandes times vitoriosos. E por que ?… porque tinha a peça chave, Muricy Ramalho, assim como o Corinthians tem a sua, Mano Menezes. Só o tempo irá dizer o tamanho dessas perdas, mas acredito que o trabalho continua, o Corinthians hoje tem um esquema que entra ou sai jogador e permanece, igual ao São Paulo vitorioso dos últimos 4 anos. Sem falar amigos, que temos aquilo que todo clube procura, todo time quer… o craque, o Ronaldo, o artilheiro das copas, o fenômeno.

  • Marcelo Takabata (Taquarituba – SP)

    E se fosse o presidente do Palmeiras, contrataria o Muricy?

  • Custodio Neto

    Se eu fosse o Mário Betti, estaria rindo de felicidade, com muita grana no bolso, saúde pra dar e vender… srsrrsrsrsrsrsrsrrs

    E feliz com a contratação do Muriçoca…

  • Nick

    Prezado Luiz,
    Permita-me discordar. Fabinho não estava mais rendendo o esperado. Além do mais, Jucilei e Edu darão conta do recado, apesar da excepcional fase do Christian.
    O problema mesmo está na lateral esquerda. Por enquanto, o Corinthians não tem ninguém para repor e, neste caso, ouso discordar do Mauro. Apesar de um meio mais leve, o time ficaria capenga. O grande erro mesmo foi a negociação do Marcelo Oliveira. Quando atuou por ali rendeu muito. Lembrem-se do primeiro jogo da final da Copa do Brasil. Ele acabou com o jogo. A jogada do primeiro gol (J. Henrique) foi maravilhosa.
    Abs.

  • Gilmar

    Vou falar brevemente do Palmeiras até pq minha história é o outro parque, acredito que a porcada fez um mal negócio ao contratar o Muricy, pois o elenco do palmeiras não tem jogadores que se enquadram no estilo de jogo do Muricy, e não acredito que a diretoria em meio a essa crise irá fazer grandes investimentos para tornar o palmeiras a “cara” do Muricy, além do mais ele irpa sofrer muito com a pressão, coisa que não tinha quando era um “bambi”.

    Falando do timão, uma coisa que os corinthianos deviam perceber é que o André Santos deveria ser mesmo vendido, pois estava com a cabeça lá fora, e discordo totalmente quando dizem que não há substitutos a altura para ele, sendo que o M.Oliveira já se mostrou eficiente naquele setor, além do garotos B. Bertucci e Dodô, o primeiro não teve uma boa participação contra o santos, mas tem um enorme potencial assim como o jovem Dodô, que infelizmente em fevereiro de 2010 seguirá os passos dos gêmeos criados no Flu.
    O Cristian sim fará muita falta, pois tanto o Jucilei com o Edu são volates que saem muito para o jogo, e o Cristian além de possuir essa característica, era uma espécie de cão de guarda da defesa, além de cobrar seriedade dentro de campo a todo momento.
    Estou preocupado com a possível saída do Douglas, pois apesar de ser perseguido por parte da torcida, é um jogador raro no país, que cada vez mais, ganha em volantes-armadores e perde armadores específicos.
    Acredito que a diretoria não tem mais a necessidade de vender mais jogadores, pois os 13 milhões arrecadados com a venda do Cristian e do André, somados ao que já está sendo arrecadados em patrocínios (a camisa do Timão tá parecendo abadá de carnaval) a renda de aproximadamente 17 milhões arrecada até o momento em jogos, será que não dá para segurar o time até o centenário?
    Fazemos breves calculos:
    16,5 milhões do patrocínio master
    4,5 milhões (parte do corinthians nos patrocínios usados para pagar o fenomeno)
    1,5 com campanhas de marketing
    17 milhões arrecadados com a renda dos jogos
    13 milhões com as vendas de Cristian e André.
    12 milhões da Nike.
    Ou seja, um montante aproximado de 64 milhões. ( Fora o restante que virá a ser arrecadado nos próximos 5 meses)

    Já as despesas a folha salarial do timão aliada aos encargos trabalhistas
    e pagamento de parcelas de jogadores é de aproximadamente 50 milhões. anuais.

    É lógico que muitas receitas e gastos não estão aqui contabilizados, mas com essa diferença tão grande de valores não daria para manter o restante do plantel…

    Para finalizar, se for verdade um boato que está surgindo de que o Corinthians está tentado a contratação do volante Bataglia do Boca Juniors, fiquem alegre corinthianos, pois esse é um volante no meu modo de ver, excepcional…abraço

  • Fernando Clemente

    MAURO TAMBEM FIZ SEU EU FOSSE ENTRA LA NO MEU BLOG E COMENTA.O ENDEREÇO É http://WWW.FERNANDOCLEMENTE.BLOGFACIL.NET

  • Niceia

    SE eu fosse técnica é o meu time estivesse na final da libertadores, minha estrategia,era entra com tres zagueiro,dois cabeça de aria,dois laterais bem adiantado como-se fosse uns pontas para aproveitar bastante os lados do campo jogaria com dois meia e um centravante eu pediria para meu time tocar bastante a bola pediria para meus meia virase a bola com muita rapidez de um lado do campo para o outro para surprieder o meu adiversario eu colocaria a resposabilidade de ajudar na marcasao todos os dez atretas quando estivese sem a bola. Niceia santos