Atlético Paranaense 2 x 2 Palmeiras

por Mauro Beting em 20.jun.2009 às 16:22h

* ESCALADO PELO LANCE! PARA ESCREVER A “VISÃO DE JOGO” DA PARTIDA, SÓ PUDE VER ESTE JOGO. DEPOIS COMENTO OS DEMAIS *

Obina é melhor que apito

Num segundo tempo alucinante e maluco, com arbitragem ruim, Palmeiras busca duas vezes o empate na Arena contra um bravo Atlético, curando a ressaca da Libertadores com raça e bola

Aos 48min37s, 23 segundos antes do fim, Keirrison pegou um rebote num melê inenarrável e empatou por 2 a 2. O que foi aquilo? O que foi a jogada anterior quando Marcos (!?) bateu uma falta da intermediária e quase fez gol (também pela falta não marcada sobre Vinícius, aos 47)? O que foi a bola sobre a linha que Rodofo cabeceou e ainda explodiu no travessão rubro-negro, aos 45? Foi o fim de um jogo incrível, e que pode marcar a reatamento do namoro do time verde com a torcida. E mais problemas para o Atlético na recuperação na tabela.

Waldemar Lemos manteve a estrutura tática do Furacão, com uma zaga a três, dois alas, dois volantes de pouca saída, Paulo Baier solto, e Marcinho adiantado para fazer dupla com Rafael Moura. Mas sem Raul, Zé Antonio mais marcou Willians que apoiou. Do outro lado, Márcio Azevedo só foi à frente aos 20 minutos, quando o Palmeiras diminuiu o ritmo inicial. Sem Danilo, Luxemburgo optou por um 4-2-2-2 típico, com Wendel e Armero como laterais, mas saindo com intensidade. Pierre e Jumar liberaram Cleiton Xavier e Diego Souza para armar. No primeiro bom lance, a 8 minutos, Diego enfiou linda bola para Keirrison recuar para Vinícius.

O contragolpe de um extremamente cauteloso Atlético só deu algum resultado num sem-pulo de Marcinho, a 16 minutos, depois de um arremesso lateral. O jogo estava equilibrado, e os times passaram a jogar nos erros alheios. Erros que se somaram: aos 36, numa saída errada de Antonio Carlos, Wendel só não fez porque Vinícius defendeu bem uma bola que o lateral deveria ter passado a Willians. Dois minutos depois, foi a vez de Paulo Baier bater certo, e Marcos fazer ainda mais, com outra defesa marcante, digna do santo.

O jogo que não era digno do nome – como o gramado – mudou no intervalo. Contundido por Rafael Santos (que pedia para ser expulso), Diego foi para o hospital. Obina e Ortigoza (no lugar de Willians) foram para as pontas. Cleiton recuou para armar, Keirrison ficou centralizado, e o Palmeiras foi ao ataque no 4-2-1-3. Mas, aos 6 minutos, Rafael Santos fez o terceiro de cabeça dele, no BR-09.

Luxemburgo acertou o time aos 16, quando escalou Deyvid Sacconi (enfim…) no lugar de Jumar (…) para pensar o jogo, recuando Cleiton. O Palmeiras começou a empilhar chances bem defendidas por Vinícius, até aos 22, quando numa infelicidade do goleiro num chutão, a bola bateu no calcanhar esquerdo de Obina, e sobrou para o atacante fazer um gol obinal, sem ângulo – mas com raça.

O Atlético não reagiu, pedia para levar a virada, até Marcinho marcar um belo gol de falta, aos 34. Aos 38, Obina fez um gol magnífico, de voleio, muito mal anulado pelo assistente Guilherme Camilo, que marcou impedimento. Só não impediu a tocante superação verde na blitz final que trouxe um empate com sabor de vitória. Deixando a ressaca varrida como furacão (que não tem sido o Atlético no Brasileirão).

Tags:

  • Renato

    E agora, o irreproxável xará Renato do post do Cruzeiro, não vai pedir atenção às arbitragens contra o Palmeiras?

    Não vou fazer um escândalo sobre arbitragem, mas novamente, gostaria de saber aonde está a coerência daqueles que falam de favorecimento ao Palmeiras. Hoje foi uma vergonha na Arena da Baixada.

    Parabéns ao time que se superou mais uma vez. E ao Obina, que fez o gol mais bonito do BR09, erradamente anulado.

    Mais uma vez, ótima análise, Mauro.

    []’s

  • Fernando

    Não foi nada no goleiro! Não foi falta no segundo gol do Atlético. Hoje o apito nos tirou 2 pontos.

  • Pedro P. Tardelli

    Como na maioria dos jogos, Luxa escala o time de acordo com as ordens da Traffic. Jumar, mais uma vez, assim como Jeci, Capixaba e Evandro, teve mais uma chance no time titular e, para variar, jogou muito mal. A entrada de Dayvid Sacconi foi tardia, mas deu para injetar mais qualidade nos passes e armar jogadas para a legião de atacantes que estavam em jogo. O Palmeiras de Luxa/ Traffic tem que sofrer e jogar mal no primeiro tempo e, após substituições e correções, fazer os gols no segundo tempo! Obina foi o nome do jogo pelos 2 gols, sendo 1 golaço anulado por erro do bandeira (o primeiro, a despeito da falha do goleiro, mostrou o que poucos atacantes fazem: esforço exagerado e acreditar que a sorte pode vir). Bons tempos em que o Luxa era o melhor técnico do Brasil e não pau mandado de empresários. E o Palmeiras que paga por isso!

  • Marcos Appelt

    Sabe Mauro, ás vezes dá a impressão q o Luxemburgo amanhece em uns dias q quer jogar pra ganhar e outros não. Se o Palmeiras jogasse da forma como jogou o segundo tempo hj, seria mais fácil de não sofrer. Pq todo jogo do Palmeiras o torcedor tem q sofrer?

  • Riacrdo Martins Giovedi

    O retrato da atual equipe do Palmeiras é de um time que, embora com muitos nomes que dão inveja a muitos times grandes no elenco, não produz na prática.
    Vemos um meio de campo com uma dificuldade imensa de partir com a bola dominada verticalmente na direção do gol e dependente de alguns lampejos do Diego Souza que, apesar de muita vontade, carrega demais a bola pela meia direita chamando toda a marcação e se complica com ela perto da linha lateral. Não jogo toda a culpa nele, afinal não temos laterais dignos de defenderem a camisa do Palmeiras. Wendel ajuda muito a marcação mas é afobado demais nas subidas ao ataque. Além disso, cruzamento não existe. Os jogadores da defesa incluindo o Danilo que não jogou hoje são péssimos na saída de bola e ainda não aprenderam que acompanhar os adversários durante as jogadas de bola na área pode no mínimo atrapalhar a cabeçada contra a meta do marcos que apesar da idade das dores e tudo mais continua muito competente. O Pablo Armero se fosse iniciar a carreira profissional dele fazendo um teste em aguma peneira no Brasil, não conseguiria. Onde já se viu um jogador profissional errar passes de menos de dois metros e dominar de canela, só tem fôlego e muita vontade. Para o palmeiras isso não basta. O Pierre é um excelente marcador mas, pra sair jogando com a bola, tem limitações. Deveria jogar só na cabeça de área. Cleiton Xavier, muito habilidoso, bom nas assistências mas, nas dificuldades, se omite do jogo e, depois que fez um golaço chutando do meio da rua lá no Chile estraga muitas vezes uma jogada achando que vai acertar outro igual. talvez um pouco mais de calma e menos afobação fossem o suficiente para ver que os laterais, apesar de fracos, fazem ultrapassagens e tentam ir para a linha de fundo. Em relação ao ataque não consigo ser tão rigoroso com o Keirrisson, com o Ortigoza e com o Obina. Afinal, como eles podem produzir algo diferente se a bola chega ao ataque sem passar pelos jogadores do meio com o carinho que ela deveria receber ou se ela está sendo rifada direto dos zagueiros. Enquanto isso a torcida reclama dos gols perdidos por Keirrisson e por Obina e esquecem que esses jogadores estão com poquíssimas chances claras de anotar seus tentos. Está faltando um pouco mais de movimentação e apresentação dos jogadores considerados criativos para o jogo, marcação pressão no ataque, atenção na defesa e, acima de tudo, confiança. Falta a personalidade de um jogador que receba a bola no meio de campo levante a cabeça e,sem afobação, consiga trocar passes em velocidade com os jogadores que se apresentem para o jogo ou façam o pivô ou a jogada em ultrapassagem. Seria bom o Wanderley Luxemburgo mostrar um pouco ao seu elenco jogos do Palmeiras em 93,94 e 96. Longe do time atual ser como aquele, mas que os jogadores começassem a ver naqueles elencos o que fazia tanta diferença (vontade, movimentação, inteligência e o espírito de uma equipe vencedora). espero não ter sido longo nos comentários, teria mais a escrever , mas penso que essa radiografia que tentei fazer do Palmeiras atual vai de encontro com o que muitos torcedores fanáticos vêem e talvez não consigam descrever.

  • Márcio

    O trio de arbitragem foi horrível, falaram tanto que fomos beneficiados contra Vitória e Cruzeiro, as coisas voltaram a zerar, pois fomos prejudicados contra Nacional e Atlético PR, e assim caminha o futebol Brasileiro.

  • Fernando

    Mauro Beting, por favor lê isso, um pouco extenso mas especial.

    (”…equilibrado….objetivo…gênial”) logo mais explicarei esses três adjetivos.

    Jogo de hoje, quase perfeito, só faltou um pouco mais de conhecimento das regras do bandeirinha que não me importo saber o nome dele, e claro, uma vitória do Palestra, que na minha opinião merecia a vitória. Um jogo GÊNIAL, muito EQUILIBRADO e com as duas equipes buscando seus OBJETIVOS, os três pontos, o Palmeiras além dos pontos, e sim um ”reatamento do namoro do time verde com a torcida”.

    Agora quero falar umas palavrinhas pra você Mauro, te admiro muito, sua inteligência e conhecimento pelo futebol é muito superior a qualquer reporter ou comentaristas da face da Terra, ou até em Marte, se tiver futebol là né. Muito EQUILIBRADO em seus comentàrios, OBJETIVO, para facilitar seus admiridores e resumindo, GÊNIAL, esta palavras resume um pouco sua pessoa.

    Desculpe-me se errei alguma coisa, mas foi sincero,

    dê seu admirador Fernando Esterquile, 17 anos, estudo em uma escola Estadual da cidade de Birigui-SP, mais um palmeirense com o coração machucado devido quarta, mas esperançoso com o futuro

    feresterquile@hotmail.com

  • CARLOS GIUNCO

    pelo menos o Palmeiras não perdeu 3 pontos (só 2)…jogou bem melhor que o CAP. Agora quando é que Luxs burgo Teimoso 2009 vai entender que não dá pra escalar: JUMAR, CAPIXABA E MOZART…
    Coloca o ruivo Souza que é muito melhor
    Ou então o Saconi
    Ou então começa com o Obina, Willias e k9
    Ou então começa com Ortigol, k9 Obina, Xavier, Pierrre
    Manda a moçada fazer bastante GOL (CHUTAR É PRECISO)
    Aí, não vai importar se a zaga der bobeira ou fizer falta sem necessidade e com perigo de gol
    a receita é simples…

  • CARLOS GIUNCO

    Ah…ia esquecendo….
    O uniforme nº 2 com calçao branco e meia branca…parecia o Santos…
    Palestra é VERDEEE……..

  • Brenno

    Mauro, não me considero um grande entendedor de futebol, então PELO AMOR DE DEUS me explica como pode o luxa começar o jogo com JUMAR, tendo no banco o saccony e até mesmo o souza, que faz o papel de volante ao lado do pierre muito melhor que esse indivíduo?
    Até do capixaba o luxa já desistiu, mas esse câncer continua entrando como titular!
    VOLTA EDMÍLSON!

  • Dan

    Ola Mauro, entao só queria destaca uma coisa que nenhuma televisao mostrou, que foi a presença do zagueiro Henrique, na arquibancada da Arena, junto com a torcida do palmeiras, ele passou quase o jogo todo dando autografos e tirando fotos. Esse sim é um zagueiro que da gosto de ver joga, logo logo ele ja vai conquista seu espaço na seleçao.
    Ah, e o que foi aquele impedimento que o juiz marcou do Obina? Ate quem estava do outro lado do campo viu que ele tava em posiçao legal.

    Abraços

  • Juliano

    Foi um Palmeiras com vontade e garra a procura do resultado que foi merecidamente alcancado. Eh so o Luxemburgo nao ficar tentando tirar “leite de pedra” que o Palmeiras pode engrenar e terminar o Brasileirao muito bem. Com Souza e Pierre no meio, o Sacconi no lugar
    de DS ou CX quando necessario e na frente Keirrison, Ortigoza ou Obina.
    Sem inventar Luxa, tem jogadores que tiveram suas chances e nao aproveitaram.

  • ricardo elmi

    mauro mais uma vez fomos garfados ,sera que esse bandeira ao rever o lance pela tv tera vergonha na cara para reconhecer seu grotesco erro? gozado que a rede globorintians não ficou reprisando o lance do obina anulado ,mas se fosse do time da marginal e especialmente do centro avante deles ficariam a semana inteira falando do lance.apesar disso temos que exaltar os jogadores e até o luxa pela garra,vontade,e o espirito aguerrido na jogo de ontem,pois a torcida quer vitorias,mas reconhece o mesmo nas derrotas a luta dos jogadores,portanto apesar de ser prejudicado parabens a todos jogadores,continuem assim que teremos um belo futuro.estamos chateados pela libertadores mas otimistas no brasileiro

  • Gabriel

    Sem fundamento a reclamação dos parmerense. Foi falta sim no segundo gol do Atlético e foi falta no goleiro no gol de empate. A bola era claramente do goleiro e o zagueiro deixou claramente o corpo para impedir que o arqueiro chegasse na bola. Só não vê quem é parmerense…..

  • Dan

    Gabriel, nao sei se vc é atleticano ou tem alguma simpatia pelo time, pq se nao tiver nao tem porque deixar comentario aqui, mas tambem só atleticano nao ve que o obina tava em posiçao completamente legal naquele golaço mal anulado e tambem que o Marcio Azevedo merecia ter sido expulso no 1 tempo numa entrada sem bola e muito violenta no Wendel, e o juiz nem cartao amarelo deu. Só nao ve quem é atleticano.
    E aqui em Curitiba os jogadores do Atletico reclamaram que o jogo ja deveria ter acabado antes do gol do Keirrison, sendo que o juiz tinha dado 4min de acrescimos, e o gol saiu aos 48min40s aproximadamente, entao sem fundamento é a reclamaçao atleticana e nao a palmeirense.

  • Pingback: Fique por dentro Bola » Blog Archive » Atlético Paranaense 2 x 2 Palmeiras » Mauro Beting()