logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

GRÊMIO 0 x 0 Caracas – Grêmio 1 x 1, no agregado | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


GRÊMIO 0 x 0 Caracas – Grêmio 1 x 1, no agregado

por Mauro Beting em 18.jun.2009 às 10:07h

Precisava ser tão sofrido?

O Grêmio se classificou como se esperava, mas sofrendo muito além da conta. O 4-2-2-2 pode ser mais vezes usado e testado. O Grêmio é que precisa ser mais vezes testado contra rivais mais qualificados.

* Esse tal de gol marcado fora é ótimo para evitar a construção de mártires e a destruição de mitos com as definições por pênaltis. Mas ele travou o Grêmio – e o jogo – no segundo tempo além da conta.

* Falando nelas, e no regulamento – é realmente justo definir uma classificação pelo critério do gol qualificado depois de dois empates? Os pênaltis não seriam menos injustos? Se uma vitória por 1 a 0 e uma derrota por 2 a 1 também se define assim, ao menos o time que fez mais gols fora venceu um jogo. Com dois empates, honestamente, fica a questão sem resposta. E sem ideia alguma melhor de minha parte.

MELHOR ESCREVE ANDRÉ ROCHA

http://blogs.abril.com.br/futebolearte

A estreia do 4-2-2-2 gremista na Libertadores não teve o resultado esperado e o Caracas chegou até a assustar. Mas o empate sem gols foi suficiente para colocar o time gaúcho entre os quatro que tentarão fazer a América em 2009.

O Grêmio de Autuori tem mais razão e menos fúria. A equipe trabalha a bola e espera o melhor momento para matar o adversário. Mas tem faltado eficiência nas conclusões. Souza e Máxi López, os jogadores ofensivos que mais chutam a gol no Tricolor gaúcho, tiveram várias oportunidades no primeiro tempo do Olímpico, porém a meta do goleiro Vega não foi vazada.

Na segunda etapa, o jogo ficou tenso pelo temor dos donos da casa de levar o gol que complicaria sua tarefa e a coragem dos visitantes para buscar a vitória. A preocupação era tanta que Autuori fez apenas uma substituição: Herrera na vaga de Alex Mineiro. E em jogada da dupla de ataque argentina, López perdeu mais um gol, para desespero da torcida.

E a noite só não foi trágica porque o atacante Castellín, quase dentro do gol, cabeceou para fora perdendo gol incrível aos 39 minutos. O silêncio no estádio foi impressionante. Mas logo depois veio o alívio pela classificação e a alegria pelo que acontecia com o rival no Pacaembu.

ESCREVEU ANDRÉ ROCHA

http://blogs.abril.com.br/futebolearte

Tags:

  • guilherme

    tudo bem. ta perdoado hehe

  • Rovan

    Ainda sem tempo?
    Já esta postado o do São Paulo x Cruzeiro, mas
    para este jogo não se tem tempo!!

    ROVAN,
    1. Comentei pela Rádio e pelo Lance o jogo no Pacaembu, onde saí do ar 1h55 da quinta-feira.
    2. Jantei 2h37.
    3. Não tive condições técnicas de gravar o Grêmio. Meu outro gravador está na assistência técnica. O jogo do Grêmio era o quarto mais importante, pq o mais definido entre todos.
    4. Domri 3h45.
    5, Acordei 8h15 para levar o filho menor para a aula – a minha mulher está no Ceará a trabalho.
    6. Até as 11h, escrevi a coluna do Lance e posts pro blog.
    7,. Brasil x EUA, os últimos 10 minutos assistindo, postando, e almoçando.
    8. Levei os filhos para a aula.
    9. Texto para um novo livro que estou escrevendo.
    4. 15h15. Fui para a Band para ver Itália 0 x 1 Egito.
    5. Acabou o jogo fui direto ao Morumbi, onde cheguei 17h45, para comentar o jogo pela Rádio Bandeirantes.
    6. No estádio, o blog saiu do ar e só voltou hoje pela manhã.
    7, estudei e escrevi mais do livro.
    8. comentei o jogo e escreevi o post dele.
    9. 2h01. Como aconteceu na noite anterior, fui o último homem de microfone a sair do estádio.
    10. 3h30. Depois de rever alguns lances do jogo do Morumbi, dormi.
    11. 7h15. Levar os filhos para exame de sangue.
    13. 10h00. Quadro tabelinha na Rádio Lance!
    12. 10h40. Comprar remédios.
    13. 11h15. Gravar comentários para a TV Esporte Interativo.
    14. 13h47. Perder meu tempo escasso para responder com uma extensa e chata lista de afazares o porquê de não ter feito algumas coisas.