AO VIVO – URUGUAI 0 X 4 BRASIL

por Mauro Beting em 06.jun.2009 às 16:08h

Centenarazo!

Uruguai pressiona, perde gols, Júlio César faz os milagres usuais, o Brasil fica acuado, mas, no contragolpe, faz 4 x 0. Vitória típica da Seleção de Dunga. A primeira em Montevidéu em 33 anos. A maior do Brasil no Uruguai

Trinta e três anos é muito tempo. Sete partidas (quatro derrotas e três empates), nem tanto. 0s 4 a 0 do Brasil sobre o Uruguai foram históricos. A atuação, nem tanto. O melhor ataque das Eliminatórias, o uruguaio, teve ao menos dez chances de gol. O Brasil, mais uma vez no contragolpe, teve oito. E marcou a metade. Com dois gols dos representantes da melhor defesa da competição – Daniel Alves (que ainda salvou na boca da meta mais dois gols uruguaios) e Juan (que fez de cabeça, e ainda ajudou a anular o artilheiro europeu da temporada – Diego Forlán).

Belíssimo placar. Atuação, nem tanto. Típica partida do Brasil de Dunga. Os laterais presos (Kléber não apoiou e não marcou), e Daniel Alves avançando pouco para uma Seleção brasileira. Mas, quando ele foi, ganhou um gol de Viera, num chute de 40 metros, o primeiro brasileiro, aos 11, que quicou no horroroso gramado, e traiu o goleiro.

O Uruguai seguiu martelando, também pelo recuo excessivo dos três do meio brasileiro. Gilberto Silva era quase um quinto zagueiro, com Elano e Felipe Melo mais volantes que armadores pelos lados, afundados em nossa área. Kaká distante deles, e sem o brilho usual. Robinho apenas aberto pela esquerda, e só Luís Fabiano brigando demais com a zaga. A ponto de sofrer, aos 32min, um pênalti de Váldez não marcado pelo árbitro que deixou o jogo correr.

O 1 a 0 Brasil já era muito quando, aos 35, num escanteio, Juan cabeceou e Viera defendeu. A bola foi parar de novo à direita, desta vez para o passe preciso de Elano na cabeça de mais um zagueiro-artilheiro: Juan, 2 x 0 Brasil. Pronto. O Uruguai saiu ainda mais para o jogo, e Júlio foi ainda mais o excepcional goleiro que é.

O Uruguai voltou do intervalo com três atacantes, mais Forlán recuado como meia, e abriu-se de vez para o contragolpe brasileiro. Algo que não se pode fazer jamais: numa bela trama, Luís Fabiano fez 3 a 0, aos 6. O Uruguai ainda lutou, mas o Brasil acertou o pé no contragolpe. O árbitro errou ao expulsar Luís Fabiano, aos 19. E, mesmo com um a menos, dez minutos depois, Kaká fez o quarto, no pênalti infantil que ele mesmo sofreu.

Na maior vitória brasileira no Uruguai em 93 anos de clássico.

Numa partida para celebrar pela felicidade suprema que é ter a meta defendida por um goleiro como Júlio César.

Numa goleada para louvar a capacidade ofensiva do ataque, ou melhor, do contragolpe brasileiro.

Mas num jogo que merece debate: o Brasil só funciona no contra-ataque? Nosso contra-ataque é a melhor defesa?

ABAIXO, o minuto a minuto escrito DURANTE a goleada brasileira.

FAIXA DA TORCIDA URUGUAIA – “1950-2014 – A história deve continuar”

MACHUCADOS – Maicon

SUSPENSOS – Lugano e Cristián Rodríguez.

URUGUAI – 4-4-2. Viera-1; Maximiliano Pereira-16, Valdez-2, Godín-3 e Cáceres-11; Martinez-5, Perez, Eguren-8 e Alvaro Pereira-14; Suárez-9 e Forlán-10 (capitão) – TÉCNICO – Oscar Tabarez

BRASIL – 4-3-1-2. Júlio César-1; Daniel Alves-2, Lúcio-3 (capitão), Juan-4 e Kléber-6; Gilberto Silva-8; Elano-7 e Felipe Melo-5; Kaká-10; Luís Fabiano-9 e Robinho-11. – TÉCNICO – Dunga.

BANCO – Gomes; Ramires; Nilmar

ÁRBITRO – Saul Laverni (Argentina) – Guistavo Esquivel (Argentina) e Ariel Bustos (Argentina)

COMEÇOU – 16h02.

5min – Jogo de estudos, logo, chato. Brasil aposta na bola longa, Uruguai tenta jogar.

8min – Juizão deixa o jogo seguir, e não marca falta dura de Kléber em Martínez.

10min – Forlán sai bastante da área, e tenta armar no gramado muito ruim do Centenário.

11min – Uruguai assume o ataque. Brasil, o contragolpe.

11min20s – GOOOOOL. 1 X 0 BRASIL. DANIEL ALVES. DA MEIA-DIREITA. PÉ DIREITO. GLUGLUGLUGLUGLU. Bomba de longe, a bola bateu no gramado horroroso, e matou Viera, que foi muito mal no lance.

12min – Uruguai responde em jogada de fundo, em falha da zaga brasileira.

13min – Gol caiu do céu, e das mãos do goleiro uruguaio. Hora de trocar a bola, e não recuar ainda mais, dando campo e bola pro rival.

14min – Martinez, impedido, faz gol. Mas de novo passou como quis por Kléber.

18min – Daniel Alves agora salva o empate, em mais um lance de bola parada charrúa, antecipando-se a Alvaro Pereira. PLACAR VIRTUAL 1 X 1.

20min – AMARELO. L.Fabiano. Falta dura e tola na lateral do campo. Está fora do jogo contra o Paraguai…

21min – Mais uma bola cruzada que passa pela área brasileira.

21min – Adivinhe: Daniel Alves salva o segundo gol dos homens, sobre a linha, em boa jogada pela direita. Na sequencia, bomba de longe, a zaga bobeia. Tá difícil. Recuamos demais. PLACAR VIRTUAL – 2 x 1 URUGUAI.

26min – Eguren, de cabeça, à direta de JC. Cruzamento da direita, ninguém acompanhou o volante. PLACAR VIRTUAL 3 x 1.

29min – Segue a pressão. Os caras em cima da gente, e não conseguimos sair. Kaká distante dos três do meio, e esses três muito enfiados em nossa área.

31min – Bela arrancada de Felipe Melo, que serviu L.Fabiano, que chegou tarde.

32min – Pênalti que o argentino não marca. Kaká lança e L.Fabiano cai na área, derrubado por Valdéz. Nada. Brasil dá uma aliviada na pressão. Apenas por fazer o meio sair de trás.

34min – Belo calcanhar de Robinho pra D.Alves, Cáceres salva. Equilibramos o jogo.

35min – Juan de cabeça, bela defesa de Viera, depois de escanteio da direita.

35min – GOOOOOOOL. 2 X 0 BRASIL. JUAN. CABEÇA, DENTRO DA ÁREA. No rebote do goleiro e do bico de Eguren, a bola sobra para Elano, pela direita, que cruza bem no primeiro pau para o zagueiro, que se antecipa e faz o segundo gol. PLACAR VIRTUAL – 3 X 2.

38min – Alvaro Pereira sozinho toca no canto direito de JC, que faz espetacular defesa. Na sequencia, Suárez divide com o goleiro, que alivia com os pés. PLACAR VIRTUAL – 4 x 2 URUGUAI.

40min – Bela arrancada de Kaká pela esquerda. Brasil vai bem no contragolpe contra um Uruguai que segue se mandando à frente. E Kléber continua sem marcar bem pela lateral. Toda bola é cruzada na área brasileira.

43min – Suárez, cara a cara, bate: JC, pra variar, fecha o ângulo e defende. Na sobra, Suárez bate, a bola vai pra fora. Que fase a do goleiro. E já dura uns três anos. PLACAR VIRTUAL – 5 x 2 URUGUAI.

INTERVALO – Típica partida do Brasil de Dunga. Contragolpe, recuado, Júlio fazendo milagre, aproveitamento total das chances: 2 x 0 Brasil. Mas é preciso jogar mais.

RECOMEÇOU – 17h07

MUDOU URUGUAI – Saiu o volante-direito Pérez e entrou o centroavante Loco Abreu-13. Eles trocam o 4-4-2 pelo 4-3-3. Suárez abre como ponta pela direita, Abreu fica centralizado, Alvaro Pereira abre pela esquerda, e Forlán recua um pouco. É algo mais próximo ao 4-2-1-3, com Martínez e Eguren com os volantes.

6min40s – GOOOOL. GOLAÇO. 3 X 0 BRASIL. LUÍS FABIANO. PÉ DIREITO. DA PONTA DIREITA. Os caras dão mole, dão espaço, dão contragolpe, a seleção nem precisa jogar muito. Belo contragolpe puxado por Robinho, com Kaká, com o passe final de Elano para Fabiano estufar a rede. Definitivamente: não se pode atacar o Brasil. Qualquer Brasil. PLACAR VIRTUAL – 5 x 3 URUGUAI.

9min – Robinho pela mal na bola e joga à esquerda bom contragolpe nacional. PLACAR VIRTUAL 5 x 4 URUGUAI.

10min – Zurdazo de Forlán, uma bomba de canhota, boa defesa de JC. PLACAR VIRTUAL – 6 X 4 URUGUAI.

12min – AMARELO. Valdéz.

13min – Luís Fabiano perde ótima chance, em grande defesa de Viera. PLACAR VIRTUAL – 6 x 5 URUGUAI.

15min – Desta vez é Godín que faz falta na entrada da área sobre o imparável L.Fabiano e o árbitro nada marca. No contragolpe, o Brasil faz a festa. Não tem jeito: para enfrentar a Seleção Brasileira, qualquer que seja nosso time, qualquer que seja nosso técnico, é dever não dar o espaço que foi dado ao contragolpe brasileiro. É pedir para perder feio. E nem precisa o Brasil jogar bonito.

17min – Maximiano Pereira manda o zurdazo à esquerda de JC. PLACAR VIRTUAL 7 X 5 URUGUAI.

18min – L. Fabiano aparece livre e bate para ótima defesa de Viera. PLACAR VIRTUAL 7 x 6 URUGUAI.

19min – VERMELHO. L.Fabiano pula para não se chocar com o goleiro, e não simulou pênalti. Caiu na área porque a Lei da Gravidade é anterior a do futebol. Menos para o árbitro, que deu o segundo amarelo, e o expulsou injustamente. Brasil fica no 4-3-2, com Kaká e Robinho à frente, G.Silva à frente da zaga, Ramires e F.Melo pelos lados.

20min – MUDOU – Saiu Alvaro Pereira, e entrou Fernández, no Uruguai.

20min – MUDOU – Saiu Elano, e entrou Ramires. É o caso de Dunga poupar gente para o jogo duríssimo contra o Paraguai.

24min – Ramires recebe livre pela direita e mandou mal, à direita, na sua estreia pelo Brasil. PLACAR VIRTUAL 7 x 7.

26min – PÊNALTI! Kaká derrubado na área em pênalti infantil de Godín. Desnecessário, em belo passe de Daniel Alves.

29min12s – GOOOOOOL. 4 X 0 BRASIL. KAKÁ. PÉ DIREITO. MEIA ALTURA, CANTO ESQUERDO. Goleiro do outro lado. Que coisa. PLACAR VIRTUAL – BRASIL 8 X 7. E com um jogador a menos.

MUDOU URUGUAI – Saiu Suárez, entrou Cavani no ataque.

34 – E o Uruguai segue no ataque. Mas já é a maior vitória brasileira no Centenário. Apenas quarta na história.

35min – Mais duas defesas impressionantes de JC, no mesmo lance. PLACAR VIRTUAL – BRASIL 8 X 8.

38min – NO TRAVESSÃO! Bomba de Abreu na frente de JC. PLACAR VIRTUAL – URUGUAI 9 X 8.

40min – MUDOU – Sai Robinho e entra Júlio Baptista; sai Kaká e entra Josué. Demorou a mexer Dunga.

41min – VERMELHO. Maximiliano Pereira chuta Ramires. Bem expulso. 10 x 10 em campo.

44min – Adivinhe. Espetacular defesa de Júlio César. Já perdeu a graça. PLACAR VIRTUAL – URUGUAI 10 X 8.

45min – AMARELO. Eguren. Falta dura.

ACABOU – A maior vitória da história do Brasil em 93 anos de clássico no Uruguai.

NOTAS –

JÚLIO CÉSAR – Seis estupendas defesas. Ou maravilhosas. Ou sensacionais. Que fase! E fase que já dura meses! Nota 10.

DANIEL ALVES – Cresce nas decisões da Seleção. Levou sorte no primeiro gol, e salvou mais dois no primeiro tempo. Se teve problemas com Alvaro Pereira, mais não merece ser cobrado. Nota 8.

LÚCIO – Rebateu quase tudo, e teve problemas no jogo aéreo. Salvo por JC – 6.

JUAN – Melhor que o companheiro, sofreu com Abreu e com a movimentação de Forlán. Salvo por JC, mas fez um gol – 7.

KLÉBER – Apoiou pouco e sofreu muito com Martínez. Deixou várias bolas serem cruzadas na área – 5.

GILBERTO SILVA – Eficiente demais, teve de atuar quase como um quinto zagueiro. Mas ainda queria um Brasil mais aberto, mais brasileiro, mais leve no meio – 6.

ELANO – Belo passe para o gol de Juan, muita luta e trabalho para fechar o lado direito – 6.

[RAMIRES – ótima movimentação para uma estreia. Se jogar mais vezes como volante no Cruzeiro, pode ser titular – 6]

FELIPE MELO – Discreto como sempre, teve mais trabalho para ajudar Kléber – 6.

KAKÁ – Para o jogador que é, pareceu cansado e sem muitas ideias. Ainda assim, sofreu o pênalti e articulou o terceiro gol – 7.

[JOSUÉ – sem nota]

LUÍS FABIANO – Sofreu um pênalti não marcado, recebeu dois cartões discutíveis, fez um belo gol, e esteve muito isolado – 8.

ROBINHO – Apagado, muito aberto pela esquerda, poucos lances objetivos ou de efeito – 6.

[JÚLIO BAPTISTA – sem nota]

DUNGA – A maior vitória brasileira no Uruguai, a primeira em 33 anos, 4 x 0? Ainda assim, há como discutir um Brasil muito recuado, que só funciona quando o rival dá o campo e o mole que deu a defesa uruguaia. Mas não há como rebaixar a nota do treinador – 8]

Tags:

  • Claudio Sacramento – Salvador/BA

    A seleção brasileira cada vez mais parece com a seleção alemã no seu jeito de jogar…

  • Carlos

    Sempre tem um babaca espírito de porco pra falar mer… Que mane parece seleção alemã , esses babacas nunca estão contemtes, ao Brasil, parabéns foi uma vitória fantástica sem dúvidas nenhuma na raça e na técnica

  • claudio romanelli

    Hoje torci pro Uruguai e tomara que o Paraguai esmague essa seleçãozinha de araque..Hoje o anão de jardim deu sorte e tomara que se ferre na copa das confedererações e na copa…O Uruguai não é mais o mesmo,os jogadores da atual seleção é digno de pena…Agora torço pro que Paraguai e Argentina derruba essa seleção de mercenarios.

  • Jadson xavier robrigues

    Carlos, a opinião dos outros deve ser sempre respeitada, o Brasil mais uma vez jogou mal e venceu, tem jogadores que pipocam em todo jogo fora do Brasil (Robinho, Kaká), o Uruguai deu azar pela falha do goleiro logo no início, o Brasil pode vir a ser campeão da Copa do Mundo, mas será que não veremos mais o futebol arte em campo?Todo torcedor que acompanha futebol deve fazer esta análise, os europeus estão começando a jogar como o brasil de antes, quem está com a razão eles ou a gente?

  • Claudio Sacramento – Salvador/BA

    Uma atuação ou duas assim em tantos jogos nessas eliminatórias! Reparem no jogo contra o Paraguai como será! Eu não me iludo! A seleção se acostumou a jogar quando quer! E mesmo assim fez 4 a 0 num jogo em que o melhor em campo, disparadamente, foi Júlio César! Não que eu não esteja satisfeito com a seleção hoje! Eles jogaram com muita garra! Estão de parabéns! Mas quando não jogarem dessa forma a gente tem que criticar! E na maioria das vezes não atuam assim! Não acho que Robinho, Kaká e companhia amarelam. Muitas vezes eles não querem jogar. Foi assim em vários jogos dessas eliminatórias. E tem mais, se Dunga armasse a seleção com 3 volantes apenas em jogos contra Argentina, Uruguai e Paraguai fora de cassa eu não dizia nada. Até concordaria. Mas saindo disso discordo que a seleção tenha que apresentar futebol tão defensivo.

  • http://sportrecife.blog-br.com/ Thales

    Oi Mauro, não sou tão velho assim mas lembro que o Uruguai sempre fazia agente suar. Pelo menos até aquela selação do Francescoli os uruguaios nos davam até frio na espinha. O que aconteceu com eles? Será que os aspectos sócio-econômicos terminam por influir no futebol das nações? Abraço!

  • Fernando

    Hoje Gilberto Silva foi eficiente, mas foi um jogo exceção.
    Kleber na lateral esquerda tá ruim pra jogar na seleção.
    Não vi o Júlio salvando apenas o Juan e o Lúcio, vi ambos jogando bem. Porém os volantes, o lateral esquerdo e até o Kaká (ele não amarelou) em alguns momentos, dificultaram o trabalho da zaga. A dupla de volantes deve ser Ramires (veloz e qualidade) e Josué (titular e capitão de time campeão alemão), com Pierre e Renato (do Sevilla) na reserva.
    Era jogo para o Nilmar, tem que atacar, nós podemos não ter o melhor preparo físico, mas AINDA temos o melhor futebol. Basta organizar isso.
    Também falta um passe com mais qualidade no meio, e já que o Ronaldinho está mal no Milan, chama o Alex que está na Turquia, tem muita categoria nos lançamentos e nos domínios, melhor que jogar com 3 volantes.

    Ainda acho que se o goleiro não tivesse falhado no primeiro gol, o Brasil não teria toda essa chance, mas o time jogou bem e teve o emocional mais forte que a descontrolada Celeste, foi melhor que ver muitos jogos campeonato brasileiro.

  • Carlos Alberto

    Valeu pela vitória, o time do Brasil foi dominado durante todo o 1º tempo e mesmo assim saiu para o intervalo ganhando de 2×0. O que eu mais acho interessante são os comentários sobre o jogo, eu vi o jogo pela tv e ouvi pelo rádio( tv globo e band, e rádio tupi rio), pelo rádio o Brasil estava muito mal sendo massacrado pelo uruguai e acabou achando dois gols, e pela band(tv) o comentarista dizia que este era o melhor jogo tático do Brasil na era dunga. Minha opinião é que o Brasil jogou muito mal o 1º tempo e foi dominado pelo uruguai que acabou dando azar na falha do goleiro o que foi fundamental no resultado da partida,pis logo o Brasil fez o segundo gol ,e levou esse resultado para o intervalo, no segundo tempo o time brasileiro voltou fechado e saindo nos contra ataques, o que deu certo.Nossa seleção precisa melhorar muito, meus amigos respeito a opniao de vcs, mas por causa de um único homem(dunga) não podemos torcer contra a nossa seleção, um abraçoe vamos para cima dos paraguaios.VALEU BRASIL!!!

  • Fernando Tavares

    Mauro, eu particularmente considero vc um dos melhores comentaristas do Brasil, assistia um dos programas que vc participava pela sua imparcialidade e vc era o único que não tinha esta coisa de barrista,espero que vc volte o mais rápido possível a tv.
    Inclusive vejo a seleção com um grande goleiro, pergunto a vc se vc não acha Julio César um dos cinco melhores goleiros do mundo.
    E vc merece todo elogio, pois com a sua imparcialidade demonstra que vc entende de futebol, lembro que desde 2002 quando se falava Julio César na seleção muitos criticava e vc sempre achou o ex goleiro do Flamengo um dos melhores goleiros do país.
    Parabéns Mauro espero que vc volte na tv o mais rápido possível.
    Deus abençoe vc e sua família!
    O nosso país precisa de pessoas como vc.

    FERNANDO, muito grato. continuo fazendo TV na Tv Esporte Interativo (tv aberta por parabólica), Bandspors (fechada) e TVLANCE! neste portal.
    quando ao JC, hoje, está num nível superior a Buffon (nas palavras do próprio), Casillas, Cech e Van der Sar. Para mim, já há alguns meses, é o melhor do mundo.

  • Denilson

    Parabéns seleção Brasileira, é assim que se faz, futebol tem que ser um Jogo, com um Objetivo, fazer gols, no dia que for apenas um espetáculo, perde e graça, vai virar a mesma relação que os Estados unidos tem com os esportes, 0x4 não tem nem que se discutir, somente a aplaudir, grandes do passado não foram capazes, nem Pelé, nem Zico, nem Telê, isso só engrandece nossa vitória, parabéns principalmente ao Dunga, vamos ganhar a Copa das Confederações e rumar para o continente Africano, fortes como sempre, quer queiram os Antibrasileiros ou não

  • Carlos

    Futebol arte de parreira em 94 não existia eramos fortíssimos na defesa e ganhamos a copa em 82 tínhamos sim o futebol arte e perdemos então se pra ganhar uma copa do mundo precisamos jogar feio que assim seja desde que seja na lealdade e com justiça tudo, pergunte pra torcida do são paulo o que eles acham?? Pois o sampa nestes últimos 4 anos ganhou de tudo 3 bradileiroes mundial interclubes e não foi jogando bonito nao também adoro o jogo bem jogado mas ganhar êh muito mais prazeroso pois se caso o brasil ganhar mais uma copa sai todo mundo pra rua a festejar, inclusive vc e eu também, pouco ligaremos se foi com futebol arte ou nao pode apostar

  • Morgana

    Tá bom que ganhou com um placar elástico mas convenhamos, o Uruguai atacou de forma suicida e esta não é uma equipe Celeste das melhores. Brasil teve a sorte de confirmar tres ataques, um quarto virou o lance do penalti, mas continua jogando burocraticamente, sem ser nada criativo.
    Poderia dizer que é reflexo da visao de jogo do tecnico, que era volante, marcador, mas isso tambem nao justificaria os sufocos que passamos boa parte dos jogos, tentando nao levar gols, nos valendo da otima fase de Julio Cesar.

    Queria mais um tecnico espanhol por aqui, depois ver um no basquete que tal um na seleção de futebol masculino? tipo, Pepe Guardiola,hum?!?

  • Mario Corá (Santo André – SP)

    Mauro, havia outra faixa na arquibancada do Centenário que chamava a atenção: “A Celeste Nunca Morre”. Eu achei estranho, até porque nunca ouvi nenhum jornalista brasileiro dizer que o Uruguai estava “morto” no futebol – pelo contrário, dizem que este ano é de “rejuvenescimento” do futebol por lá.

    Não seria isso um sinal de síndrome de inferioridade?

    Aproveitando o espaço, você vai falar da Holanda, primeira européia a se classificar para o Mundial (seleção que exemplifica a expressão “jogamos como nunca, perdemos como sempre)?

    Abraço.

  • Carlos

    Os europeus estão a jogar como a gente de antes porque lotam seus times com jogadores de toda parte do mundo inclusive a maioria com jogadores de nosso brasil com os nossos melhores jogadores mas jogam assim a nível de clubes pois a nível de seleções continuam os mesmos ridículos de sempre ou vc acha que por exemplo um milan conseguiria jogar um futebol de nível só com italianos?? Ou manchester só com ingleses também poderia jogar o que joga?? O barça só com espanhois seria ridículo pelo menos no brasil vc pode dizer e olhe bem sem os melhores jogadores que jogam nesse continente podre, continuando vc pode dizer ” Nosso futebol”

  • Carlos

    E mais uma pra terminar, razão êh quem termina com o título nas mãos , ou vc vai questionar o título da itália em 82 que tinha um futebol horroroso e ganhou aquela copa ??

  • jorge bili

    a seleção não foi brilhante mas o resultado foi exelente é isso que importa no futebol,ganhamos bem de um uruguai aguerrido diante de sua torcida que apesar do placar adverso não desistia nunca e partia pra cima do brasil para tentar diminuir o marcador mas parava no paredão julio cesa que pegava até pensamento,esse cara tá fazendo história no gol do brasil só podia ser cria do mengão.

  • http://do-ouglinhas@hotmail.com TOK LEGAL CARs DUARTINA SP

    4 x 0, que baile!!!! E méritos também ao Dunga, ou só lembram dele quando o Brasil perde?

    ESSA FRASE VAI P/ o ‘MAURO RADICAL CRITCO BETING’
    Se fosse outro Tec por exemplo o V.LUXEMBURGO!?
    O COMENTÁRIO SERIA OUTRO, tenho certeza!

    Obs: VOCÊ É SIM MUITO COMPETENTE, MAS as VEZES FALTA COERÊNCIA em SUAS ANÁLISES.

    DOUGLINHAS, é pertinente a sua crítica. mas, ao menos por mim, o comentário seria o mesmo.

  • Raphael castanheira

    As pessoas nunca esão satisfeitas,po o Brasil ganhou de 4 x 0 do Uruguai em Montevidéu!!!É sacanagem falar que o Brasil não jogou bem,ninguém nunca ta satisfeito,o Brasil ganhou a copa américa jogando assim,é lider das eliminatórias jogando assim,tem a melhor defesa das eliminatórias jogando assim e tem o melhor ATAQUE vejam bem ATAQUE das eliminatórias jogando assim e vocês não estão satisfeitos,entra la no campo de joga!!!Abraços Beting

  • Pingback: Elogios à parte « Opiniões em Campo()

  • http://lancenet Alex10

    beleza

  • http://do-ouglinhas@hotmail.com TOK LEGAL CARs DUARTINA SP

    Eí MAURO BETING!

    VALEU PELA ATENÇÃO ao MEU COMENTÁRIO, estou muito feliz
    com sua atenção…

  • Claudio Sacramento – Salvador/BA

    Robinho e Kaká poderiam se aproximar mais do atacante de área (no caso, provavelmente, Nilmar já que ele e não Pato estava no Banco contra o Uruguai) contra o Paraguai. Já que vamos jogar em casa e deveremos tomar a iniciativa na maior parte do tempo, caso Maicon esteja em condições, Dunga poderia sacar Elano (que foi bem em Montevidéu) e colocar Daniel Alves nessa posição. Assim teríamos uma jogada mais forte pela direita. Maicon sairia bem menos. Na esquerda poderia entrar o André Santos e Robinho poderia ter companhia daquele lado. Gilberto Silva poderia fazer a cobertura das subidas do lateral do Corinthians. Sufocaríamos o Paraguai e inverteríamos a forma de jogar com relação a atuação contra o Uruguai. Surpreenderíamos o treinador paraguaio! O que você acha, Mauro?
    Abraço

  • Jorge

    Futebol arte é coisa de veado.

  • Nick

    Ótima análise da partida, Mauro. Precisa, concisa, e ao mesmo tempo vibrante.
    Apenas dois comentários: na minha contagem de placar virtual deu 12 x 7 Uruguai; e daria um 9 para L.Fabiano. Um monstro.
    A seleção começa a ter seu esqueleto para 2010 definido: JC, Lúcio e Juan são titulares absolutos, assim como Kaká e Robinho. A camisa nove é do Fabuloso. Dani Alves não pode ficar fora da Seleção. E ao, que parece, vamos mesmo de Elano, Felipe Melo e Gilberto Silva. Fica faltando um lateral esquerdo (Kléber não é nem sombra do lateral que foi no Corinthians e, verdade seja dita, nunca repetiu na Seleção as atuações em clubes).
    Quanto a Gilberto Silva, apenas um episódio similar ao que ocorreu com Emerson às vésperas da Copa de 2002 poderá poupar a Seleção de jogar com dez jogadores, mas Deus não me perdoaria se torcesse por uma fatalidade como esta.
    De resto, parabéns à Seleção, ao Dunga, aos jogadores. Vitórias como esta (históricas) diante de rivais como o Uruguai (históricos também) são para se saborear, como se degusta uma boa carne ou um bom vinho. Abs.

  • Rafhael

    Mauro, sou crítico de Dunga. Mas acho que você tá pegando pesado.

    O São Paulo ganhou tudo, sem ser ofensivo. A Itália é tetra, sem nunca ter tido mais de um jogador no ataque. Se o time do Dunga não é um primor, é muito aguerrido e competitivo. Se não joga pra ganhar, dificilmente perde.

    Hoje, até eu me rendo. Não posso falar do time do Dunga até que ele erre de novo.

    Como formador de opinião, você não deveria cornetar o técnico nestes momentos, apenas nos propícios. Isso estimula muita gente!

    No mais, continuo seu fã.

    Abraços.

  • Claudio Sacramento – Salvador/BA

    Time aguerrido neste jogo, né Rafhael? Lembra-se dos jogos contra Bolívia e Colômbia aqui no Brasil? Não faz nem tanto tempo assim… Para não citar outros jogos… Tem que criticar os erros e elogiar os acertos. Até nos melhores jogos há erros e nos piores, acertos!

  • Ricardo

    Mauro por favor corneta, como bom palmeirense, o Dunga para ele levar o Fábio Aurélio do Liverpool na seleção. Faz um lobby, sei lá. É só voçê, o Zaidan e o Celso Cardoso da gazeta que indicam o Fábio na Seleção. Ele cruza a bola tão bem quanto o Kléber mais ele marca mil vezes melhor que o mesmo, o Marcelo, o André Santos. No jogo Real Madrid vs Liverpool na Lc ele conseguiu anular o Robben e convenhamos não é fácil e para finalizar o Fábio é um ajudar de confiança do ótimo técnico Rafa Benitez e botou para correr do Liverpool o lateral Norueguès Riise.

  • Emerson

    Pessoal, é tão fácil falar que o brasil deve jogar deste ou daquele jeito, futebol-arte, que me lembre, foi representado pela ultima vez com as seleções de 82 ou 86, e o que elas ganharão? nada? Ganharão nosso respeito, nossa admiração, tornaram-se padrão de qualidade e comparação. Dizer que outras seleções estão jogando como a seleção brasileira já jogou, é até sacrilegio! Criticar seleção/dunga quando perde é até suportável, agora até mesmo quando ganha, em todos os comentários que se lêem, se ouvem e se vêem, podia ter jogado assim, deste outro jeito. Nós que nos dispomos a criticar, torcer contra (que ignorancia) deviamos nos ater, apenas, em torcer. Mesmo porque muitos dos comentaristas de jornais, tv e comentaristas civis como nós, se jogamos futebol, foi há muito tempo. VAMOS BRASIL, RUMO AO HEXA.