MENU DO DIA – Coritiba x Internacional

por Mauro Beting em 03.jun.2009 às 12:33h

O maitre Mendes me apresenta o colorado Trotstchê. Que é Inter por conta da cor vermelha e da Internacional Socialista:

– Seu Mário Betti, prove esta nossa ignomínia argentina. Quer dizer, esta iguana… Guiana…

– Humm. “Iguaria”, né, Mendes? Deixe-me ver… “Corderito patagonico de chorizo ancho de chacarita nas pelotas de shakira de kafta de riquelme de pollo by kim, com papas fritas y presuntos implicados no juantissimo jamón de penelope sobre cruz de alfajor de lechuguita na morcilla com sangre de dom diego na fariña blanca da playa de La Paz, banhado no menotti trufado de bilardo com dulce de leche de llama andina, numa cumbia gratinada com queso florido cozido na própria caniggia de fierro”… Não, não. Preciso perder uns quilinhos, Mendes…

Tem de ser que nem o Inter, né, seu Mário. Já tem uma gordura acumulada para o BR-09. Pode se dar ao lixo de perder uns jogos e uns pontos…

– Ao “luxo”, Mendes. Ao luxo… Mas taí outra expressão tola que usamos na imprensa. “Gordura acumulada”? E desde quando acumular gorduda é bom, Mendes? Só pro Rei Momo. Mas, de fato, a dieta do Beira-Rio tem sido ótima. Come-se de tudo e se perde peso. O time, titular ou reserva, fica leve, joga leve. Pode até não ser gostoso de ver. Mas está saciando a vontade de todos.

– Seu Mário Betti, então deixa eu te apresentar o Trotstchê, nosso amigo colorado.

E aí, guri? O Mendes me falou muito de ti. Disse que você é colorado doente como eu. Espero que também seja pelos motivos que me fizeram ainda mais gaúcho e ainda mais vermelho, camarada.

– Trotstchê, pelo seu apelido, não chego a tanto. Posso dizer que sou um bom meia-esquerda. Não um ponta-esquerda, certamente não um centroavante. Mas, ainda menos um meia ou um ponta-direita. Ah, e não sou colorado, não. Nem Grêmio. Torci por alguns times deles, mas não necessariamente pelos clubes.

Guri, para mim, à direita, só dois pontas: Tesourinha e Valdomiro. Sou como Carlitos, nosso maior artilheiro, camisa 11. Venho sempre da esquerda e, se possível, abro o jogo até sair da cancha. E para sempre ficarei ali, como gaúcho e como gauche. Mas, então, tu acredita no meu Inter?

Trotstchê, são 11 pontos de diferença entre Inter e Coritiba em 12 possíveis no BR-09. Na Copa do Brasil, porém, são “apenas” dois. Ainda uma senhora diferença, por mais que esteja mobilizada a torcida do Coxa. Desde antes da Copa o Inter era um megafavorito. E está confirmando isso.

– Guri, então não tem jeito? Vamos passar a patrola no Coxa? Eles vão ter o Marcelinho Paraíba. Sei não… Vai ser difícil. Espero que o Tite faça como Trotski quando tomou Kazan, em 1918. Não só defendeu a Rússia, como ainda foi além, contra-atacando com engenho e inteligência, e conquistando um território perdido. Se ficarmos atrás, poderemos ter problemas.

– É Trotstchê, se nem o Santos de Pelé era imbatível, respeitosamente, não será este Inter ainda em formação. O problema para o Coxa é que o time não é tão ruim como a campanha no BR-09, Mas, mesmo mobilizado, não me parece capaz de tirar a diferença.

É só o Inter seguir com a mentalidade do Exército Vermelho para seguirmos adiante e conquistar Coritiba, São Paulo, Rio e todo o Brasil. Nosso expansionismo voltará a rodar o mundo, como gostaria de ver o Profeta Trotski.

– Quem pode dizer que não? Se Gabiru fez o que fez em 2006, por que a história não pode se repetir como festa?

– Precisamos fazer o que preconizava meu guru: uma revolução permanente até 2010! Emirados Árabes Unidos jamais serão vencidos!

Tags:

  • Jovaneli

    Como confio na minha bola de cristal tanto quanto o amigo Mário Betti, acho que no Couto Pereira teremos a primeira grande zebra dessa Copa do Brasil. Aposto em uma vitória do Coritiba. Acho que a “Maldição do Centenário” vai falar mais forte e o Internacional será eliminado. De todos os grandes clubes brasileiros, o Vasco foi o único a ganhar algo importante no ano em que comemorou o Centenário, no caso, a Libertadores. E, mesmo assim, no Mundial deu Raul Madrid.
    Na outra semifinal, entre Corinthians e Vasco, também será dureza. Meu palpite é que ou dá vitória corintiana apertada ou, nos pênaltis, após 1 a 1, dá Vasco. Não acredito nem em vitória sossegada do time de Mano Menezes e muito menos em vitória no tempo normal da equipe do ótimo Júnior.

  • Jovaneli

    Como confio na minha bola de cristal tanto quanto o amigo Mário Betti bota fé na dele, acho que no Couto Pereira teremos a primeira grande zebra dessa Copa do Brasil. Aposto em uma vitória do Coritiba. Acho que a “Maldição do Centenário” vai falar mais forte e o Internacional será eliminado. De todos os grandes clubes brasileiros, o Vasco foi o único a ganhar algo importante no ano em que comemorou o Centenário, no caso, a Libertadores. E, mesmo assim, no Mundial deu Raul Madrid.
    Na outra semifinal, entre Corinthians e Vasco, também será dureza. Meu palpite é que ou dá vitória corintiana apertada ou, nos pênaltis, após 1 a 1, dá Vasco. Não acredito nem em vitória sossegada do time de Mano Menezes e muito menos em vitória no tempo normal da equipe do ótimo Júnior.

  • http://PTRIAGACHA josé

    GRANDE JOGO, DUAS CAMISAS CENTENÁRIAS, IGUAIS NO PESO, GRANDE TORCIDA COXA, BELO ESPETACULO, MAS UM TINHA QUE PASSAR E FOI O MEU INTERNACIONAL, SE O COXA JOGAR O QUE JOGOU ONTEM SAI DA ZONA DO REBAIXAMENTO.

  • http://PTRIAGACHA josé

    NUNCA VI ALGO TÃO BACANA E INTELIGENTE, EXCELENTE COMENTÁRIO, PARABÉNS.