Internacional 2 x 0 Palmeiras

por Mauro Beting em 18.maio.2009 às 14:25h

* Pelos MEUS critérios (que nunca são definitivos, conclusivos, infalíveis, etc…), quatro chances as coloradas, quatro as palmeirense. Jogo parelho, mas vencido pelo melhor elenco – apenas quatro titulares do Inter iniciaram o jogo, contra nove palmeirenses.

* Os poucos titulares presentes definiram o bom jogo no Beira-Rio: Taison entortou Pierre no gol do “neto ingrato” de Valdir de Morais, o bom zagueiro Danny Morais; de novo Taison arrumou para Nilmar bater para grande defesa de Marcos (pupilo de seu Valdir), mas o titularíssimo D’Alessandro pegar o rebote e definir a vitória ampla demais para o jogo.

* Taison. Além da qualidade técnica, sabe se desmarcar, gosta do gol, é objetivo, e muuuuuuito veloz. Finaliza cada vez melhor. E joga para e com o time. Um achado.

* Ainda vão dizer que o Inter não é nada disso, que só ganhou de… Sim: venceu o campeão paulista invicto (ainda que com reservas) no Pacaembu; venceu o forte Palmeiras quase completo com um mistão vermelho; até o empate no Maracanã é tido como mau resultado… Como e quando empatar com o Flamengo é ruim? Como é quando só criticar o time de Tite e Taison quando o Rubro-Negro joga bem e até se vangloria de empatar com o Inter?

* Embora só tenha ganho uma chance de Andrezinho com 35 minutos, perdida por Diego Souza, o Palmeiras não jogou mal. E é mesmo muito difícil vencer um time como esse, na fase do Inter. A alternativa Marquinhos como ala pela direita pode vir a ser interessante. Mas foi por ali que o Inter construiu o primeiro gol.

* Mozart parece ter a idade de Souza, e Souza, a de Mozart.

* Se Bolívar não gosta de ser lateral-direito, o também zagueiro Danilo Silva se saiu bem por ali.

* Keirrison poderia ver no youtube os gols que fez pelo Palmeiras para se inspirar. Ou ser contaminado pela transpiração de Ortigoza.

* Mais uma vez, dever elogiar Lauro. Grande fase de um goleiro que fai calando críticas e cornetas como a minha.

* BOTA-TEIMA – Dois impedimentos mal marcados, um no primeiro tempo e outro no segundo, prejudicaram dois ótimos ataques colorados. Daqueles imperdoáveis. O segundo, aos 40, de Marcelo Cordeiro, na precipitação básica de parar o jogo sem esperar a conclusão do lance. Erro feio de Ediney Mascarenhas (RJ). Pierre? Foi bem expulso.

* O Palmeiras apertava, mandava no jogo, mandava bola na trave, até Tite escalar os titulares Guiñazú, D’Alessandro e Nilmar e começar a acabar com a brincadeira. Foram os bambas que definiram a parada, que quase virou empate aos 47, quando Lauro impediu gol de Keirrison. Aos 47min59, o gol de D’Alessandro.

Tags:

  • Leandro

    Dentro do Beira Rio todos já sabem que o Inter é muito forte, agora falta se impor mais fora de casa, ainda está fraco.

  • Arlindo

    Mauro. Parabéns pelos comentários. Como Colorado já estava ficando incomodado com críticas sobre o meu time. Poxa, jogando fora, com adversários qualificados o time consegue trazer um empate e uma vitória. Certo, também não gostei do padrão de jogo, mas vamos dar um descanso para o Tite. Ele, mais do que ninguém, sabe qua não adianta mandar jogar “bonito”, e voltar com a derrota no bolso. No final, lá em dezembro, a história será contada pelo número de títulos que terá colocado na prateleira. Continue assim Tite, os tres pontos valem a mesma coisa e seus comandados…. (jogando bonito ou ganhando de 1×0, com gol chorado).

  • http://leandroaislan.blogspot.com/ Leandro Aislan

    O Inter venceu o Palmeiras e mostrou que é sim o favorito ao título. Confira detalhes sobre este e outros jogos no meu blog.

    http://leandroaislan.blogspot.com/

  • Gilberto

    O Inter tem que jogar fora de casa melhor do que vem jogando. Isto será fundamental para ser campeão da Copa e do Campeonato.
    Em casa o time é muito forte e serão pouquíssimos os times que conseguirão empatar aqui, vencer então vai dar para contar nos dedos de uma única mão.
    A defesa mostra que é forte como uma muralha, depois do gauchão ninguém mais fez gol no Inter, isso que o Gauchão é um campeonato fraco, os campeões paulista e carioca nem conseguiram fazer gol no nosso time em seus próprios campos…

  • Andre Maltempi

    Mauro q só esqueceu q no 1° gol do Inter nao foi escanteio…ta certo q a linda jogada do Taison em cima do Pierre(e olha q foi o Pierre q é o melhor ladrão de bola dos ultimos anos) mas so saiu tudo isso por um erro do trio ruim de arbitragem…Mauro eu te pergunto ate quando vai acontecer isso???todo dia seguinte a jogo vai ter isso aonde os arbitros roubam a cena do dia seguinte??? Abraço e Sauções Alvi Verde

  • LEON

    Mauro, a sua capacidade de síntese é simplesmente fenomenal. O jogo foi exatamente isso.Impressionante. Parabens, mais uma vez Mauro.

  • marcus

    boa tarde! olha o jogo de ontem pode ter sido um divisor de agua, para o inter; pois e 3 time do centro do pais, que enfrentamos e tivemos resultados positivos. mas falta jogar bem e não falo em dar goleada; mas ser superior no decorrer da partida; como a gente tinha feito no campeonato gaucho e na primeiras partidas da copa do brasil(fora rondonopolis, ufa!!!). Time grande pega time fraco tem que golear e time mais incorpado ganhar taticamente e tambem no resultado. Abraços da-lhe Inter unico campeão brasileiro invicto!!! e campeão e tudo!!!

  • Gustavo Figueiredo

    O Inter demonstra qualidade a cada dia, e vai enraizando as vigas fundamentais para o seu sucesso, porém estamos no começo do Brasileiro e num ponto crucial da Copa do Brasil, o jogo com o Flamengo ainda não acabou e é bem diferente jogar com o verdão quando ele “precisa” (momento em que ele cresce bem mais) algo que só irá acontecer a medida que os times forem “deixando” as competições paralelas – Libertadores e Copa do Brasil. Claro que o Internacional é um excelente time, mas é cedo para esta euforia generalizada.

    Sobre o comentário de “Pierre ser o melhor ladrão de bolas dos ultimos tempos” discordo em parte, pois Ibson no Brasileiro do ano passado roubou mais bolas do que ele, alem de ter mais qualidades na ligação defesa-ataque do time, sem desmerecer o talento do ótimo ladrão Alvi-Verde.

  • Rodrigo Firmani

    Mauro, como seu irmão de sangue palestriníssimo e leitor do seu blog (que eu considero mídia palestrina também, quando você fala do Palestra), tenho de parabenizá-lo pela análise brilhante quanto às qualidades do time do Inter. Inquestionável e favorítissimo ao título nacional (pra mim os vermelhos levam, ou a Copa do Brasil, ou o Brasileirão).
    Só preciso te questionar de duas coisas. Primeiro: não entendi a frase “Mozart parece ter a idade de Souza, e Souza, a de Mozart.”. Você está elogiando o Mozart e criticando o Souza ou tecendo elogios ao Souza referindo-se à “idade” de experiência?
    E também concordo com você quando diz que o Palmeiras não jogou mal. O Palmeiras não jogou. Não entrou em campo. Não o meu Palmeiras. Não o Palmeiras que derrubou o Sport (no primeiro jogo na Ilha). Esse time verde que entrou em campo entrou com a cara e o espírito da princesinha que veste a camisa 9.
    Valeu!
    (estou lendo “os dez mais” pela terceira vez. E choro a cada vez que leio)

    RODRIGO, muito grato.
    Quanto a Souza-Mozart, elogio ao primeiro, sim.

  • Carlos Jonas

    Mauro Beting, gostaria que desse a diretoria do Palmeiras a dica desses nomes: Emerson(ex-milan), Fábio Santos(Lyon), Lima(Bétis), Wagner Diniz, Maurinho(aquele do Cruzeiro), Sorin, Jadilson, Leandro(reinscidiu com o Fluminense), Lucio Flávio, Andre Lima(saindo do Sao Paulo), Victor Simoes, Roque Junior, Gustavo(voltando do Cruzeiro), Pedrão, Barrios(colo-colo), Orteman, Rever, Herrera(ja que o gremio ta devendo 8 milhoes ao Palmeiras)e muito mais, esses vão sair para o Palmeiras a preço de banana.