Grêmio 2 x 0 San Martín

por Mauro Beting em 14.maio.2009 às 12:14h

* Grêmio. Como era de se esperar. Nem precisando – e nem devendo – fazer tanto esforço contra um frágil adversário. Próximo!

* E como o rival das quartas-de-final não é grande coisa (embora seja bem melhor que o time peruano), dá para garantir sem muitos sustos uma vaga na semifinal. Mérito para quem fez o que deveria na segunda fase,

* Paulo Autuori é ótima contratação. Veja na edição desta sexta-feira do LANCE! a formação tática de três equipes campeãs com ele.

* O ótimo de Autuori é que ele se adapta ao elenco que tem, como grande treinador que é. Não vem com uma camisa-de-força tática e uma ideia pré-concebida. Cada time dele tem um jeito de atuar.

* BOTAFOGO-95 – Autuori usava um tradicional e ortodoxo 4-2-2-2, com dois volantes-volantes (Jamir e Leandro Ávila), dois meias abertos mas que também sabiam compor o sistema defensivo (Beto e Sérgio Manoel), dois laterais de razoável qualidade (Wilson Goiano e André Silva) protegidos por dois zagueiros de nível de seleção (Gonçalves e Wilson Gottardo), um atacante que rodava o ataque e ainda ajudava no combate (Donizete Pantera), e um artilheiro iluminado (Túlio) – como o goleiro (Wágner) que vivia dias de Manga. Time chato de encarar. Extremamente competitivo, foi campeão mesmo atrasando salários por até quatro meses.

* Cruzeiro-97 – Autuoriu assumiu o clube em situação desesperadora na tabela. Classificou, eliminou favoritos, e ganhou do Sporting Cristal com uma equipe experiente, que começou a ser montada em 1996 por Levir Culpi. Um excepcional goleiro (Dida), dois laterais de ótimo e constante apoio (Vítor e Nonato), zaga segura, experiente e entrosada desde a Gávea (Gelson e Gottardo), protegida por um volante típico (Fabinho), dois volantes que sabiam jogar pelos lados (Ricardinho e Donizete Oliveira), um excelente meia-atacante goleador (Palhinha), que encostava no artilheiro Marcelo Ramos e no utilíssimo Elivelton (ponta que virava meia que virava volante, se preciso). No papel, um 4-3-1-2.

* São Paulo-05 – Autuori assumiu a bronca no meio da Libertadores, mas com uma equipe bem montada por Leão (que deixou o clube para aceitar a proposta de um amigo japonês). Ganhou reforço na semifinal do experiente e iluminado Amoroso, que refez dupla histórica com Luizão no ataque. Danilo era meia-atacante importante taticamente, e de gols decisivos. Os alas eram os principais criadores ofensivos (Cicinho e Júnior), protegidos pelos eficientes Mineiro e Josué. Dois volantes que trancavam a área, facilitando o trabalho de Fabão, do homem de sobra Lugano (outro em grande fase) e do correto Alex. O 3-4-1-2 de Leão teve poucos retoques de Autuori. Mas, fora de campo, muitos creditam a ele o ótimo ambiente que deu no título sul-americano.

* Grêmio-09 – Com Ruy na ala direita, Jadilson ou Fábio Santos na ala-esquerda, é muito difícil atuar com uma linha de quatro na zaga. Melhor manter a ótima formação com Léo e Rever (na sobra), com Rafael Marques compondo o ainda problemático lado esquerdo. Autuori pode e deve soltar um pouco mais Tcheco, com Adilson mais fixo na entrada da área, com o capitão tricolor ajudando Souza a armar a equipe. À frente, Autuori costuma preferir um homem de área (tipo Túlio, Marcelo Ramos ou Luizão), e outro que sai (Donizete Pantera, Elivélton ou Amoroso). Sobem, pois, as chances de Herrera.

  • Jovaneli

    Se Autuori assumir e levar o Grêmio ao título, terá o mérito de ter eliminado adversários mais cascudos. Mas não se pode ignorar o bom trabalho de Marcelo Rospide.

  • Carlos Eduardo

    Gremio segue passeando na Libertadores!!!

  • http://PortoAlegre Joubert

    Noite fria,chuvosa,time praticamente classificado,jogo 10 da noite,adversário fraquíssimo.Só mesmo o Gremio para colocar quase 30 mil pessoas num jogo assim!!

  • jorge otávio medeiros

    POIS É BETING O GRÊMIO VEM FAZENDO O QUE TEM QUE SER FEITO “GANHAR” NÃO IMPORTA DE QUANTO OU COMO GANHAMOS PASSAMOS POR MAIS UM MAS NÃO PODEMOS ESQUECER QUE UMA VACILADA PODE SER MORTAL É MATA MATA E DE MATA MATA O TRICOLOR ENTENDE QUE VENHA O CARACAS QUE VENHA OS OUTROS POIS A MISTICA DO GRÊMIO É ESSA MESMO COM UM TIME FORMADO POR JOGADORES MÉDIOS SEM DINHEIRO E COM SEU POVO LOTANDO O MONUMENTAL SERÁ DURO MUITO DURO JOGAR CONTRA NÓS GRANDE ABRAÇO

  • Jonas

    Apesar de gremista acho que da Palmeiras nessa libertadores. As dificuldades superadas pelo Palmeiras dão motivação a equipe. Dificuldades que o Gremio não teve, mais pela incapacidade dos adversarios do que pela qualidade da equipe. Abraço

  • Rodrigo Reichert Haas

    Beting meu velho, sou gremista, porém quero ver se “o pato é macho” quando chegar a vez de pegar os times candidatos ao título.Esperanças em um bom trabalho do Autuori.
    Abraços….

  • Maiquel

    jorge otávio:
    ja te apresentaram a vírgula?

    sobre o jogo, Grêmio não jogou bem mas treinou bem até hehe

  • Gustavo Figueiredo

    Também acho Jonas, lembro bem de quando vi o chute de Cleyton Xavier que classificou o verdão, quem é que não pensou naquele exato momento: – Isso é gol de título. As dificuldades do Palmeiras serão muitas, mas se o time reagir bem a pressão como vem fazendo, e se Marcos continuar iluminado, dá Palmeiras sem pestanejar.

  • Cleiton Oliveira

    Acho correta a frase do Falcão na Zero de hoje: “o Autuori não vai precisar trocar o pneu do carro andando, eis que o time vem ganhando (andando lentamente mais andando), porém, dar mais força no motor”.
    O elenco do Grêmio pode não ser o melhor nem o mais caro do Brasil, mas com certeza é um dos mais competitivos. Aliás, temos um elenco como há anos não víamos no Olímpico. O Paulo Autuori, com as graças de Deus e a justiça dos homens, tem tudo para desenvolver um ótimo trabalho no tricolor.

    Ps: Mauro, o Rospide já alterou a posição do Rever, ele vem jogando como zagueiro pela esquerda – assim como no BR-08 – mesmo assim, por vezes, ele fecha como um primeiro volante a frente da zaga, aí sim com o Rafa Marques (que é bom zagueiro, talvez não do nível do Leo e do Rever, mas é bom zagueiro) fechando como quarto zagueiro pela esquerda.

  • Luiz

    Mauro, respeito mas discordo, não dos argumentos, mas da “culpa” do Autuori em tudo isso. Na Libertadores com o SP, como vc mesmo disse, ele já pegou o time montado pelo Leão. O elenco, com certeza e recebeu muito bem, pois sabemos o jeito do Leão e o Autuori é o cara gente boa, tranquilo, ótimo para uma conversa. A Libertadores com o Cruzeiro, foi uma tremenda sorte. Tinham Dida (principalmente) e Palhinha que pesaram muito a favor. O Dida fazia coisas que pouco goleiro já fez na vida. O único grande jogo que o Autuori venceu foi o da 1ª fase contra o Grêmio já classificado em 1º no Olimpico. Os jogos das quartas o Gremio jogou muito desfalcado os 2 jogos. Fora isso, foram Sporting Cristal na final (ridículo), Nacional do Equador, Colo Colo. Se o Gremio ganhar essa edição acho que vai bater o recorde da Libertadores mais fácil de ser levada da história. Em 95, acho que teve um peso maior no Bota, mas quem segurava as pontas era o Tulio que fazia muito gol e o Donizete. Se ganhar neste ano vai ser outro presente para esse treinador. O cara é de sorte!