Santos campeão paulista 2009 – O texto que não virou pôster

por Mauro Beting em 05.maio.2009 às 17:57h

Se o Santos tivesse ganho do Corinthians por três gols de diferença no Pacaembu, este seria o texto da revista-pôster do campeão paulista de 2009.

Por razões industriais, estruturais, jornalísticas e temporais, o texto é entregue à redação dias antes da decisão. E é editado e impresso horas antes do jogo final. Logo, não costa nada a respeito da partida decisiva.

Vamos a ele. Ao texto que Ronaldo não deixou publicar:

Virada real

Se você torce por um clube que foi campeão mundial pela primeira vez calando um estádio da Luz e ganhando por três gols de diferença de um timaço como o Benfica de 1962, sabe que um Pacaembu lotado não é adversário intransponível e impossível de ser batido e goleado.

Se você torce por um clube que ganhou (também por 5 a 2) do Fluminense, no mítico estádio paulistano, na semifinal do BR-95, sabe que mais uma página gloriosa alvinegra é para entrar nos anais e no Memorial das Conquistas da Vila Belmiro. Mas não chega a ser novidade.

Se você torce por um clube que só se classificou no sufoco na última rodada da primeira fase do SP-09, fazendo os gols da virada sobre o alvinegro (campineiro) em oito minutos, sabe que a história se repetiu como festa este ano. Bisando o que Robinho, Diego e belíssima companhia fizeram em 2002, quando só chegaram às quartas-de-final do BR-02 com a derrota do Coritiba para o Gama.

Se você amava aquele timaço campeão brasileiro de 2002, formado a partir das carências técnicas e das deficiências financeiras, você sabe que Neymar, Paulo Henrique e Madson viraram titulares do mesmo jeito em 2009, com o afastamento de medalhões do meio para fazer um novo time quase inteiro.

Se você torce por um time que trocou de treinador e ao menos cinco titulares, desde a estreia, lembra do SP-06, quando Luxemburgo mandou embora depois da primeira partida o trio ofensivo experiente (Giovani, Cláudio Pitbull e Luizão), apostou em novos nomes, e foi campeão paulista contra a maioria dos prognósticos que apostavam no campeão brasileiro ou no campeão mundial.

Se você torce por um clube que parecia perder a final de 2007, quando precisava fazer dois gols no São Caetano do meia Douglas (que havia eliminado brilhantemente o São Paulo, no Morumbi, nas semifinais), e fez o gol do título com o jovem Morais, você torce pelo clube que sabe reverter expectativas e placares.

Se você torce por Pelé, sabe que o rei não perde a majestade. No confronto de reis deste e do outro século, o vencedor é o futebol. Mas agora quem dá bola é o Santos. Mais uma vez, a vida imita a arte. Mas nem a arte e nem a vida poderiam imaginar um campeão e uma decisão tão inimitável e inestimável como a do SP-09.

Tags:

  • Fabio Chamusca

    Então esse aqui é um comentário que seria postado se o Santos fosse campeão… HAhahahahahaha

    FABIO, de fato, é o que acontece. O bacana de um blog é poder abrir o jogo desse jeito.

  • Fernando Arbex

    Essa virada começou no jogo contra o Guarani na rodada 8 e morreu nos pés de André Santos (e de Ronaldo na Vila Belmiro). Mas o sentimento permanece para que o Santos vire o ano novo (nona)campeão brasileiro, virando a página do ano de 2008 e das primeiras rodadas no SP09. Só o Santos sabe não ser campeão tão bem. Vide o BR95, o SP00, o BR03, as Libertadores de 2003 e 2007 e agora o SP09. Campanha parecida a esta de 2009 em 2000 com direito a virada apoteótica nas semifinais em cima do Palmeiras. Foram nove viradas consecutivas no BR03, na campanha de um vice-campeonato marcado pela caça à raposa. Virando-se contra nove gols mal-impedidos, vários pênaltis mal-marcados em favor do Atlético Paranaense e o sequestro da mãe daquele que veio junto de outras “crianças” dar a luz a esperança a um time que em 2002 não ganhava nada a 18 anos e terminou 2004 (apesar dos percalços) bi-campeão do Brasileirão, este o nosso oitavo titulo nacional. Virando placares e proagnósticos o Santos de 78, 95, 02, 04, 06, 07 e 09 sepulta piadinhas do pós-Pelé&cia. Sempre será Santos. O time da virada, o time do amor.

  • jefferson freitas

    Se o ´´se“ ganhasse jogo, não se chamaria futebol, se chamaria Novela!!! agora o que o senhor Fernando Arbex colocou ´´Santos oito vzs campeão nacional foi a maior piada do semestre. Com todo respeito amigo, chega de saudosismo abra os olhos pra realidade o Santos de 2009 tirando dois ou tres jogadores é um time que beira a mediocridade e vai sofrer muito nesse Brasileirão, tome por base o time do CSA que o eliminou com méritos da Copa do Brasil! Nada pessoal, só a minha opinião!!!

  • bruno

    então guarda este texto na gaveta, ou melhor, queima!!!! hahahahaha…aqui é corinthians!

  • Fabio Chamusca

    Eu sei como é, Mauro. É que não resisti mesmo a fazer uma graça.
    E blog é muito sim. Desmistifica o jornalista e aproxima ele mais das opiniões dos que não são profissionais. Existe o inconveniente de ter que ler besteira de uns fabios chamuscas uma vez ou outra, mas isso é o menos dos problemas. (risos)
    Abraço.

    FABIO, o melhor do blog é este bate-bola, esta troca de ideias – e até de pimentas e algo mais.
    como sempre fui assim, nenhum problema, só soluçao. até para alguns colegas que sao os ‘galácticos da imprensa’, que se acham mais do que são, que se acham mais que a bola e que Pelé.

  • Fernando Arbex

    Não estou entrando na polêmica de que a Taça Brasil e o Roberto Gomes Pedrosa devem ou não ser equiparados ao Brasileirão. Mas eles eram tanto campeonatos nacionais quanto é hoje a o Brasileirão, a Copa do Brasil, a Copa União ou a Taça João Havelange, portanto na minha opinião o Santos é 8 vezes campeão nacional. Desculpa Jefferson se você não sabe como funciona o jornalismo, mas eu tenho certeza que não só o Mauro como todo profissional da área que tenha algum valor tomou a mesma atitude, inclusive o jornalista Celso Unzelte. Quanto ao time atual, eu considero bom e que vai brigar para ficar entre os quatro primeiros.

  • Nick

    Prezado Fernando, A grandeza do Peixe e seu currículo de glorioso passado (remoto e recente) são indiscutíveis. Mas como bem disse o prezado Jefferson, fora dois ou três jogadores (agora só consigo pensar em Fábio Costa e Madison, Neymar ainda é uma incógnita), o atual elenco é bem fraco. Pelo menos em se tratando do Santos, um dos grandes times do Brasil. Este aspecto torna a chegada do Santos à final uma verdadeira vitória, se é que isto serve de consolo. De todo modo, como vc manifestou, tens opinião diversa, e cada um tem a sua. O futuro (breve) irá mostrar a realidade.Abs.

  • http://www.despachogeral.com.br Nestor Jesus de Sant’Anna

    O que dói é que o Santos F.C. foi o primeiro Clube Brasileiro a ser Campeão do Mundo. Aliás, bi-campeão. E dói mais ainda por ser um Clube de uma cidade não capital de estado. À época uma cidadezinha caiçara de 150 mil pessoas. E que possui o maior futebolista de todos os tempos, o atleta do século. Reverenciai-vos, pois …

  • http://datatah.blogspot.com Tais Paiva

    Mauro esse texto só não foi publicado porque este ano foi a quebra dos Tabus.
    Quarenta anos que o Santos não ganhava do Parma no Palestra, Corinthians eliminando o São Paulo, e Santos perdendo para o Corinthians em uma final. Fato que nunca aconteceu antes.