Goiás 2 x 2 Fluminense

por Mauro Beting em 02.maio.2009 às 20:10h

* Para que fazer tantas faltas laterais? Só para chamar para a área os cabeceadores rivais para anotarem gols em falhas de posicionamento e/ou linhas de impedimento mal feitas?

* Justo empate em Goiás. Mais justos aplausos para Ricardo Berna, goleiro que entrou na fogueira na meta tricolor e garantiu o ótimo empate pelas circunstâncias.

* Quando o Fluminense irá parar de perder jogadores tolamente expulsos? Por mais que possa ser discutível a expulsão de Maicon, tem sido demais.

* Se pareceu faltar algo mais ao Fluminense em outras partidas, só há como enaltecer a superação no segundo tempo com um a menos em Goiânia, contra um bom time.

* Marquinho fará falta no meio-campo tricolor. É um que dá fluência e contundência pelo lado esquerdo. Com Fabinho, volta o quadrado ao meio, e o jogo fica do mesmo jeito.

* Em casa, tendo os dois primeiros empates possíveis para se classificar, aumentam consideravelmente as chances tricolores. Mas o Goiás tem um bom contragolpe e gente experiente para fazer placares.

Tags:

  • http://www.esquemastaticos.blogspot.com/ Marcelo Costa

    Fiz uma análise tática desse jogo. Em resumo, o Fluminense jogou num 4-3-1-2, com João Paulo como ala pela esquerda e Mariano como lateral-direito, mas que pouco subiu para apoiar o ataque. Maurício foi um volante recuado, atuando na maior parte do tempo como terceiro zagueiro. O meio-campo contou ainda com dois volantes (Wellington Monteiro pela esquerda e Fabinho pela direita) e um meia-armador pela esquerda (Thiago Neves). No ataque, Maicon foi o segundo atacante pela esquerda e Fred, o centroavante.
    http://esquemastaticos.blogspot.com/2009/04/goias-2-x-2-fluminense.html

  • http://www.esquemastaticos.blogspot.com/ Marcelo Costa

    Em relação ao Goiás, o sistema defensivo tem uma variação intensa. Os três zagueiros trocam constantemente de posição e ocupam o meio-campo de maneira frequente e alternada. Ernando é o zagueiro que joga mais solto. No jogo contra o Fluminense, Ernando atuou como volante pela esquerda, lateral-esquerdo e lateral-direito. Rafael Tolói, muitas vezes, ocupava a função de volante pelo centro.
    No papel, o time joga no 3-5-2, com um volante de contenção mais à esquerda (Everton), um segundo volante (Ramalho) que se transforma em meia pela direita, um meia-armador pela esquerda (Júlio César) e dois atacantes (Iarlei pela direita e Felipe pela esquerda).
    http://esquemastaticos.blogspot.com/2009/04/goias-2-x-2-fluminense.html