Liga dos Campeões – Semifinais – Ida – Dia 1

por Mauro Beting em 29.abr.2009 às 11:27h

BARCELONA 0 X 0 CHELSEA

* Se você é treinador e vai visitar um monstro em grande fase como o Barcelona, um belo time que não pode ter espaço algum para jogar, você se fecharia em Copas como fez Guus Hiddink? (veja a prancheta ao lado).

* O ótimo treinador do Chelsea plantou os quatro da defesa ainda mais recuados, colocou Obi Mikel à frente deles, fez outra linha de quatro bem recuada, e isolou Drogba.

* Sem o lateral-esquerdo titular Ashley Cole, Hiddink apostou no destro lateral Bosingwa (que não é um grande marcador) para pegar o craque Messi, que corta sempre para o pé direito do lateral-esquerdo. Funcionou.

* Era para atuar tão recuado no segundo tempo? Era para ter chamado tanto o Barcelona? Não fosse Cech em noite de Cech, o Barça teria ganho do mesmo modo.

* Não foi o jogo lindo que poderia ser, pela qualidade do Barça, e também pela técnica admirável do rico Chelsea. Mas é compreensível o que fez Hiddink no Camp Nou.

* Rafa Márquez será ausência sensível para o Barça no jogo de volta, em Stamford Bridge. Como fez falta o espaço e o jogo fluido e brilhante do Barça.

* Ainda assim, Eto’o fez um daqueles lances de gol para guardar nos olhos, passando como quis por Alex e Terry. Mas Cech fez com os pés aquelas defesas que só goleiros como ele conseguem.

* Continuam boas as chances do Barcelona. Impossível imaginar mais um jogo sem anotar gols do Barça. Impossível imaginar o Chelsea tão atrás.

* O que abre mais uma vez a pergunta: empate sem gols como visitante no primeiro jog, em torneio em que vale o gol qualificado, é realmente um bom resultado?

* Mais que os 2 a 0, o “placar perigoso” é o zero a zero de Barcelona para o Chelsea.

Tags:

  • Jovaneli

    Realmente, o empate em 0 a 0 no campo adversário não é tão lindo assim na Liga dos Campeões dos gols fora de casa valorizados. Mas, convenhamos, também não é o pior dos mundos quando o rival é o carrossel catalão. O fato é que fica tudo para Stamford Bridge, em Londres. Eis algumas perguntas que não querem calar:
    Qual a melhor estratégia para o Barcelona? Jogar ofensivamente, que é a sua vocação, ou sair de suas características e jogar fechado, saindo para os contra-ataques?
    E quanto ao Chelsea, deve se lançar à frente por jogar em Stamford Bridge ou entrar em campo com a cautela necessária de quem enfrenta uma equipe ofensiva e que sabe usar muito bem o mínimo espaço oferecido pelo adversário?
    Fosse eu técnico do Barça, jogaria pra frente. Tudo o que o Chelsea menos espera é ter de se defender em casa, ser pressionado, acuado em seu campo. E mesmo que tome um gol, basta ao time catalão fazer unzinho para se classificar.
    Por outro lado, imaginando-me no lugar do holandês Guss Hiddink, entraria com mais cautela. Não tão fechado quanto no Camp Nou. Arriscaria um pouquinho mais. Mas com muito cuidado. Encarar de peito aberto o Barcelona não parece ser algo que o Chelsea seja capaz de fazer. Acho que até o seu ótimo técnico sabe disso. Inteligente que é, vai jogar novamente no erro catalão.
    Em Camp Nou, por pouco o Chelsea não se deu bem nessa estratégia (Drogba perdeu gol feito). Por que não outro único erro em Stamford Bridge? Por que não esse eventual erro da defesa catalã ser transformado em gol? Pode acontecer. Ou não.

  • http://blogs.abril.com.br/futebolearte André Rocha

    A meu ver, o Ballack atuou como um volante ao lado do Mikel. Pela postura defensiva do Chelsea, deu para perceber que a preocupação do Hiddink era proteger seus laterais improvisados. Então ele fechava Daniel Alves, Xavi e Messi com Bosingwa, Malouda e Mikel, com a cobertura do Terry; e fazia o mesmo do outro lado com Ivanovic, Essien e Ballack marcando Abidal, Iniesta e Henry ou Eto’o, com Alex na sobra. Em números, um 4-2-3-1.

    Mas tirando este detalhe, a prancheta ilustra bem a postura dos londrinos. Era um time muito entrincheirado perto da sua área. Pelo meio, Lampard recuava e também era quase um volante. Quem dava o primeiro combate a Touré era Drogba!

    Achei o resultado não tão bom para o Chelsea e, apesar da pressão no Stamford Bridge, aposto na classificação do Barcelona com empate com gols.

    Abraços a todos!