Flamengo, Corinthians e Cruzeiro? Não sei.

por Mauro Beting em 26.abr..2009 às 1:09h

É tudo chute. E valendo para os dois jogos. Se fosse apostar, hoje, nos campeões estaduais, ficaria com esses três. Com menos convicções em Minas, com um pouco mais no Rio e, em São Paulo, pela vantagem do empate para o alvinegro paulistano.

A maré do futebol

O Santos começou a temporada fazendo as contas que não fechavam no departamento de futebol (salários absurdos, dinheiro curto para o mundo), com um elenco renovado, mas aparentemente enfraquecido. Os reforços (ou, vá lá, as chuteiras novas) não engrenavam, Márcio Fernandes foi sacado, e mesmo com Vágner Mancini acertando a mão, e Neymar, Paulo Henrique e Madson acertando o pé, tudo parecia irremediavelmente perdido até os 38 minutos do jogo contra a Ponte Preta, com o resultado combinado do Canindé.

Pronto. Tudo virou. Uma virada na Vila, outro vitória incontestável no Palestra, ecos dos Meninos da Vila de 1978 e 2002, os garotos da areia renascendo o Santos, sempre Santos – menos contra o CSA.

Do outro lado, um clube cobrado na metade do SP-09 por não fechar patrocínio da camisa, por ter engordado (sem alusão) a folha salarial, por ser ainda tachado de um elenco de segunda, pelo brega e pelas brigas imprudentes no Oeste paulista, o Corinthians parecia perdido – mesmo sem ter perdido jogo algum no SP-09.

Até vir a vitória de virada sobre o São Paulo, e o segundo tempo incontestável no Morumbi. Até Ronaldo provar pela zilionésima vez que vale quanto pesa, que é um fenômeno com a bola e com as boladas que leva para os cofres e para os campos.

Santos e Corinthians viraram bonito. O tricampeão São Paulo e o esfuziante Palmeiras do início do ano foram inapelavelmente vencidos. Trocaram as bolas e os sinais. E é tudo muito natural, e cada vez mais usual as viradas de fase e de humor. Como muito bem sabem os rubro-negros, que foram 100% no início do RJ-09, pareciam perdidos no meio, e, desde o último Fla-Flu, começaram a acertar o jogo e o jeito. Zerou o favoritismo alvinegro, de um Botafogo que só manteve o treinador do ano passado, e continua muito bem no comando de um elenco em evolução. Até um gol contra de anedota que pode mudar um jogo, um jogador, um campeonato.

Fundamental é apenas lembrar que por mais históricas que sejam essas finais, elas ainda são apenas torneios estaduais. Namoros de verão que nem sempre sobem a serra. E, como paixões, vêm e vão. É preciso ter a maturidade que normalmente os amantes não têm para entender que a única coisa definitiva no futebol é que não tem nada que uma falta lateral não possa mudar, não tem um escanteio mal defendido que não possa mexer no placar, não tem uma cabeça quente que não possa vencer um pé-frio.

Não aposto nada em São Paulo e no Rio. E mesmo em Minas, onde o melhor time do Cruzeiro pode se perder diante de um animado e focado Atlético.

  • http://Edivaldosp104@hotmail.com Edivaldo da silva santana

    Olá seu Mérccia,agora que o seu timinho já tomou de 3x1o senhor deveria pegar tambem as imagens do volante do santos dando um murro no rosto do Chicão e quando o juiz deu tiro de meta para o corinthians e o caneliha de vidro do Neimar jogou a bola no chão e o juiz fez vistas grossas e fingiu que não viu?mas se fosse a favor do santos,ele já iria com os cartões nas mãos prá fazer uma média para voces.Péça as imagens tambem e fassa que o senhor é justo,sinão a sua moral é zero,porque ai todo mundo vai ver que na verdade o senhor é mesmo santista e quer mesmo é aparecer.

  • Roberto

    Comparativo das rendas e dos públicos pagantes de alguns dos jogos decisivos desse domingo:

    SANTOS X CORINTHIANS
    Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
    Renda: R$ 1.044.350,00
    Público pagante: 17.259

    CRUZEIRO X ATLÉTICO
    Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
    Renda: R$ 1.078.742,00
    Público pagante: 47.489

    BOTAFOGO X FLAMENGO
    Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
    Renda: R$ 1.462.853,00
    Público pagante: 58.711

    A final paulista lotou o acanhado estádio da Vila Belmiro, e teve preço médio de ingresso digno de final de Champions League: inacreditáveis R$ 60,51.

    As finais mineira e carioca encheram mas não lotaram, respectivamente, o Mineirão e o Maracanã. O preço médio do ingresso em Minas Gerais foi de R$ 22,72, enquanto que no Rio de Janeiro foi de R$ 24,92.

  • Nick

    Belos chutes, hein, Mauro.
    Em MG, nem milagre tira o título da raposa.
    Em SP, o Timão está com nove dedos na Taça.
    No RJ, apesar do equilíbrio, as coisas parecem caminhar para mais um título da Urubuzada (considerando o estado psicológico do Fogão e o possível desfalque de peças essenciais para o time).
    Abs.

  • wende

    o mauro curto muito a sua analise de jogos,mas ficar com medo de falar que o Cruzeirao pode ser perde no domingo é d++++ né
    é melhor entao o Cruzeiro nem entrar em campo!! quem tem q se preocupar com alguma coisa é o atletico…. e tem mais jogar aberto com o Cruzeiro toma gol msm e domingo tem mais!! valeu

    WENDE e amigos. Vocês entendem o que quis dizer no final…

  • Menina do futebol

    Puts eu amo o corinthians e sou mineira
    infelismente tenho que dizer pra mim os dois melhores
    times são corinthians e flamengo 2 campeões mas
    o cruzeiro tbem ganha no campeonato mineiro…
    Eu sou mulher e gosto d ++ de futebol…
    E gosto muito de comentar sobre os times…
    Pra mim esses três tem titulos garantidos…
    Valeu…

  • http://jjjjjjjjjjjjjjjjjjjj josé jhonara

    olha eu acho que o timão e cruzeiro e o melhor do brasil, pelos titulos e pela fama e pela vitoria conquistada até oje……..